Pílula semanal pode substituir tratamento diário contra HIV

12 de jan de 2018 às 09:16 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Cientistas criaram uma pílula semanal que poderá substituir o tratamento diário contra o HIV, vírus da Aids. Os soropositivo tomam remédios todos os dias para ter uma vida normal, virtualmente livre da ação danosa do vírus e com efeitos colaterais relativamente pequenos. Pensando nisso, um grupo de pesquisadores do MIT e da Escola de Medicina de Harvard, nos EUA, criou um compartimento em formato de estrela, revestido por uma cápsula de gel, que pode oferecer suprimento semanal dos remédios retrovirais com apenas uma dose.  A última pesquisa realizada pela equipe, publicada esta semana na revista Nature Communications, mostra dados sobre testes realizados com animais que obtiveram sucesso.

A pesquisa

Porcos foram usados para comprovar que o novo mecanismo de administração garante dosagem controlada de três drogas retrovirais durante uma semana. O sistema de entrega do compartimento funciona por meio de seis ‘pernas’ acopladas a um núcleo. As pernas são revestidas por um polímero estrutural que as mantêm dentro da cápsula de gel, seguras de uma possível dissolução em ácido estomacal. Uma vez dentro do estômago, a cápsula se dissolve e as pernas se abrem, impedindo que a pílula desça direto pela parte estreita do intestino. O interior de cada minicompartimento traz um polímero diferente para liberar os remédios – programado pelos pesquisadores para dissolver em momentos diferentes da semana. Depois de uma semana, as conexões entre as pernas e o núcleo se dissolvem, permitindo que tudo seja eliminado pelo corpo Segundo os autores do estudo, “a aplicação clínica deste mecanismo representaria uma grande mudança de paradigma no tratamento do HIV”. O próximo passo será fazer testes em humanos.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.