Música ajuda no desenvolvimento cerebral de bebês prematuros

19 de jun de 2019 às 16:26 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Não é novidade que a música faz bem pra todos, mas no caso dos bebês, os cientistas descobriram que a música orquestrada impulsiona o neurodesenvolvimento de prematuros. Para ajudar os cérebros desses recém-nascidos frágeis a se desenvolverem, apesar do ambiente estressante da terapia intensiva, pesquisadores da Universidade de Genebra (UNIGE) e dos Hospitais Universitários de Genebra (HUG) propõem uma solução original: música especialmente escrita para eles. Os primeiros resultados, que foram publicados na Academia Nacional de Ciências (PNAS) nos Estados Unidos, são surpreendentes: imagens médicas revelam que as redes neurais de bebês prematuros que ouviram essa música estão se desenvolvendo muito melhor. A cada ano, a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do HUG acolhe 80 crianças nascidas cedo demais – entre 24 e 32 semanas de gravidez, ou seja, quase quatro meses antes do previsto para algumas delas. A grande maioria sobreviverá, mas a metade desenvolverá desordens neuro-desenvolvimentais, incluindo dificuldades de aprendizagem, distúrbios emocionais ou emocionais. “Ao nascer, os cérebros desses bebês ainda são imaturos. O desenvolvimento do cérebro deve, portanto, continuar na unidade de terapia intensiva, em uma incubadora, sob condições muito diferentes do que se ainda estivessem no ventre da mãe ”, explica Petra Hüppi, professora da Faculdade de Medicina da UNIGE e chefe da Divisão de Desenvolvimento e Crescimento da HUG. , quem dirigiu este trabalho. “A imaturidade do cérebro, combinada com um ambiente sensorial perturbador, explica por que as redes neurais não se desenvolvem normalmente”.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva
1

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.