Saúde

Hospital faz sessões semanais de cinema para ajudar pacientes com câncer

18 de jan de 2019 às 09:45 | em: Brasil,Saúde

Foto: Reprodução

Passar por um tratamento de câncer não é nada fácil física e emocionalmente. Mas cada vez mais, os hospitais aceitam alternativas para tornar esse momento menos doloroso e, inclusive, melhorando as chances de resposta. É o que fez a equipe de Terapia Ocupacional do Hospital de Câncer Tarquínio Lopes Filho, no Maranhão.  Criaram o “Cinema nas Enfermarias”, uma espécie de cinema no local que exibe filmes que contribuam positivamente com os tratamentos, além de fazer com que os pacientes saiam da rotina. “O projeto tem o enfoque terapêutico de minimizar o estresse da internação, melhorar a rotina dos pacientes, contribuir com a qualidade de vida dentro do hospital, além de propiciar um ambiente hospitalar com atendimento humanizado, voltado para, de alguma maneira, melhorar o bem estar de nossos pacientes e acompanhantes”, contou Leilian Carneiro, coordenadora de Terapia Ocupacional do hospital. Há responsáveis por assistir aos filmes antes, certificando-se que a mensagem final e cenas vão contribuir e não o contrário. A preferência são por histórias leves de mais ou menos uma hora de duração que possam ajudar na autoestima de todos. Hoje, são 108 enfermarias no hospital e, inicialmente, as sessões eram a cada 15 dias, mas foi tão bom o resultado que agora são semanais. “Ficamos surpresas com as reações. Havia pessoas que estavam resistentes e não queriam assistir aos filmes. Depois que viram a primeira vez, há um envolvimento geral e todos têm sugerido filmes e perguntado quando será a vez da sua enfermaria.”, finalizou Leilian.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bebê de família Araciense contrai herpes com 17 dias e mãe faz alerta

10 de jan de 2019 às 16:45 | em: Araci,Brasil,Saúde

Foto: Reprodução

Um bebê de família Araciense passou por sérios problemas após seu nascimento. Após a criança contrair herpes de uma pessoa que visitou a família e a beijou, a mãe natural de Araci, que atualmente mora em São Paulo, Rafaela Moreira, decidiu compartilhar e alertar os pais sobre os riscos desse tipo de contato com recém-nascidos, diante do que seu próprio filho sofrera há quatro meses, em decorrência desta doença. “Atualmente ele está bem, mas resolvi tornar isso público após ler um relato de uma mãe nos Estados Unidos num caso muito semelhante ao do meu filho, Gustavo, em que ela conta que a filha morreu. Ninguém fala sobre isso. Muita gente não reconhece a gravidade desse tipo de doença” disse. Rafaela publicou recentemente em seu Facebook, uma foto do filho Gustavo com várias erupções no rosto e deixou o alerta: “Parem de querer beijar bebê que não é seu”. Desde então, o post angariou cerca de 182 mil compartilhamentos. Mesmo que quatro meses tenham se passado, a mãe do Gustavo frisou que continua passando na pele dele produtos dermatológicos, seguindo recomendações médicas, pois, segundo ela, a doença pode voltar até os seis meses de vida, enquanto o bebê está num quadro de vulnerabilidade. O caso está nos principais veículos de comunicação do Brasil: Globo, Extra, Record e etc.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Vírus da Aids: Vacina é aplicada com sucesso em macacos e poderá ser testada em humanos

06 de jan de 2019 às 12:21 | em: Mundo,Saúde

Foto: Reprodução

Uma nova vacina contra o vírus do HIV deixou os pesquisadores bastante satisfeitos. Testada em macacos, a substância induziu a produção de anticorpos contra uma das formas do vírus mais comuns em humanos – o que já é um grande passo para os estudiosos. De acordo com o portal Science Daily, a nova pesquisa, publicada na revista Immunity, está sendo desenvolvida desde os anos 90. Ela mostrou o bom resultado da vacina em macacos da espécie rhesus (também conhecido como Macaca mulata). Quando em contato com a substância, seu sistema imunológico começou a produzir anticorpos neutralizantes contra a cepa Tier 2 (a forma viral mais comum nas infecções do HIV em humanos). Além disso, os cientistas também chegaram à primeira estimativa de níveis de anticorpos neutralizantes induzidos pela vacina necessários para proteger contra o HIV. “Descobrimos que anticorpos neutralizantes que foram induzidos pela vacinação podem proteger os animais contra o vírus que se parece muito com o HIV do mundo real”, diz Dennis Burton, PhD, presidente do Departamento de Imunologia e Microbiologia da Scripps Research. Segundo ele, apesar da vacina ainda estar longe de chegar às pessoas, o estudo fornece uma “luz no caminho” para futuras estratégias contra os causadores da aids.

Leia mais em Revista Galileu.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bahia tem 255 cidades em alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya

14 de dez de 2018 às 09:03 | em: Bahia,Saúde

Foto: Ilustração

Divulgado nesta quarta-feira (12), o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018 apontou 186 cidades baianas em alerta e 69 com risco. Salvador faz parte da lista de municípios em situação de alerta. No estado, a maior parte dos criadouros foi encontrada em depósito de água (5.427), seguida de depósitos domiciliares (1.735) e lixo (490). Em todo o país, 5.358 municípios – 96,2% da totalidade – realizaram algum tipo de monitoramento do mosquito transmissor dessas doenças, sendo 5.013 por levantamento de infestação (LIRAa/LIA) e 345 por armadilha. A metodologia armadilha é utilizada quando a infestação do mosquito é muito baixa ou inexistente.

Dados Nacionais

Foram notificados, até 10 de novembro, 228.042 casos de dengue em todo o país, um pequeno aumento em relação ao mesmo período de 2017 (226.675). Os casos notificados de chikungunya caíram 55% em relação a 2017: 82.382 contra 183.281, respectivamente. Por sua vez, o Zika causou 7.544 infecções, uma redução de 54% em relação ao mesmo período de 2017 (16.616).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Castigo à esperança; artigo do médico Tiago A. Fonseca Nunes

04 de dez de 2018 às 09:21 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Cento e vinte dias. Pode até parecer pouco para quem aguarda o dia do casamento, a viagem programada ou o dia da formatura. Contudo, para quem espera pelo tratamento de câncer é uma eternidade. No Brasil, em média, pacientes diagnosticados com câncer de mama, através do sistema público, precisam de todo esse tempo para conseguir iniciar a quimioterapia, por exemplo.

Tristemente, cerca da metade dos pacientes recebem a confirmação de câncer de mama em estágios já avançados. Associa-se a isso o fato de que 40% espera até um ano para obter o diagnóstico, de acordo com dados do TCU (Tribunal de Contas da União). Havendo a necessidade de cirurgia, a angústia da espera chega a oito meses, desde que não ocorra cancelamento nesse intervalo.

A lei 12.732/2012 preconiza que o paciente com neoplasia maligna – câncer – tem direito de se submeter ao tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS) no prazo de até 60 dias, contado desde o diagnóstico. Porém, dados do Sistema de Informações do Câncer (Siscan) evidencia que apenas 26,6% do total registrado em 2015 iniciaram tratamento dentro do prazo determinado. No imbróglio da morosidade, encontram-se ainda pacientes que não têm um minuto sequer a perder.

Centros de referência para o estudo e tratamento da doença no país vivem uma triste realidade, onde problemas estruturais atingem diretamente os pacientes que usam seus serviços. Filas quilométricas para atendimento, macas improvisadas, deficiência nos suprimentos hospitalares e até mesmo falta de manutenção. Atente-se ao fato de que estamos falando diretamente de serviços referência nacionais em oncologia.

Desse modo, temos a oportunidade de fazer uma reflexão de como andam os demais Brasil afora. Infelizmente, ao passo que o número de leitos destinados a esses pacientes segue limitado, com crescimento pífio, o número de diagnosticados cresce exponencialmente.

A rapidez na detecção e no tratamento do câncer é decisiva para a cura do paciente. À medida que o tempo avança, reduzem-se as chances e, por isso, não estamos diante de uma discussão banal. Uma regulação mais eficiente, pela qual disponha de dados precisos quanto ao estágio da doença, e ampliação dos serviços oncológicos, gerando descentralização, são alguns exemplos de como ajustar a realidade ao que é tido como ideal.

Assim, a otimização melhora o planejamento, promove um gerenciamento eficaz dos gastos públicos e, principalmente, gera menor tempo para o início do tratamento. O câncer não espera! Tampouco aceita medidas casuísticas para resolver o problema. A responsabilidade sobrecai a toda a sociedade. Enfim, o tempo tem duas caras: se bem aproveitado, é um grande aliado; mas do contrário, é um grande inimigo.

Tiago A. Fonseca Nunes

 Médico e escritor

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Insulina para diabéticos pode faltar nas próximas décadas e isso preocupa cientistas

03 de dez de 2018 às 11:36 | em: Mundo,Saúde

Foto: Ilustração

O fenômeno tem sido chamado de flagelo da vida urbana: um estilo de vida não saudável e obesidade levaram a um ressurgimento da diabetes de tipo 2, que ocorre quando o corpo não consegue produzir insulina suficiente para regular os níveis de açúcar no sangue. Agora os cientistas afirmam que milhões de pessoas ao redor do mundo que têm diabetes podem não conseguir acesso à insulina ao longo da próxima década – e, talvez, por ainda mais tempo. Cerca de 400 milhões de pessoas entre 20 e 79 anos vivem com a diabetes de tipo 2, que é a forma mais comum da doença. Mais da metade delas na China, na Índia e nos Estados Unidos. Até 2030, acredita-se que os números ultrapassem 500 milhões. A outra forma da diabetes é a de tipo 1, na qual o corpo ataca as células do pâncreas que produzem insulina. Um novo estudo publicado no periódico científico Lancet Diabetes and Endocrinology afirma que aproximadamente 80 milhões de pessoas com diabetes vão precisar de insulina até 2030. Mas cerca de metade delas – possivelmente, a maioria na Ásia e na África – não conseguirá. Atualmente, uma em cada duas pessoas com diabetes de tipo 2 não têm acesso à insulina que precisam. “O acesso (à insulina) é definido como a combinação da disponibilidade do produto e se ele é acessível”, afirmou o médico Sanjay Basu, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, que coordenou a pesquisa. “Além da questão dos preços, também deve existir uma cadeia de abastecimento que consiga distribuir de forma segura uma droga refrigerada e tudo aquilo que a acompanha – como agulhas esterelizadas e seringas”. Por que a insulina, um medicamento que já existe há 97 anos e que já foi considerada uma das drogas revolucionárias do século 20, continua a ser muito cara ao longo dos anos? Uma razão, dizem os cientistas, é que três empresas multinacionais (Novo Nordisk, Eli Lilly and Company, Sanofi) controlam 96% do volume de insulina vendido no mundo e 99% do valor estimado de vendas, de US$ 21 bilhões de dólares. Confira o artigo completo em BBC Brasil.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Familiares de vítimas de acidente na BR-116/Norte pedem que população doe sangue

26 de nov de 2018 às 13:26 | em: Saúde

Foto: Facebook

Os familiares das vítimas de acidente na BR-116/Norte pedem que população doe sangue em Feira de Santana, uma vez que ainda há pessoas internadas em estado grave. Conforme detalhou a Sesab, o acidente ocorrido na BR-116, na região de Santa Bárbara teve 33 vítimas atendidas. O hospital municipal de Santa Bárbara registrou seis atendimentos. No que se refere aos hospitais estaduais, dos 18 pacientes atendidos no Hospital Clériston Andrade, seis receberam alta, 11 permanecem internados.  João Antônio Lope, Marcos Silva Brito, Fernando Andrade de Almeida, Jeferson Conceição dos Santos, Rafael José da Silva Souza e Rodrigo Carvalho Brandão da Silva morreram como decorrência do acidente.  A Sesab informou ainda que a equipe médica do Hospital Estadual da Criança (HEC), também localizado em Feira de Santana, atendeu quatro vítimas do acidente. Dessas, três já receberam alta, restando apenas paciente internado.

Onde doar sangue?

Banco de sangue: UCT HEMOBA – Hospital Clériston Andrade, Feira de Santana
Horário de funcionamento:
De segunda a sexta-feira  das 8:00h às 12:00h /13:00h às 17:00h
Endereço: Av. Eduardo Fróes da Mota, Bloco 35 – CEP: 44.100-000
Telefone: (75) 3221-6888

Confira os requisitos para doar sangue aqui.

 

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Faça sua consulta com preços acessíveis na Policlínica Fernando Ribeiro em Araci

08 de nov de 2018 às 10:02 | em: Araci,Saúde

Foto: Divulgação

Faça sua consulta com o melhor preço da praça na Policlínica Fernando Ribeiro. A clínica oferece diversas especialidades médicas com preços acessíveis para a população araciense. Na unidade são oferecidos serviços Cardiológico, Urológico, Clínico Geral e Pediatria. Agende já a sua consulta. Em breve PRONTO ATENDIMENTO nas terças, quartas e quintas, com a implantação do Medical Center, Aguarde…!A clínica fica na Rua José Pinheiro, nª272, no centro de Araci. Mais informações (75) 3266-2132.
*Confira a agenda abaixo:
Clínico Geral; de terça á quinta-feira (Todas semanas)
Urológia (12 de novembro)

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Equipe médica grava vídeo com pacientes dançando música da “pisadinha” em Feira de Santana

05 de nov de 2018 às 17:27 | em: Feira De Santana,Saúde

Foto: Reprodução

A equipe médica de uma clínica particular de hemodiálise, em Feira de Santana, gravou um vídeo com os pacientes dançando a música “Guitarrinha (Solta a pisadinha)”. A música faz sucesso nas redes sociais pela coreografia e pelos versos e não foi diferente com o vídeo feito pela equipe. As imagens foram publicadas nos últimos dias e já atingiram 16 milhões de visualizações. Confira:

*Informações Varela Noticias

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Número de casos de dermatite misteriosa que atinge Salvador chega a 79, aponta Secretaria

24 de out de 2018 às 09:07 | em: Bahia,Saúde

Foto: Reprodução

O número de casos da dermatite misteriosa que atinge a população de Salvador e Região Metropolitana chegou a 79, de acordo com informações divulgadas pelas secretarias de Saúde do Estado e de Salvador, nesta terça-feira (23). De acordo com o órgão municipal, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância à Saúde de Salvador (Cievs) segue com as investigações a fim de identificar a causa do surto de dermatose. Ainda conforme a Prefeitura, o Centro de Controle de Zoonoses da SMS e a Fiocruz-Ba instalaram armadilhas para captura de mosquitos Aedes aegypti e albopictus, principais transmissores de arbovírus no Brasil, além de outros de importância médica como carrapatos, pulgas e ácaros.O objetivo é investigar a doença. Também nesta terça, a Secretaria Municipal da Saúde informou que utilizará um questionário elaborado por infectologistas e epidemiologistas na tentativa de descobrir a causa do surto de dermatite que atinge a população de Salvador e Região Metropolitana (RMS).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Anvisa aprova novos tratamentos contra o câncer de próstata e renal

22 de out de 2018 às 16:25 | em: Brasil,Saúde

Foto: Reprodução

Novos tratamentos contra o câncer foram aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta semana. A partir de agora, três tipos de câncer contarão com os novos medicamentos, de próstata e dois tipos de câncer renal. Para pacientes com câncer de próstata, foi aprovado o registro do medicamento Erleada (apalutamida), que será comercializado na forma farmacêutica de comprimido revestido, na concentração de 60 miligramas (mg). Conforme a Anvisa, o remédio, com dose de 240 mg (quatro comprimidos revestidos de 60 mg), em combinação com terapia de privação androgênica (castração medicamentosa ou cirúrgica), é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de próstata não metastático resistente à castração. As pessoas diagnosticados com carcinoma de células renais – um tipo de câncer nos rins – passaram a contar com uma nova indicação terapêutica, resultado da combinação de dois produtos biológicos usados em tratamentos oncológicos. Os medicamentos são o Opdivo (nivolumabe) e o Yervoy (ipilimumabe), que integram o rol de novas opções de terapias para o combate ao câncer, denominadas imunoterapias. Segundo a Agência Brasil, a entidade aprovou ainda o registro de um novo medicamento para o tratamento de carcinoma de células renais avançado. O produto é o Cabometyx (levomalato de cabozantinibe), que será comercializado na forma farmacêutica de comprimido revestido, nas concentrações de 20 mg, 40 mg e 60 mg.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Congresso derruba veto de Temer e libera piso de R$ 1.550 para agentes de saúde e de combate a endemias

18 de out de 2018 às 09:08 | em: Brasil,Saúde

Foto: Reprodução

O Congresso Nacional derrubou nesta quarta-feira (17) um veto do presidente Michel Temer e, com isso, liberou o piso de R$ 1.550,00 para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. A remuneração mínima atual da categoria é de R$ 1.014,00 e estava congelada desde 2014. Após o Congresso aprovar o reajuste, Temer vetou. O governo argumentou que o novo piso representará aumento dos gastos públicos. O Ministério do Planejamento informou que a medida representará um impacto de R$ 4,8 bilhões em 3 anos. O governo também disse que aumento de despesa com pessoal nos 180 dias anteriores ao final do mandato do Poder Executivo pode ser enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Pelo texto, o reajuste será concedido da seguinte maneira: R$ 1.250,00 a partir de 1º de janeiro de 2019; R$ 1.400,00 a partir de 1º de janeiro de 2020 e R$ 1.550,00 a partir de 1º de janeiro de 2021. A votação desta quarta-feira foi realizada por meio de cédula e, no plenário da Câmara, não houve oposição à derrubada do veto. Durante a sessão, um grupo de agentes comunitários acompanhou a votação das galerias do Congresso e aplaudiu a aprovação.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Parceria entre Ascoob e MAPFRE oferece seguro em apoio ao Outubro Rosa

16 de out de 2018 às 17:21 | em: Cidades,Região Sisal,Saúde

O sistema Ascoob em parceria com MAPFRE Seguros, está realizando uma campanha voltada para o publico feminino em apoio ao Outubro Rosa, campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero. A campanha oferece: descontos especiais, assistências ao cliente, sorteios e muito mais. Procure um ASCOOB Cooperar mais próximo de você!

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Diabetes pode começar mais de 20 anos antes do diagnóstico, diz estudo

05 de out de 2018 às 16:26 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Os primeiros sinais de diabetes tipo 2 podem ser identificados mais de 20 anos antes do diagnóstico, de acordo com uma nova pesquisa apresentada no Encontro Anual da Associação Européia para o Estudo do Diabetes (EASD) em Berlim, na Alemanha, de 1 a 5 de outubro. O estudo japonês rastreou mais de 27.000 adultos não diabéticos (idade média 49 anos) entre 2005 e 2016 e descobriu que o aumento da glicose em jejum, maior índice de massa corporal (IMC) e sensibilidade à insulina foram detectados até 10 anos antes do diagnóstico de diabetes bem como pré-diabetes. “Como a grande maioria das pessoas com diabetes tipo 2 passa pelo estágio de pré-diabetes, nossos achados sugerem que os marcadores metabólicos elevados para o diabetes são detectáveis ​​mais de 20 anos antes de seu diagnóstico”, diz o Dr. Hiroyuki Sagesaka do Hospital Aizawa em Matsumoto, Japão, que liderou a pesquisa. Pesquisas anteriores sugerem que fatores de risco como obesidade e glicemia de jejum elevada podem estar presentes até 10 anos antes que alguém seja diagnosticado com diabetes. No entanto, o ponto no tempo em que os indivíduos que desenvolvem diabetes e aqueles que não se tornam substancialmente diferentes uns dos outros não era conhecido até agora.

O estudo

Sagesaka e colegas avaliaram as trajetórias de glicemia de jejum, IMC e sensibilidade à insulina em indivíduos que desenvolveram diabetes e pré-diabetes separadamente. No início do estudo, 27.392 indivíduos não diabéticos tiveram glicemia de jejum e glicemia média (HbA1c) mensurados e foram acompanhados até o diagnóstico de diabetes tipo 2 ou pré-diabetes, o que ocorresse primeiro. Durante o período do estudo, 1067 novos casos de diabetes tipo 2 foram identificados. Os resultados mostraram que, em média, vários fatores de risco foram mais comuns entre os indivíduos que desenvolveram diabetes tipo 2 em comparação com aqueles que não desenvolveram. Em particular, o IMC, a glicemia de jejum e a resistência à insulina aumentaram até 10 anos antes do diagnóstico, e essas diferenças aumentaram com o tempo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Grupo de lutadores de Jiu Jitsu se unem para doar sangue em Tucano

04 de out de 2018 às 11:02 | em: Esportes,Saúde,Tucano

Foto: Reprodução

O Grupo de lutadores do projeto REGUE JIU-JITSU da cidade de Tucano, resolveram unir forças em prol da doação de sangue. A iniciativa de ajudar, de forma voluntária, a salvar a vida de outras pessoas é um ato que já vem sendo realizado há muito tempo pelo grupo. É uma forma de agradecimento pelas vitorias conquistadas dos lutadores. Neste ultimo final de semana, o grupo participou de um evento internacional onde conquistaram 04 medalhas (Confira Aqui).

Galeria de fotos
  • Foto: Reprodução

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Desesperada, família fecha pista pedindo vaga no Sistema de Regulação na Bahia, mas jovem não resiste e morre

21 de set de 2018 às 09:46 | em: Jacobina,Saúde

Foto: Reprodução

No início da manhã desta quinta-feira (20) familiares de Luana de Jesus, 28 anos, fecharam a pista de acesso para a região do Itapicuru e para a Jacobina Mineração em Jacobina, na esperança de conseguir uma vaga no Sistema de Regulação da (SESAB) Bahia. Segundo informações, logo em seguida uma guarnição da Polícia Militar chegou ao local e abriu o acesso. Bruno de Jesus, 24 anos, irmão de Luana, disse que acabou sendo agredido com um tapa e teve o seu celular quebrado por um policial, no momento da retirada do bloqueio.  Moradora do Distrito de Itaitu, mãe de uma criança de 8 anos, Luana de Jesus precisava realizar avaliação e tratamento com cardiologia e pneumologia com urgência. A jovem que era paciente há 6 anos de hemodiálise e sofria com problema renal, estava com anemia crônica e lutava pela vida. Na manhã desta quinta-feira, Luana de Jesus, faleceu no Hospital Municipal de Jacobina, um pouco antes de conseguir vaga no Sistema de Regulação para seguir para Salvador. Moradora do Distrito de Itaitu, mãe de uma criança de 8 anos, Luana de Jesus precisava realizar avaliação e tratamento com cardiologia e pneumologia com urgência. A jovem que era paciente há 6 anos de hemodiálise e sofria com problema renal, estava com anemia crônica e lutava pela vida. ( Augusto Urgente!).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Primeiro caso de sarampo é registrado na Bahia; paciente é do Amazonas

17 de set de 2018 às 09:07 | em: Brasil,Saúde

Foto: Ilustração

Com o retorno do sarampo, a Bahia registrou seu primeiro caso da doença em 2018, nessa sexta-feira (14). A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) confirmou que um homem de 38 anos foi diagnosticado com a doença em Ilhéus. Ele é natural de Manaus, no Amazonas, onde há um surto de sarampo. Segundo informações do G1, a Sesab relatou que o rapaz veio para Bahia a trabalho e já chegou doente no Estado. Ele estava internado desde o 17 agosto na Unidade do Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul, no município de Ilhéus, mas já recebeu alta médica por não apresentar mais risco de transmissão do vírus. O chefe de Setor da Vigilância à Saúde de Ilhéus, Gleidson Santana, também informou que mais de 400 pessoas que estiveram em contato com o paciente nesse período de internação foram vacinadas para evitar a contaminação. A Sesab aponta que não há casos de pessoas infectadas pelo vírus no Estado desde 1999. Já o último registro de sarampo importado foi em 2011 – uma criança francesa, que estava em Porto Seguro e já chegou ao Brasil infectada. Neste ano, a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite não atingiu as metas definidas pelo Ministério da Saúde. Na Bahia, o período chegou ao fim ontem (14), com 92,3% do público-alvo vacinado. A meta era imunizar 95% de pessoas nesse grupo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bebê não sobrevive após passar longos dias na fila da regulação; Estado não cumpriu decisão judicial

15 de set de 2018 às 09:49 | em: Bahia,Saúde

Foto: Reprodução

Após 16 dias de espera da fila da regulação do SUS, na esperança de conseguir uma vaga em um Hospital Estadual de Grande porte, a recém-nascida Maria Cecília não resistiu e faleceu na madrugada de sexta-feira (14). A jovem Andreia Rocha de Sousa, de Ibipeba, deu a luz, a pequena Maria Cecília na casa de Parto e foi transferida para Hospital Regional de Irecê. O parto era aguardado com tranquilidade e alegria pois nos exames não apontava complicações, o bebê nasceu com cardiopatia congênita (malformação no coração) e precisava ser operada para sobreviver, mas não conseguiu ser transferida a tempo para uma unidade especializada. Maria Cecília nasceu em um parto normal, com 3,350 quilos. Ainda assim, o bebê teria que ser transferida através de UTI para Salvador para realizar cirurgia de correção no seu coraçãozinho.  A Justiça decretou a transferência da criança desde o dia 05 de setembro, porém o Estado desacatou a decisão judicial e a criança acabou morrendo na fila da regulação. A Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (Sesab) informou a imprensa que estava buscando uma vaga em uma unidade que pudesse atender as necessidades da paciente

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Fundador das farmácias ‘Pague Menos’ é preso por crime contra sistema financeiro

10 de set de 2018 às 09:45 | em: Brasil,Saúde

Foto: Ilustração

O empresário Deusmar de Queirós, fundador da rede de farmácias Pague Menos, está preso na Unidade Prisional Irmã Imelda, em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Ele havia se apresentado anteriormente na sede da Polícia Federal no Ceará, no bairro Aeroporto, de onde foi transferido para o presídio em Aquiraz. Deusmar se entregou na manhã deste domingo, 9, após o desembargador federal Alexandre Costa de Luna Freire, que estava no plantão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negar um pedido de Habeas Corpus (HC) impetrado pela defesa do empresário. Ele é condenado desde 2010 por crimes contra o sistema financeiro, cuja pena pode chegar a 9 anos e 2 meses. Ao recusar o HC, o desembargador determinou que ele se apresentasse em até 48 horas. Além do STJ, a defesa de Deusmar havia recorrido também ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), em Recife. Nesse período, houve trânsito da condenação dos recursos nas duas cortes, com idas e voltas, se encerrando agora com a execução da detenção.  A assessoria de comunicação do empresário Deusmar de Queirós informou que enviará uma nota oficial à imprensa em breve.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Fumantes passivos possuem 30% a mais de chance de desenvolver câncer de pulmão

29 de ago de 2018 às 09:36 | em: Saúde

Foto: Ilustração

O Brasil conta com cerca de 21 milhões de fumantes, o que representa 12% da população, segundo dados do Ministério da Saúde. Na fumaça há de quatro a nove mil substâncias tóxicas das quais pelo menos 70 são altamente carcinogênicas. O câncer de pulmão costuma ser o mais associado ao indivíduo tabagista, mas ele também pode ser o responsável pelo aparecimento de cânceres na boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim e bexiga. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil deve registrar 31.270 novos casos de câncer no pulmão em 2018, sendo que a maioria deles é provocada pelo fumo. Os fumantes passivos, aqueles que involuntariamente inalam o fumo dos fumantes ativos próximos, também estão sujeitos a enfrentar os danos do tabagismo. Pesquisas apontam que a fumaça que sai do cigarro contém cerca de três vezes mais nicotina e monóxido de carbono. Segundo a oncologista Clarissa Mathias, diretora do NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia) / Grupo Oncoclínicas, “os fumantes passivos têm 30% mais chances de desenvolver a doença”. O cigarro, considerado a principal causa de morte evitável no mundo, também está ligado a outros 18 tipos de câncer.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.