Saúde

Viajando pelo mundo da ansiedade: entendendo a sua causa e tratamento; artigo de Andréia Oliveira Santos

21 de mar de 2019 às 09:11 | em: Antas,Saúde

Ansiedade, uma palavrinha que vem atormentando muita gente nos últimos tempos, mas lá em 1990 estudiosos já estimavam que em 2020 as doenças psicológicas fossem causas de incapacitação em diversos países. Pois bem, acertaram! Os anos passaram e essas doenças tem tomado uma proporção cada vez maior na vida das pessoas. Cotidianamente surgem pessoas sofrendo pela falta de saúde mental. Isso tem aumentado muito, visto que, as pessoas ainda negligenciam a saúde psíquica por diversos motivos. Digo que a mesma é de extrema importância para as pessoas viverem de forma mais leve e mais assertiva.

A ansiedade é um sentimento desagradável de apreensão, uma reação natural e necessária do nosso corpo. Pode servir como um fator motivacional em que ajuda a pessoa a melhorar o seu funcionamento e desempenho. Quando em excesso, porém, a mesma traz consequências ruins para a vida das pessoas. Ela passa de ansiedade como reação natural para um transtorno. Os transtornos de ansiedade (sim, no plural por que são vários) se caracterizam por uma serie de sinais e sintomas que interferem diretamente na forma como as pessoas pensam e se comportam.

E quando a ansiedade pode ser considerada transtorno, psicóloga?

A ansiedade é considerada transtorno quando está presente por diversos dias e em geral por meses, interferindo em suas atividades cotidianas de forma PERSISTENTE. Bem como, quando atinge níveis de exageros causando prejuízos para si e para os outros.

E quais os sinais de um transtorno de ansiedade?

Os transtornos de ansiedade muitas vezes são acompanhados de sintomas como: taquicardia, tremor, suor, sensações de medo, apreensão, aperto no peito, sensação de sufocamento, pensamentos desastrosos, insônia, tensão muscular, sensação ruim no estômago, problemas gastrintestinais, entre outros. Uma pessoa ansiosa normalmente tem pensamentos relacionados ao perigo, antecipação e medo do futuro.  Mas lembrem-se esses sintomas devem ser de forma persistente e dentro de um contexto.

São vários os tipos de ansiedade: transtorno do pânico, agorafobia, fobia especifica, fobia social, transtorno de ansiedade generalizada (TAG) e outros. Falando especificamente da TAG, nesse as pessoas sentem dificuldade de controlar as preocupações e evitar que esses pensamentos interfiram nas suas tarefas cotidianas. Frequentemente essas preocupações estão ligadas as circunstâncias da sua rotina de vida. Os pensamentos são voltados para a imaginação de consequências negativas em diversos aspectos da vida. Generaliza os casos negativos isolados e torna-os um padrão.

Estamos vivendo em um período com muitos avanços tecnológicos e científicos. Mas, esses avanços nem sempre são positivos. A infinidade de anúncios nos meios de comunicação que mostram vidas perfeitas acaba por adoecer um número muito grande de pessoas. São esses e vários outros fatores que tem forte influencia no transtorno de ansiedade. Entretanto, é importante esclarecer que cada caso deve ser analisado individualmente.

Sendo assim, é de extrema importância que as pessoas que estão passando por esse processo e/ ou se identificaram com os sintomas do transtorno de ansiedade procurem um psicólogo e/ ou psiquiatra. Esses profissionais são os únicos habilitados para dar o devido diagnóstico e tratamento. Não da para correr ou tentar camuflar o transtorno de ansiedade é preciso trata-lo de forma adequada.

O psicólogo através da psicoterapia irá trabalhar com varias técnicas que auxiliam no tratamento.  Praticar essas técnicas permite que as pessoas ansiosas alterem a sua perspectiva e a sua forma de pensar. Bem como, ajuda a pessoa no seu autoconhecimento, a resgatar a sua autonomia e obter o controle da sua vida.

Uma ótima técnica para os ansiosos de plantão praticar regularmente é a técnica da respiração diafragmática. Ela evita que a ansiedade continue aumentado e chegue a um nível que não pode mais controlar.

Técnica:

  1. Escolha uma posição que seja confortável para você: sentado com a coluna ereta ou deitado (quando for possível, claro);
  2. Coloque a mão sobre o abdômen, entre o umbigo e o esterno, para sentir a movimentação abdominal durante a respiração;
  3. Inspire pelo nariz contando até quatro. Sinta o ar encher os pulmões e o abdômen subir;
  4. Segure o ar dentro dos pulmões por dois tempos;
  5. Expire pela boca, esvaziando os pulmões e a barriga, contando até quatro novamente;
  6. Repita o processo duas ou três vezes, depois continue respirando pelo abdômen sem contar tempos.

Sua ansiedade terá baixado nitidamente

Andréia Oliveira Santos – Psicóloga CRP 03/17411
Pós Graduanda em Transtorno Alimentar, Obesidade e Cirurgia Bariátrica.
Instagram: @andreiapsi18

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Hidrate-se: A importância de beber água para ter um corpo saudável

19 de mar de 2019 às 15:10 | em: Brasil,Mundo,Saúde

Foto: Ilustração

Em certos períodos do ano, é comum que a temperatura suba no Brasil. Em consequência, transpirar passa a ser um fenômeno natural e torna-se parte da rotina do corpo. Quando o organismo passa a liberar calor e eliminar substâncias, uma medida passa a ser essencial: tomar água. A ordem é universal entre os especialistas da saúde, “hidrate-se”. Mais do que nunca, é importante entender os benefícios da prática e rapidamente, inseri-la no seu dia a dia. Presente em 70% do organismo, a substância ajuda no transporte de nutrientes e oxigênio para as células. Além disso, também tem poder diurético (auxilia o funcionamento do rim), regula a temperatura corporal e pode desintoxicar o corpo. Tudo isso é capaz de contribuir para a perda de peso e gera uma sensação de bem-estar. Portanto, não sofra mais com indisposição, mantenha o corpo saudável e hidrate-se. Veja alguns conselhos abaixo e não deixe de tomar água.

Pode te ajudar a ter uma rotina saudável

O ideal é tomar, aproximamente, 2,5 litros de água por dia, lembrando de sempre dividir bem, de 200ml em 200ml. “Se você tomar de uma vez excretará a maior parte e não terá a função correta. Para praticantes de exercício físico e atletas, essa dosagem deve ser feita por um nutricionista, pois dependendo da modalidade é necessário associar a água a um repositor eletrolítico”, salienta a profissional. Além disso, é preciso levar em conta a quantidade de água presente nos alimentos que consumimos, dando preferência para verduras e legumes ao invés dos industrializados.

Função detox

Apesar dos minerais em sua composição, a água tem função desintoxicante. “Mesmo em pequenas quantidades, ela é capaz de eliminar resíduos inúteis pelos rins e garantir a eficiência dos processos fisiológicos da digestão, absorção e excreção, resultando no sucesso do processo de emagrecimento”, acrescenta Bruna. O líquido contribui ainda para o bom funcionamento dos rins, órgão que auxilia na eliminação de impurezas, além de evitar a retenção hídrica e o inchaço. Quando associada ao consumo de fibras, ela facilita o trânsito intestinal, limpando as substâncias tóxicas e resíduos do organismo e prevenindo o aparecimento da tão temida celulite, por exemplo.

Emagrecimento

“A água, sobretudo quando gelada, acelera o metabolismo, o que impulsiona o processo de emagrecimento”, comenta a nutricionista Bruna Quaglio. Além disso, beber de oito a dez copos do líquido por dia gera um gasto médio de 200 calorias, o que associado a hábitos alimentares saudáveis e à prática de exercícios físicos pode garantir o sucesso da dieta.

Disposição

Segundo a nutricionista, a correta hidratação tem fator crucial para o balanço hidroeletrolítico do corpo durante o exercício físico e possui ação direta no desempenho. Inclusive, a fadiga precoce ao praticar atividades físicas geralmente está relacionada à desidratação. Beber água, além de energizar os músculos e ajudar a otimizar os treinos, também garante a troca de nutrientes entre as células de todos os órgãos e o seu melhor aproveitamento, o que resulta em mais vigor, saúde e disposição para o dia a dia.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Projeto realiza exames oftalmológicos e doa óculos para crianças carentes de Araci

18 de mar de 2019 às 10:53 | em: Araci,Saúde

Foto: A Voz do Campo

Cuidar da saúde dos olhos das crianças é enxergar o futuro. Foi com esse objetivo que um projeto realizado entre o HOF (Hospital Oftalmológico), Ótica Visioon e A Voz do Campo, promoveram nesta última semana uma ação social para crianças do município de Araci, um dia dedicado à saúde da visão, com consultas e exames avançados.

Foto: A Voz do Campo

Ao todo três crianças da rede municipal de ensino receberam óculos de grau gratuitamente. Acompanhada dos pais, as crianças foram consultadas por um médico oftalmologista e passaram por todas as etapas para diagnosticar se possuem algum problema na visão. Em seguida foram encaminhadas para fazer os óculos. A Ótica Visioon, doou as armações e as lentes para todas as crianças. Durante todo o processo os pais não tiveram nenhum custo.

Galeria de fotos

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Araci, Coité, Serrinha, Teofilândia, Tucano e outras cidades investem abaixo da média nacional na saúde

Foto: Reprodução

Dados divulgados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), mostram que, do total de 417 municípios baianos, 391 fizeram investimentos abaixo da média nacional (R$ 403,37) na saúde de cada habitante durante o ano de 2017. Os dados são referentes às declarações no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde. O levantamento mostra que, naquele ano, o maior valor aplicado por um gestor municipal da Bahia, com recursos próprios, em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS), foi de R$ 2.017 por habitante, em São Francisco do Conde. Em seguida, aparecem Madre de Deus (R$ 1.216,95) e São Desidério (R$ 912,07). Considerando-se apenas a Bahia, a média de investimento foi de R$ 470,66 por pessoa. A média estadual de 2017 é ligeiramente maior do que a registrada nos dois anos anteriores: R$ 459,19 em 2016 e R$ 464,64 em 2015.

Território do Sisal em 2017

Conceição do Coité investiu apenas R$ 122,84 por cada morador.O município de Serrinha investiu R$ 140,84 por pessoa. Araci investiu R$ 158,75 por pessoa. Teofilândia investiu R$ 201,89. Tucano investiu R$ 201,98. Santaluz investiu R$ 210,11.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Com 17 mil habitantes, Antas tem Hospital de referência em Saúde para atender diversas cidades da Bahia

28 de fev de 2019 às 09:06 | em: Antas,Saúde

Foto: Reprodução

A Associação Beneficente – Hospital São Marcelo é uma Organização Não Governamental – ONG que atua em Antas, uma cidade de 17 mil habitantes do interior da Bahia. Apesar da pouca renda e de não ter um destaque populacional, o município tem o Hospital de maior referência obstetrícia e partos da Bahia. A unidade hospitalar recebe gestantes de diversas cidades do nordeste Baiano, incluindo Araci, Tucano, Teofilândia e Serrinha. Mais de 20 cidades fazem uso dos serviços da unidade. Segundo o São Marcos informou ao site A Voz do Campo, são feitos, em média, 170 partos mensais, entre normais e cesáreos.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Saúde pública: Família acusa negligência em triste história que levou à morte de bebê em Araci

27 de fev de 2019 às 17:02 | em: Araci,Saúde

Foto: Arquivo Familiar

A recém-nascida Maria Alice foi aguardada pelo casal Marlon Santos e Nilmara da Cruz por diversas semanas, em Araci. Como mostram os documentos apresentados ao site A Voz do Campo, todos os exames e as consultas do pré-natal foram realizadas com rigorosidade, sem apresentar nenhuma anomalia. Com 30 semanas, a pressão da mãe começou a ficar alta. Os pais foram ao Posto de Saúde da Família – PSF do Riacho, em Araci. Eles foram recebidos pela por uma médica. Devido à pressão, ela teria afirmado que gravidez estaria em risco. Segundo os pais, foram passados remédios, mas havia persistência do problema e a mãe sempre ao voltava ao PSF e ao Hospital Municipal. “Percebemos que não foi dada nenhuma prescrição de especialista. Obstetra e etc. Eu estava com dúvida e queria ajuda. Quando eu pedia ajuda e orientação, fui chamado de louco. Disseram que não precisava (…)“, disse o pai, que é Professor. Ainda segundo a família, no dia 19 de fevereiro, após insistência, a mesma médica indicou um obstetra para o caso. “Não sabíamos, mas nessa consulta com a médica, minha filha já estava entre a vida e a morte“, afirmou o pai. Na segunda-feira (25), já no obstetra em uma unidade do SUS, a criança já estava falecida há 05 dias. “Voltamos para o Hospital Municipal em Araci já com minha filha morta. Minha esposa ficou internada e aguardando a regulação. Disseram que ela poderia aguardar, no mínimo, 02 dias com nossa filha morta na barriga“, disse. Sem conseguir a transferência no hospital público, a família retirou a mãe do Hospital em Araci e a levou para uma unidade particular em Serrinha. A família ainda afirma que tomará medidas legais. “Maria Alice era esperada por todos. Houve negligência. Só queríamos que não tivesse havido descuido. Só queríamos que nos tivessem encaminhado a tempo. Se tivessem nos avisado ou nos dito algo, nada disso teria acontecido. Queríamos que ela estivesse conosco hoje“, finalizaram. A família também divulgou o caso nas redes sociais e está recebendo diversas manifestações de apoio. O site A Voz do Campo entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Araci, através Secretaria de Saúde de Araci. A secretária lamentou o caso. “As profissionais envolvidas no caso estão tomando as medidas necessárias”, disse Ofélia.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bahia emite alerta sobre aumento de 301% nos casos de Dengue em 2019

25 de fev de 2019 às 09:30 | em: Bahia,Saúde

Foto: Ilustração

O número de casos de Dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, cresceu 301,4% em 2019, se comparado ao mesmo período de 2018. Até o dia 16 de fevereiro desse ano foram notificados 3.725 casos em 123 municípios. O município de Feira de Santana lidera com 1.520 registros e quatro óbitos. Outros dois óbitos foram confirmados, sendo um em Salvador e outro em Candeias. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) solicita que os municípios realizem mutirões de limpeza, com atividades de vistoria e remoções de focos do vetor nas residências, juntamente com caminhadas de conscientização e distribuição de materiais informativos. O governo da Bahia já distribuiu 7.400 kits para serem utilizados pelos agentes de controle de endemias dos 417 municípios. Com investimento superior a R$ 2,6 milhões, cada kit é composto de 26 itens, como pesca larva, pipetas de vidro, tubos de ensaio, álcool, esponja, lanterna de led recarregável, bacia plástica, dentre outros materiais. “Os agentes de controle de endemias têm um papel fundamental na eliminação de focos do Aedes aegypti, pois na visita aos imóveis, eles eliminam criadouros, orientam moradores e realizam mobilizações”, afirma o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas. O titular da pasta estadual da Saúde ainda ressalta que “construir uma estratégia agressiva de combate ao mosquito e controle dos agravos é fruto de um esforço conjunto do poder público, empresas e sociedade em geral, visto que mais de 80% dos focos estão dentro das casas”. A distribuição desses kits se configura como um apoio essencial aos municípios, considerando que a maioria tem dificuldades para aquisição de bens e equipamentos, bem como escassez de recursos. “Os materiais e equipamentos adquiridos pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) são todos padronizados pelo Ministério da Saúde”, destaca o secretário. O primeiro sintoma da Dengue é a febre alta, entre 39° e 40°C. Tem início repentino e geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira no corpo. Também pode haver perda de peso, náuseas e vômitos. A população deve procurar a unidade básica de saúde (UBS) mais próxima. Além do diagnóstico clínico, a equipe de saúde pode utilizar o teste rápido Dengue IgG / IgM da Bahiafarma, que foi o primeiro do gênero desenvolvido por um laboratório público brasileiro a obter registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O dispositivo detecta tanto anticorpos para infecções ativas (IgM), quanto para infecções anteriores (IgG), auxiliando no correto tratamento dos casos. Realizado com uma pequena amostra de sangue, o teste fornece o resultado em até 20 minutos. O produto é comercializado para o Ministério da Saúde e distribuído para todo o País.

Carnaval

Nos dias que antecedem a folia momesca, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado está realizando a pulverização de inseticida (UBV) com carros fumacê nos circuitos Dodô e Osmar. O trabalho será iniciado hoje (22) e terá dois ciclos, com intervalo de três dias. Após o Carnaval, a partir do dia 11 de março, também será aplicado o fumacê, com dois ciclos e intervalo de três dias. O objetivo desse trabalho é o controle do mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir doenças como a Dengue, Zika e Chikungunya e que pode também ser vetor para transmissão da febre amarela.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Conheça o Hospital Oftalmológico que é referência na região sisaleira

20 de fev de 2019 às 15:32 | em: Araci,Saúde,Serrinha

Foto: Divulgação / HOF Araci

Há cerca de um ano atuando no mercado baiano, o Hospital Oftalmológico (HOF) é reconhecido como um dos maiores centros de referência da região em diagnóstico e cirurgia ocular, atuando na prevenção, diagnóstico e tratamento das principais doenças que afetam a visão.

Foto: Divulgação / HOF Araci

Dentro de um ambiente acolhedor, os pacientes encontram um tratamento humanizado e todo suporte que precisam para realizar desde consultas e pequenas cirurgias, até procedimentos mais complexos que exigem tecnologia de ponta e um corpo clínico altamente especializado, com objetivo de atender as diversas demandas referentes aos problemas de visão, unificando comodidade e segurança para toda a população da região sisaleira. Sendo as cidades de Serrinha e Araci as primeiras a serem contempladas.

Foto: Divulgação / HOF Araci

Com o intuito de prestar um serviço diferenciado, a empresa associa tecnologia, conhecimento cientifico e relacionamento humano para dispor das melhores técnicas nos tratamentos médicos. Validando a proposta de diferenciação, o HOF é gerenciado através dos preceitos da administração moderna, capaz de planejar cuidadosamente desde sua implantação até sua evolução continua. O corpo de profissionais atualmente qualificados e com vasta experiência no campo da medicina oftalmológica, habilita a instituição a desenvolver um trabalho de qualidade e proporciona todas as condições necessárias para que os pacientes sintam-se confortáveis no atendimento de suas necessidades.

Galeria de fotos
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF Serrinha
  • Foto: Divulgação / HOF
  • Foto: HOF Araci
  • Foto: HOF Araci

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Clínica especializada em fisioterapia é destaque em serviços de saúde em Teofilândia e região

18 de fev de 2019 às 16:09 | em: Saúde,Teofilândia

Foto: A Voz do Campo

Localizada na cidade de Teofilândia, a Clínica FisioClin Stª. Helena surgiu há 13 anos com um conceito diferenciado de acompanhamento multidisciplinar. Com o objetivo de atuar tanto na prevenção e manutenção da saúde como também na reabilitação e pós-reabilitação.

Foto: A Voz do Campo

A Clínica dispõe de uma ampla e moderna estrutura para oferecer o máximo conforto e segurança, proporcionando o melhor atendimento aos seus clientes de forma comprometida e humanizada,demonstrando total segurança no tratamento oferecido por profissionais capacitados.

Foto: A Voz do Campo

A empresa busca oferecer um serviço de alta qualidade a preços acessíveis, e trabalha com organização, responsabilidade e profissionalismo, com tratamentos nas áreas de Fisioterapia, Pilates, RPG, Acupuntura, Osteopatia, Pediatria, Podologia, Fonoaudiologia, Psicologia, Psiquiatria, Ginecologia, Nutrição e Clínica Médica. Mais informações no (75) 99891-4811/99183-3902 ou no endereço, Rua José Clemente, 231, Centro,Teofilândia-Ba.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Exame de sangue detecta tumores 15 anos antes de seu surgimento

14 de fev de 2019 às 15:29 | em: Brasil,Saúde

Foto: Ilustração

A batalha contra o câncer é uma corrida entre a tartaruga (nós), e a lebre (a doença). Mas, como nos ensinou a fábula de Esopo, o vencedor nem sempre é evidente. É assim que a vê a pesquisadora Rocío Arroyo, diretora da Amadix, uma empresa de biotecnologia que inventou um exame de sangue que detecta, com 10 a 15 anos de antecedência, se uma pessoa saudável desenvolverá um tumor maligno de cólon. Esta madrilenha de 45 anos, pesquisadora de farmacologia experimental, pendurou o avental branco para empreender na Espanha a aventura de converter o conhecimento científico em um modelo de negócio viável, para tentar materializar o sonho de todo pesquisador de melhorar o mundo com seus tubos de ensaio e pratos de cultura. Como ponto de partida, Arroyo conseguiu convencer investidores privados de Castela e Leão e assim nasceu a Amadix, em 2010, em Valladolid. Depois de muito trabalho, neste ano espera finalmente lançar no mercado o Colofast, o primeiro exame de sangue capaz de detectar um tumor de cólon antes que se desenvolva. “Esperamos comercializá-lo neste ano no mercado espanhol. Depois, vamos mirar os Estados Unidos, Europa e China. Até agora, foi testado em mais de 1.000 pessoas e em 20 hospitais europeus, e há estudos em andamento na Alemanha e na Polônia.” Fazer esse simples exame anualmente a partir dos 50 anos pode garantir uma vantagem fundamental na luta para vencer o câncer. O Colofast é único no mundo (existem produtos semelhantes, mas não tão sensíveis: identificam o tumor quando já apareceu) e abre uma nova era na previsão da doença. Os tumores de cólon começam como pólipos que deixam rastros no sangue, proteínas e moléculas de RNA. A quantidade e a combinação desses marcadores genéticos determinam o que se tornarão. Se a nossa mão de cartas for perdedora, ou seja, o Colofast identifica pólipos pré-cancerosos, restaria uma ampla margem de ação: retirá-los com uma colonoscopia e ganhar. “O objetivo é prolongar a vida de pessoas saudáveis com este diagnóstico. É algo que nunca havia sido feito.” Arroyo e sua equipe já estão trabalhando em outros exames capazes de antecipar tumores de pulmão e de pâncreas. Eles estimam que possam ser uma realidade em cerca de dois anos. Apesar de ser uma pequena startup com apenas um punhado de empregados, a Amadix está excepcionalmente bem posicionada para competir no diagnóstico preventivo oncológico, um mercado desejado pelos gigantes da indústria farmacêutica. “Não é fácil. O nexo que nos une é melhorar a vida das pessoas. É preciso buscar financiamento de forma permanente, pois ainda não estamos vendendo, dedicar horas a isso, ter uma equipe motivada. Estivemos perto de fechar várias vezes.” A medicina preventiva representará uma revolução no diagnóstico. Os dados associados a uma pessoa – hábitos, alimentação, etc.– juntamente com algoritmos de inteligência artificial e a genômica do paciente construirão um prisma para descobrir as doenças que virão. Arroyo ressalta que o Instituto de Tecnologia de Massachusetts já desenvolveu um algoritmo que aprende a caçar as lesões de mama interpretadas erroneamente como malignas e que, portanto, evita cirurgias desnecessárias. “Todas as empresas estão na mesma corrida: encontrar um exame único que permita detectar qualquer tipo de tumor que se manifeste no futuro.”

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Cérebro de mulheres é quatro anos mais jovem que o de homens, aponta estudo

11 de fev de 2019 às 16:17 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Um estudo desenvolvido nos EUA apontou que o cérebro feminino chega a ser quatro anos mais jovem que o masculino. A diferença surge no início da vida adulta e permanece até a velhice. Os cientistas avaliaram o fluxo de oxigênio e glicose nos cérebros de 121 mulheres e 84 homens, com, idades entre 20 e 82 anos. Segundo a revista Super Interessante, foi usada para isso a técnica de tomografia por emissão de pósitrons. “O metabolismo cerebral muda de acordo a idade, mas o que nós notamos foi que boa parte da variação deve-se a diferenças de sexo”, afirmou ao The Guardian o eurobiólogo Marcus Raichle, da Escola de Medicina da Universidade de Washington, em St. Louis. No entanto, os pesquisadores ainda não sabem o que esse fato pode representar na prática. Para descobrir, eles pretendem investigar se uma menor atividade metabólica em determinadas regiões da massa cinzenta aumentaria o risco de desenvolver perda de memória, problemas cognitivos ou doenças degenerativas. (Bahia Noticias).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Avanços médicos do século XXI; artigo de Tiago A. Fonseca Nunes

11 de fev de 2019 às 11:07 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Vamos direto às suposições futurísticas. Imagine ser capaz de encurtar uma cirurgia para remover um tumor graças a um dispositivo, não maior do que uma caneta, que pode dizer se o tecido canceroso é benigno em apenas dez segundos! De benefício imediato, reduziria drasticamente o risco de infecção. E, ao diminuir o tempo da cirurgia, também reduz o tempo de recuperação. Seria extraordinário, não é mesmo?

Bem, está feito. Um pequeno espectrômetro de massa de mão desenvolvido por médicos e engenheiros no Texas (EUA) pode realizar, rapidamente, um trabalho de diagnóstico vital que, de modo tradicional, atrasaria uma equipe de cirurgiões por meia hora de cada vez. Mais do que isso, os diagnósticos feitos através da caneta apresentam 96% de precisão. No uso de técnicas convencionais, essa precisão gira em torno de 80 a 90%.

Podemos até imaginar que todos os gadgets concebíveis já tenham sido pensados e criados, tendo a ficção como limite. Os membros biônicos ainda não foram aperfeiçoados, mas eles estão chegando; os implantes neurais para aumentar nossa capacidade de cognição e retenção de dados estão sendo trabalhados.

Enquanto isso, tablets e smartphones estão transformando diagnósticos. A revista americana “Fronteiras em Neurologia” informa sobre um novo sistema australiano para diagnosticar a doença de Parkinson usando um tablet, uma caneta sensível à pressão e uma tarefa simples: desenhar uma espiral. Uma pontuação composta da combinação entre a velocidade e pressão exercida pelo paciente pode dizer aos médicos se o mesmo tem a doença e quão severo é o estágio. Assim, os computadores podem ser usados para a triagem de Parkinson. Os smartphones, em conjunto com acessórios simples e baratos, podem detectar os vírus da zika, dengue e uma infinidade de deficiências visuais.

Portanto, a tecnologia do consumidor abriu uma nova janela no cérebro e no corpo humano. O leque de possibilidades é extraordinário. Estamos diante de um caminho que cresce exponencialmente e tem como premissa promover à sociedade mecanismos de avanços, a passos largos, na saúde. Que novas descobertas se tornem regra. Ganha a ciência, ganha a população.

 

Tiago A. Fonseca Nunes

Médico

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Casos de dengue crescem 134% na Bahia; Feira de Santana vive surto

08 de fev de 2019 às 07:36 | em: Bahia,Saúde

Foto: Ilustração

A segunda maior cidade da Bahia, Feira de Santana, com 609 mil habitantes, já vive um surto de dengue em 2019. Somente este ano, 782 casos suspeitos foram notificados, com 370 confirmados e uma morte por dengue hemorrágica – ou dengue grave, como prefere classificar a Vigilância Epidemiológica da prefeitura de Feira de Santana. É a única cidade baiana em surto, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Até a quinta semana epidemiológica de 2019, Feira concentrava 51% de todos os 1.533 casos suspeitos de dengue no estado, distribuídos em 82 municípios. Em toda a Bahia, o número de notificações já é 134% maior do que no mesmo período de 2018, conforme dados divulgados ontem pela Sesab. De acordo com o coordenador das Arbovirores da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Sesab, Gabriel Muricy, o aumento de casos de dengue na Bahia já era esperado por conta das altas temperaturas do Verão e das chuvas, que fazem aumentar os pontos com água parada.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

De laxante ao omeprazol: 11 remédios que você deveria parar de tomar imediatamente.

04 de fev de 2019 às 17:30 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Quem faz uso de cinco ou mais remédios, todos os dias, está vivendo um problema conhecido pelos médicos como a polifarmácia. A condição é mais comum entre os idosos, devido a uma prevalência maior de doenças e comorbidades. Mas, mesmo adultos podem se ver vítimas dos efeitos colaterais e das interações negativas entre os medicamentos — e os médicos estão atentos aos exageros. Na tentativa de reduzir o consumo desnecessário de remédios e exames, médicos norte-americanos criaram o movimento Choosing Wisely, em 2012. A ideia é que cada especialidade médica separe, em uma lista, os procedimentos e remédios que deveriam ser deixados para trás, por não terem os benefícios cientificamente comprovados. E os pacientes são incentivados a sempre perguntarem aos seus médicos a necessidade e a evolução dos tratamentos propostos. Entre os geriatras, a lista chega a ser bem extensa, e os especialistas norte-americanos selecionaram no fim de 2018 os medicamentos comuns no dia a dia de idosos (mas também de adultos) que poderiam deixar de ser prescritos. Dentre eles, chama atenção os laxantes, em especial o docusato de sódio.

Confira a Lista:

1º Laxantes (docusato de sódio); 2º Antibióticos (antes de procedimentos odontológicos); 3º Inibidores da bomba de prótons (omeprazol é o mais conhecido); 4º Estatinas (como medicamentos de prevenção primária); 5º Benzodiazepínicos (entre idosos); 6º Beta–bloqueadores (anti-arrítmicos ou anti-hipertensores de uso prolongado); 7º Remédios para asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (em pacientes sem o diagnóstico das doenças); 8º Anti-muscarínicos (contra incontinência urinária); 9º Inibidores de colinesterase para Alzheimer; 10º Relaxante muscular para dor nas costas; 11º Suplementos. (Gazeta do Povo). Leia mais: (clique aqui).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Com falta de médicos em posto de saúde, prefeito assume e realiza atendimentos

04 de fev de 2019 às 09:48 | em: Brasil,Saúde

Foto: Noticom

Uma atitude inusual aconteceu em Imbituba, município litorâneo de 40 mil habitantes no sul de Santa Catarina. O prefeito da cidade, Rosenvaldo da Silva Júnior (PT-SC), eleito em 2016, mas que também é médico cardiologista, decidiu “botar a mão na massa” para atender pacientes que estavam na fila de espera no Posto de Saúde do Campo Aviação. Rosenvaldo vêm realizando atendimentos voluntariamente porque recentemente o posto perdeu quatro médicos licenciados. Para piorar a situação, alguns profissionais entraram em férias. De modo a evitar a piora e defasagem no atendimento, a Secretária de Saúde de Imbituba pediu o apoio do prefeito, que de prontidão, assumiu as responsabilidades de médico cardiologista. “Nós tivemos, nos últimos meses, a saída de quatro profissionais. E, nesse mês de janeiro, alguns médicos estão de férias. Com isso, estamos com algumas unidades com defasagem no atendimento. A Secretária de Saúde pediu o nosso apoio, por isso, viemos atender a população e fazer a nossa parte”, disse o prefeito.  Imbituba vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, – especialmente devido ao turismo da cidade, em alta, – mas os serviços públicos não têm acompanhado o avanço da população com a devida agilidade. A cidade é considerada a capital nacional da Baleia-franca e possui diversas praias importantes, como a Praia do Rosa, eleita uma das 30 baías mais bonitas do mundo, além da Praia da Vila. Seu conjunto de ilhas e ilhotas próximas adornam a cidade com uma beleza extra. Além disso, destacam-se a Trilha Ecológica do Farol e regiões perfeitas para a prática do surf, com uma das maiores e melhores ondas do mundo, tendo sido palco para o WCT, o campeonato mundial da modalidade, de 2003 a 2010.

Fonte: Noticom

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

A cerveja é melhor que o leite para os ossos das mulheres, segundo estudo

01 de fev de 2019 às 17:32 | em: Saúde

Foto: Ilustração

A cerveja parece que foi feita para as mulheres, porque pode ajudar ainda mais do que leite ou cálcio em comprimidos de acordo com um estudo pelo Centro Nacional de Avaliação de Risco de Osteoporose publicada na página muhimu. Não é novidade que, à medida que envelhecemos, é cada vez mais difícil preservar a densidade óssea. A cerveja tem vários benefícios para a saúde e até ajuda na recuperação após o treinamento físico. Isto significa que se você é uma mulher e bebe um copo de cerveja regularmente, em princípio, é menos provável que sofra uma fratura de quadril. E não é uma coisa pequena, porque esse tipo de fratura está associado a uma queda muito grande na expectativa de vida das mulheres. Somado a isso, o New England Journal of Medicine, que acompanhou 12.000 mulheres mais velhas e concluiu que: ” Mulheres que normalmente tomam entre meio copo por dia de cerveja têm menos deficiências cognitivas, assim como menos degeneração em sua função cognitiva em comparação com mulheres que não bebem cerveja. ”explica o estudo. Graças ao lúpulo incluído em sua receita, fora de seu uso para fabricação de cerveja, suas propriedades medicinais e cosméticas tornaram-no uma planta interessante para os seres humanos desde os tempos antigos.

O que é o lúpulo?

O site direto ao paladar explica que, o lúpulo é um ingrediente essencial para a fabricação de cerveja. Da família de cânhamo e canabinóides esta: Atua como um hormônio de substituição natural, o que poderia reduzir síndromes pré-menopáusicas. Na antiguidade, eles usaram para seus efeitos sedativos e anti-sépticos, a sua ação contra as bactérias sendo avaliadas. Também na Europa pelas suas propriedades antioxidantes e antidepressivas. Devido aos seus componentes psicoativos por ser uma planta canabinóide. Claro, você não deve beber excessivamente! Vale ressaltar que, para obter esses benefícios, a recomendação é meio copo por dia! O abuso de álcool, não é bom para suas funções cognitivas.

Texto originalmente publicado no El Manana, livremente traduzido e adaptado pela equipe da Revista Bem Mais Mulher.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Mais de 90% dos municípios baianos investem abaixo da média nacional na saúde

Foto: Ilustração

Do total de 417 municípios baianos, 391 fizeram investimentos abaixo da média nacional (R$ 403,37) na saúde de cada habitante durante o ano de 2017. Os dados foram divulgados na última segunda-feira (21) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e são referentes às declarações no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde. O levantamento mostra que, naquele ano, o maior valor aplicado por um gestor municipal da Bahia, com recursos próprios, em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS), foi de R$ 2.017 por habitante, em São Francisco do Conde. Em seguida, aparecem Madre de Deus (R$ 1.216,95) e São Desidério (R$ 912,07). Do lado oposto do ranking está Conceição do Coité. O município investiu apenas R$ 122,84 por cada morador. Na penúltima posição aparece Valença (R$ 124,56), seguida de Santo Amaro (R$ 129,31). Considerando-se apenas a Bahia, a média de investimento foi de R$ 470,66 por pessoa. A média estadual de 2017 é ligeiramente maior do que a registrada nos dois anos anteriores: R$ 459,19 em 2016 e R$ 464,64 em 2015.

Território do Sisal em 2017

O município de Serrinha investiu R$ 140,84 por pessoa. Araci investiu R$ 158,75 por pessoa.  Teofilândia investiu R$ 201,89. Tucano investiu R$ 201,98. Santaluz investiu R$ 210,11.

 

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Saúde sem sedentarismo; artigo do médico Tiago A. Fonseca Nunes

25 de jan de 2019 às 08:51 | em: Saúde

Foto: Ilustração

Nos últimos anos, houve grandes avanços na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares. Em uma única década, a morte por doença cardíaca e derrame cerebral diminuiu 30% e 35%, respectivamente, graças a terapias avançadas, esforços antitabagismo e detecção precoce de fatores de risco como hipertensão e colesterol alto. No entanto, a doença cardíaca continua a ser a principal causa de morte para homens e mulheres. É a doença mais cara hoje, tanto em termos de despesas médicas quanto na perda de produtividade.

Nós podemos fazer mais. A Associação Americana do Coração traz como meta a melhora da saúde cardiovascular de todos os americanos em 20%, reduzindo as mortes por doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais por outros 20%. A estratégia para atingir esse objetivo é aumentar o número de pessoas com saúde ideal. São sete métricas: manutenção de um peso saudável, obtenção de atividade física, seguindo uma dieta saudável, não fumar, prevenir o diabetes, controle do colesterol e a pressão sanguínea. Hoje, menos de 1% dos adultos atendem aos critérios de saúde cardiovascular ideal.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a inatividade física é agora o quarto principal fator de risco para a mortalidade, estimado 3,2 milhões de mortes por ano. A evidência mostra que a falta de exercício é fator de risco para diabetes, doenças cardíacas, alguns tipos de câncer e até mortalidade por outras causas. Comprova-se, portanto, o efeito nocivo dos altos níveis de sedentarismo ao longo do dia.

A ingestão de calorias no Brasil e no mundo é muito alta e certamente contribui para a obesidade. Aliado a isso, tem-se a redução dramática na atividade física total e no gasto de energia, o que passa a ser o principal contribuinte para este aumento contínuo da obesidade (como também, diabetes e baixa saúde cardiovascular).

Na sociedade moderna que vivemos não é difícil nos depararmos com atitudes que favorecem o sedentarismo: Drive-Thru para café, banco e comida; Escadas rolantes motorizadas; Computadores, e-mail, compras on-line (incluindo alimentos). Não podemos deixar de ter em mente que nos exercitar sempre será importante.

Na verdade, a aptidão cardiorrespiratória é um dos mais fortes, se não o mais forte, preditor de boa saúde e longevidade. Atualmente, é recomendável que os adultos obtenham, pelo menos, 150 minutos por semana de exercícios de intensidade moderada (marcha rápida). E realizados em períodos de pelo menos 8 a 10 minutos. Além do exercício, são necessários esforços para reduzir o comportamento sedentário.

Hoje, 70-80% das ocupações são consideradas “sedentárias”. Se você tem um emprego sedentário, não se plante na frente da TV quando chegar em casa. Em vez disso, desenvolva programas para o bem-estar. No local de trabalho, organize reuniões itinerantes, mexa-se!

Saúde e cuidados de saúde são aspectos cruciais da qualidade de nossas vidas. Portanto, comece hoje a melhorar a sua. Sem dúvida, as mudanças trarão excelentes resultados a curto, médio e longo prazo. Agora que você leu este artigo, dê uma volta. Seu coração irá agradecer.

Tiago A. Fonseca Nunes

tiagofonsecanunes@gmail.com

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Hospital Clériston Andrade procura por família de paciente deixado na porta do hospital

22 de jan de 2019 às 09:30 | em: Bahia,Saúde

Foto: Ilustração

O Serviço Social do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) vem por meio desta nota informar que no dia 06 de dezembro de 2018, às 16h44min deu entrada nesta unidade um paciente com dados de identificação, endereço, referencia familiar ignorados. O mesmo foi deixado nesta unidade por um motorista em carro particular, também não identificado. O paciente chegou bastante debilitado, desidratado, sem conseguir falar, após alguns dias internado não resistindo veio a óbito. Ele possuía cabelos castanhos, aproximadamente 1,65m, cor branca, sem nenhuma tatuagem, magra. Quem souber informações ou estiver com algum parente desaparecido com estas características pode procurar o Serviço Social do HGCA ou ligar para 3602-3400, procurar por Carina Carvalho.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Hospital faz sessões semanais de cinema para ajudar pacientes com câncer

18 de jan de 2019 às 09:45 | em: Brasil,Saúde

Foto: Reprodução

Passar por um tratamento de câncer não é nada fácil física e emocionalmente. Mas cada vez mais, os hospitais aceitam alternativas para tornar esse momento menos doloroso e, inclusive, melhorando as chances de resposta. É o que fez a equipe de Terapia Ocupacional do Hospital de Câncer Tarquínio Lopes Filho, no Maranhão.  Criaram o “Cinema nas Enfermarias”, uma espécie de cinema no local que exibe filmes que contribuam positivamente com os tratamentos, além de fazer com que os pacientes saiam da rotina. “O projeto tem o enfoque terapêutico de minimizar o estresse da internação, melhorar a rotina dos pacientes, contribuir com a qualidade de vida dentro do hospital, além de propiciar um ambiente hospitalar com atendimento humanizado, voltado para, de alguma maneira, melhorar o bem estar de nossos pacientes e acompanhantes”, contou Leilian Carneiro, coordenadora de Terapia Ocupacional do hospital. Há responsáveis por assistir aos filmes antes, certificando-se que a mensagem final e cenas vão contribuir e não o contrário. A preferência são por histórias leves de mais ou menos uma hora de duração que possam ajudar na autoestima de todos. Hoje, são 108 enfermarias no hospital e, inicialmente, as sessões eram a cada 15 dias, mas foi tão bom o resultado que agora são semanais. “Ficamos surpresas com as reações. Havia pessoas que estavam resistentes e não queriam assistir aos filmes. Depois que viram a primeira vez, há um envolvimento geral e todos têm sugerido filmes e perguntado quando será a vez da sua enfermaria.”, finalizou Leilian.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.