Sete dicas para prevenir acidentes com fogos e fogueiras nas festas juninas

12 de jun de 2019 às 08:48 | em: Nordeste

Foto: Reprodução

Festa junina é sempre motivo de muita farra e animação para as crianças. E chama atenção da maioria delas as cores e luzes das fogueiras e dos fogos. É justamente aí que mora o perigo e por isso os responsáveis pelos pequenos não podem se distrair. O melhor é manter o máximo de cuidado para evitar acidentes. O cirurgião plástico Marcelo Borges, coordenador do SOS Queimaduras e Feridas do Hospital São Marcos, alerta sobre as principais maneiras de cuidar bem da criançada na hora das brincadeiras juninas.

1. Ao brincar com fogos, as crianças devem estar sempre supervisionadas por adultos;

2. Não há fogos “inocentes”. Todos são prejudiciais à integridade física, até o traque de massa, aparentemente inofensivo, pode causar acidentes, já que é difícil a criança manusear apenas um. Com o somatório da carga de pólvora, os fogos se tornam tão perigosos quanto bombas ou rojões;

3. Ao comprar os fogos, é preciso observar a data de validade, assim como as condições de armazenamento e não utilizar produtos de fabricação caseira;

4. Na hora de soltar os fogos, eles devem ser segurados com as mãos e disparados ao ar livre, longe de árvores e da rede elétrica;

5. Não se deve acender os fogos que falharem, nem apontá-los na direção de outras pessoas;

6. No dia seguinte à festa é importante remover as cinzas das fogueiras para evitar queimaduras;

7. Se, mesmo com todos os cuidados, ocorrer queimadura, deve-se lavar o local com água corrente. Nunca usar gelo, pois queima tanto quanto o calor. Tampouco sabão, manteiga, pomada ou qualquer outro produto. O melhor a fazer é procurar orientação médica imediatamente.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.