Mundo

Gato de estimação salva menina de 10 anos de uma cobra cascavel

15 de dez de 2017 às 14:27 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Um gatinho valente salvou uma menina do ataque de uma cobra cascavel. Oreo, que mora com sua família humana em Orlando, Flórida, EUA, foi considerado herói depois que lutou contra a cobra venenosa para proteger a criança. Cyndi Anderson diz que Oreo sempre foi muito protetor da sua neta. Jaiden Peterson, de 10 anos. “Não é apenas Jaiden que tem um vínculo tão forte, embora ela seja a mais próxima. É toda a família. Ele parece cuidar de todos de uma maneira inexplicável, incluindo o bebê de 11 meses. Ele parece ser sábio”, disse Cyndi.

Como

No último dia 25 de novembro, enquanto as crianças estavam brincando do lado de fora, Cyndi notou Oreo agindo estranhamente e depois viu a cascavel. A cobra venenosa tinha chegado muito perto de Jaiden e as crianças, e foi quando Oreo entrou em ação e tentou evitar que ela atacasse a família. Por causa de seu ato heróico, as crianças estão seguras, mas Oreo foi picado em uma das patas. O gato foi para um hospital veterinário da região para tratamento de emergência e a torcida é pra que ele tenha uma recuperação completa. “Ele está demonstrando determinação para curar. Ele é um soldado. A condição de Oreo está melhorando e parece que sua ferida está curando – com cuidado contínuo adequado, sua perna será salva”, disse Cyndi. Oreo foi liberado pra ser cuidado em casa com visitas regulares ao veterinário. “Perguntada o que queria para o Natal deste ano Jaiden afirmou que tudo o que ela quer é que seu gatinho seja feliz e saudável”, disse Marie Braithwaite, uma amiga da família.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Homem encontra seu carro perdido em estacionamento vinte anos depois

15 de dez de 2017 às 14:23 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Mas descobriram que ele continuava estacionado no mesmo lugar onde foi deixado pelo dono, que havia se esquecido onde era. De acordo com o jornal alemão Augsberger Allgemein, o carro foi encontrado na garagem de um antigo edifício industrial que será demolido.  Por causa disso, a polícia tentou encontrar seu dono e chegou a um homem de 76 anos que acreditava ter sido roubado. A filha o levou para reencontrar o veículo, que não funcionava mais. De acordo com os policiais, o carro será conduzido para um ferro velho, já que está quase completamente enferrujado. O caso é semelhante ao que ocorreu no início do ano na Escócia, segundo o jornal britânico The Independent. Depois de ir a um show da banda Stoneroses na cidade de Manchester, um homem procurou seu carro por cinco dias, sem sucesso. Ele chegou, inclusive, a entrar em contato com a administração local e com empresas especializadas. Por fim, registrou o roubo do veículo. Seis meses depois, o carro foi encontrado estacionado no mesmo lugar onde tinha sido deixado. A quantidade de multas acumuladas no veículo, no entanto, passava de 5 mil libras (R$ 21 mil). Pelo menos, no caso alemão, o carro foi abandonado dentro de uma garagem.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Mendigo rouba 300 mil euros em aeroporto internacional de Paris

14 de dez de 2017 às 15:47 | em: Mundo

Foto: Ilustração

A imprensa francesa já o considera o “mendigo mais rico do mundo”. Um SDF (“sans domicilie fixe”, “sem domicílio fixo”, como são chamados os mendigos na França) de 50 anos pegou dois sacos repletos de dinheiro, com 300 mil euros, ao encostar numa porta aberta de um galpão do aeroporto internacional Charles de Gaulle – Roissy, em Paris. Ele estava apenas revirando lixeiras atrás de comida, antes de encontrar uma porta aberta no depósito da empresa de transporte Loomis no terminal 2F do aeroporto internacional de Roissy [onde chegam os voos procedentes do Brasil]. Segundo o jornal “Aujourd’hui en France”, trata-se de “um roubo que entra imediatamente na categoria dos primeiros lugares da estupidez criminal”. O ato foi executado “com apenas duas armas: a sorte e a coragem”. “O vagabundo se aproveitou de um concurso de circunstâncias para se dar um enorme presente de Natal”, disse um dos responsáveis pelo local ao “Aujourd’hui en France”. O roubo aconteceu às 17h30 de sexta-feira (8) nos corredores de entrega de mercadorias da empresa no terminal 2F. O alarme soou no local onde são guardadas grandes somas de dinheiro e os policiais notaram que a porta havia sido deixada aberta. Ao assistirem as imagens das câmeras de segurança, um homem de fenótipo europeu, de mais ou menos 50 anos, revira lixeiras. Ele se apoia sobre uma porta e se mostra surpreso quando ela se abre. Imediatamente, o mendigo coloca sua mala no chão e entra no recinto.

Sem arma, sem ódio, sem violência

O jornal “Aujourd’hui en France” conta que, alguns minutos mais tarde, o mendigo sai do local carregando dois sacos cheios de dinheiro. Ele “acelera o passo, abandona sua mala e sai correndo em direção a uma via sem câmeras de segurança. A empresa Loomis é responsável por fornecer as notas de euros que circulam nos caixas eletrônicos da região. “Resta compreender como as portas deste galpão, que deveriam estar trancadas, puderam se abrir tão facilmente”, diz o jornal. Contactada pela imprensa, a empresa foi incapaz de explicar o que poderia ter acontecido. As investigações continuam para encontrar o ladrão. “A única pista é que os policiais do aeroporto conhecem o homem”, explica o diário francês. “Existem entre 50 e cem pessoas que vivem como ele, de revirar latas de lixo no aeroporto. Mas ele não deve estar precisando disso nesse momento”, finaliza “Aujourd’hui en France”.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bilhete faz jovem reencontrar pais biológicos 20 anos depois

14 de dez de 2017 às 15:37 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Um bilhete secreto, encontrado por uma jovem chinesa, adotada por americanos, fez a garota reencontrar os pais biológicos 20 anos depois. Os pais biológicos de Kati, Xu Lida e Qian Fenxiang, passaram anos se perguntando o que teria acontecido com a filha que abandonaram ainda bebê. Por causa da política do filho único que vigorava à época na China, criar a criança seria custoso demais para a família, que era pobre e já tinha uma filha. A política do filho único foi usada por décadas para controlar o crescimento populacional na China. A punição para quem engravidasse ou tivesse mais de um filho eram severas, e incluíam multas e aborto forçado. “Não queríamos abandoná-la na rua, mas não tínhamos escolha”, conta o pai biológico de Kati. A decisão dos pais biológicos levou Kati para o outro lado do mundo: ela acabou sendo adotada ainda bebê por um casal americano. Quando Qian Fenxiang ficou grávida, ela e o marido consideraram a hipótese de interromper a gestação. “Minha mulher estava grávida de sete meses, e nós estávamos considerando fazer um aborto. Mas eu conseguia, frequentemente, sentir o bebê se mexendo. Eu me sentiria mal se tivéssemos abortado. Decidimos ficar com ela”, conta Xu Lida. “Pensei que, mesmo que a gente não tivesse condições de criá-la, poderíamos entregar para alguém.” O dia em que abandonou a filha ficou registrado em detalhes na memória do pai. “Na manhã do terceiro dia após seu nascimento, eu preparei leite, a segurei nos braços e abracei por um tempo. Então, caminhei até o mercado. Ela não chorou. Ela estava dormindo.” “Dei um beijo nela. Sabia que seria o último. E aí me afastei.” Um ano depois, um casal americano, Ken e Ruth Pohler, viajou de Michigan para Suzhou, na China, para adotar um bebê. Foi então que conheceram a menina, que chamaram de Kati. “Ela era simplesmente linda”, lembra Ruth. A primeira dúvida da criança sobre sua origem surgiu cedo. “Kati devia ter cinco anos quando me perguntou de que barriga ela veio”, conta a mãe adotiva. Ela respondeu: “Você não veio da minha barriga. Você veio da barriga de uma moça na China, mas você veio do meu coração. Você nasceu do meu coração”. Kati diz que em alguns momentos sentiu curiosidade em saber quem eram seus pais biológicos, mas o assunto nunca surgiu naturalmente em conversas com a família. “Cresci num lugar bem ‘branco’, bem caucasiano. Mas minha comunidade era muito próxima. Eu me via como diferente, mas era muito bem aceita”, relata. “As coisas começaram a mudar quando eu deixei essa comunidade, e nem todos sabiam quem eu era. Eles esperavam de mim um certo comportamento que eu não sabia que tinha que ter.” Ao abandonar a filha na rua, em um mercado, o pai biológico também deixou um bilhete endereçado a quem viesse a adotar a menina. Kati foi encontrada logo depois por transeuntes e entregue a um orfanato. “O orfanato nos deu um documento escrito em chinês… Era uma mensagem dos pais biológicos para os pais adotivos. Dizia que eles estavam entregando a filha não porque queriam, mas por causa de como as coisas estavam na China naquele momento”, diz Ken Pohler. A carta dizia: “Minha filhinha nasceu em 1995, de manhã, em Suzhou. Por causa da pobreza e de outros problemas, não tivemos outra escolha senão abandonar nossa filha na rua. Se vocês tiverem simpatia por nós, pais, por favor, nos encontrem na Broken Bridge (Ponte Quebrada), em Hangzhou, daqui a dez ou vinte anos”. A carta era assinada: “dos pais sem coração”. Xu Lida explica que sugeriu o encontro para dali a dez ou vinte anos por achar que os pais adotivos não iriam deixar que vissem a criança quando ela ainda fosse bebê. Ken diz que compreendeu a aflição dos pais biológicos. “Nós queríamos dar a eles alguma garantia de que ela estava em uma boa família, de que estava sendo cuidada e de que nós a amávamos muito. Queríamos que os pais biológicos soubessem disso, embora não pudéssemos ir até lá nos encontrar com eles.” A Ponte Quebrada de Hangzhou é um famoso ponto de encontro. Todo ano, no dia 7 de julho, as pessoas vão até lá para se reencontrarem com entes queridos. Quando Kati fez dez anos, Ken e Ruth enviaram uma mensageira à ponte, com a missão de dizer aos pais biológicos que a filha deles estava bem. “Nós ficamos prontos bem cedo, às 7h da manhã. Eu estava segurando um leque com o nome dela, ‘Jingzhi’. Eu olhei por todos os lados, principalmente para pessoas com crianças”, conta Xu Lida. Mas as horas foram se passando… “Esperamos até 15:30. Perdemos todas as esperanças. Nossos vizinhos sabiam que estávamos esperando pela nossa filha na ponte. Eles falaram: ‘Dissemos a vocês que não adiantaria. Eles nunca apareceriam’.” A mensageira enviada por Ken e Ruth se atrasou. Mas ela conversou com alguns repórteres que estavam na ponte naquele momento, e uma emissora de TV pediu para que os pais biológicos se manifestassem. Em busca de notícias da filha, Qian e Xu Lida decidiram dar uma entrevista à TV. A história ganhou visibilidade em toda a China. Mas a repercussão assustou os pais adotivos de Kati, que não queriam que ela passasse por uma exposição tão grande e encarasse um reencontro com os pais biológicos ainda criança. “Ela era apenas uma menina de dez anos. Não queríamos que alguém da China entrasse em contato com ela dizendo que era seu pai biológico. Não achávamos que ela estava preparada para isso”, diz Ken. “O meu medo era que eu pudesse perder a minha filha. Talvez pudessem levá-la de volta, porque agora sabiam quem eram os pais. Eu tinha criado laços, ela era minha filha. Nós a adotamos. Não queria qualquer conexão (com a família biológica)”, admite Ruth. Por anos, os pais biológicos de Kati continuaram a ir à ponte todos os anos, no mesmo dia 7 de julho. “Desde 2004, eu visitei a ponte anualmente. Sabia que não havia muita esperança. Muitas vezes eu passava o dia olhando para o lago, esperando que a minha filha aparecesse”, conta Xu Lida. Do outro lado do mundo, Kati não sabia de nada do que tinha acontecido. Isso até o ano passado, quando completou 20 anos. Ela se lembrava de ter visto, em algum momento da vida, um bilhete em mandarim, mas não tinha certeza se era sua imaginação ou uma memória real. “Um dia, no carro, eu perguntei para a minha mãe: ‘O que você sabe da minha adoção?’. E ela disse: ‘Ah, é… Tem uma coisa que provavelmente a gente devia ter te contado há um tempo’”, conta Kati. Ela descobriu que os pais biológicos dela apareceram num documentário chamado Longa Espera pela Volta para Casa, e que o cineasta Changfu Chang estava em contato com ambas as famílias – a biológica e a adotiva. Para ela, foi um baque saber que a verdade foi ocultada por tanto tempo pelos pais biológicos. “Nós não sabíamos se ela queria saber, porque algumas crianças não querem”, justifica Ken. “Eu entendo a lógica deles, mas acho que é uma lógica ruim. Eles diziam: ‘Queríamos ter certeza de que você estava pronta e blá-blá-blá. Mas acho que você nunca estará preparado para isso”, rebate Kati. Em busca de respostas, a jovem assistiu ao documentário de Changfu Chang, que contava a saga dos seus pais biológicos. No filme, Qian explica que teve que dar à luz longe dos hospitais e sem ajuda médica, pois precisariam apresentar à clínica uma autorização para o parto. A mãe biológica também diz que queria entregar a filha a algum conhecido, para que conseguisse visitá-la, mas que não encontrou quem pudesse adotá-la. “Foi quando meu marido disse que podíamos deixá-la no mercado.” Kati se comoveu com o relato dos pais biológicos e com a dor que eles demonstravam sentir por não poder terem contato com a filha. “Eu me senti mal por toda a culpa que eles sentiam”, diz. A jovem decidiu, então, voar até a China para encontrar os pais na ponte, da forma como eles haviam planejado. O encontro, registrado pelo cineasta Changfu Chang, foi emocionante. A mãe de Kati chorava copiosamente, e não parava de pedir perdão à filha. “Finalmente eu te vi, finalmente te encontrei. Mamãe sente muito, sente muito”, repetia Qian à filha. Depois de finalmente conhecer os pais biológicos e a irmã mais velha, Kati passou alguns dias com a família. “Tivemos vários pequenos momentos que me mostraram que eles se importavam muito comigo. Foi engraçado: uma das primeiras coisas que a minha mãe biológica disse foi que eu era muito magra. Aí eu olhei para minha irmã e ela é bem mais magra que eu, mas ela (a mãe) estava tão preocupada… Tão preocupada que me fez comer de tudo durante toda a viagem. São essas pequenas coisas.” Os pais biológicos conversaram por Skype com os pais adotivos e agradeceram por eles terem cuidado de Kati. Compreenderam que nunca perderiam a filha. “Nós a amamos muito. Não perdemos nada. Estamos felizes por ela”, diz Ken. “Estou feliz por termos chegado até aqui, e espero que ela alcance a paz e o contentamento. E se isso significa que desenvolva um relacionamento com eles, está tudo bem”, completa Ruth. O segundo adeus foi bem menos duro que a primeira despedida, vinte anos atrás. Todos carregavam consigo a certeza de que os laços não seriam mais rompidos. Kati voltou à faculdade, e está empenhada em aprender mandarim. A mãe biológica envia mensagens de “bom dia” e “boa noite” todos os dias. “O amor é imenso. Eu sei que meus pais adotivos me amam, e agora tenho todo esse novo amor que eu nem sabia que existia, mas que sempre esteve aí”, resume Kati depois da jornada em busca de suas origens.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Céu recebe chuva de meteoros na madrugada de quinta; fenômeno pode ser visto a olho nu

13 de dez de 2017 às 15:45 | em: Mundo

Foto: Ilustração

A madrugada desta quinta-feira (14) será marcada por uma chuva de meteoros Geminídeos no céu. Esta é a última grande chuva de meteoros do ano. O momento de maior visibilidade será por volta das 2h de quinta, com cerca de 120 meteoros por hora. Quem estiver no Norte e Nordeste terá visibilidade mais privilegiada do que quem estiver no Sudeste e no Sul. O fenômeno poderá ser visto a olho nu, desde que o espectador esteja em um lugar escuro, longe da luminosidade das grandes cidades. É importante que o céu esteja limpo de nuvens. De acordo com o Uol, são necessários pelo menos 15 minutos para que os seus olhos se acostumem com a escuridão. Esta é uma das únicas chuvas de meteoros que não surge de um cometa. A da madrugada desta quinta tem origem no asteroide ‘3200 Phaethon’ (Fáeton, filho de Hélios, o deus Sol na mitologia grega). Assim como os cometas, esse asteróide se desintegra toda vez que se aproxima do Sol. Quando a Terra passa pelo caminho que ele percorreu, os rastros de seus destroços entram em combustão ao atravessar a atmosfera terrestre, o que forma as chuvas de meteoros – ou estrelas cadentes. Os meteoros geminídeos são do tamanho de um grão de feijão, alcançam até 120 km/h de velocidade na atomosfera terrestre e não representa nenhum risco para o planeta.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Escalador chinês grava a própria morte ao cair do 62º andar de um prédio

12 de dez de 2017 às 15:30 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Wu Yongning, um conhecidíssimo escalador de edifícios (ou rooftopper) chinês com milhares de seguidores nas redes sociais, morreu ao cair do 62º andar (190 metros) de um arranha-céu da cidade do Changsha, aonde subira para tirar uma selfie em pose temerária. A morte ocorreu em 8 de novembro, mas só foi anunciada nesta terça-feira por sua namorada. Fazia mais de um mês que ele havia deixado de publicar os vídeos em que se exibia em poses arriscadas sobre alturas vertiginosas. Agora foi divulgada aquela que viria a ser a sua última e fatal gravação, segundo a imprensa chinesa. O escalador, de 26 anos, tinha uma legião se seguidores no Weibo, a maior rede social chinesa, onde publicava os clipes que gravava depois de escalar, sem equipamentos de segurança, até a cobertura dos arranha-céus, as antenas situadas sobre eles e outros lugares perigosos. O próprio Wu Yongning advertia nas imagens sobre os riscos desse tipo de atividade, que lhe gerava rendimentos substanciais segundo a BBC. As imagens da sua última escalada mostram Wu, com roupa preta, descendo pela parede do edifício Huayuan Internacional Centre. Depois de alguns exercícios, ele tenta voltar para o terraço, mas seus pés escorregam pela parede vertical metalizada, ele não consegue retornar a um lugar seguro, e então cai. Wu havia deixado o celular gravando no topo do arranha-céu. A imprensa chinesa disse que Wu estava participando de um desafio de rooftopping, valendo um prêmio de 100.000 yuans (quase 50.000 reais), conforme relatou um familiar dele. Os jornais não esclareceram quem pagaria esse prêmio. “Ele planejava pedir a namorada em casamento no dia seguinte ao desafio”, disse o jornal South China Morning Post, citando um irmão do morto. “Queria esse dinheiro para o seu casamento e para pagar o tratamento da sua mãe, que está doente”, acrescentou. Os seguidores do escalador, cuja modalidade se tornou muito popular em algumas cidades de países desenvolvidos, haviam manifestado nos últimos dias sua inquietação com a ausência de novas façanhas de Wu. Ainda em vida, ele havia sido criticado em várias ocasiões por causa dos perigos excessivos que aceitava enfrentar. Deixou 300 vídeos de escalada de alto risco.

Confira o vídeo:

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Os motivos que levam a Noruega a ter os 3 bilionários mais jovens do mundo

12 de dez de 2017 às 15:30 | em: Mundo

Foto: Ilustração

Com 21 anos, Alexandra Andresen está em primeiro lugar – ela também liderou a lista em 2016. Sua irmã, Katharina, um ano mais velha, vem em segundo. Ambas receberam suas fortunas de seu pai, dono da empresa de investimentos Ferd. Johan H. Andresen transferiu para cada uma delas 42,2% da companhia em 2007, quando Alexandra tinha dez anos. A Forbes avalia o patrimônio individual de cada uma delas em US$ 1,2 bilhão (R$ 3,95 bilhões). Na terceira posição está o “veterano” Gustav Magnar Witzoe, de 24 anos, dono de uma fortuna ainda maior – US$ 1,6 bilhão (R$ 5,26 bilhões). Ele também recebeu essa fortuna de seu pai, que lhe cedeu um percentual do capital da empresa SalMar, uma das líderes mundiais da produção de salmão. Mas por que a Noruega tem os três bilionários mais jovens do mundo? Ainda que o motivo de eles serem bilionários pareça ser algo simples (o fato de terem herdado esse patrimônio), há fatores que vão além da sorte de terem nascido em famílias muito ricas, como a dinâmica familiar nórdica, o sistema educacional do país e sua economia. “A resposta parcial a essa pergunta é que Noruega é um dos países mais ricos do mundo”, diz Oyvind Bohren, professor de Finanças da Escola de Negócios da Noruega. De acordo com a revista Fortune, o país está entre os dez mais ricos do globo. O ranking se baseia em informações do Fundo Monetário Internacional (FMI) de outubro de 2017 sobre o Produto Interno Bruto (PIB) per capita em relação ao poder aquisitivo em cada nação. Isso permite analisar as moedas – seu poder de compra, por exemplo -, e comparar as economia dos países. Com 5 milhões de habitantes, a Noruega está em sexto, atrás de Catar, Luxemburgo, Cingapura, Brunei e Irlanda, com um PIB per capita de US$ 70.590. Parte dessa riqueza vem das reservas de petróleo, mas o país também diversificou sua economia. Em 1990, foi criado um fundo soberano com os investimentos feitos a partir das receitas da exploração de petróleo desde o início dos anos 1990. Hoje, é o maior do tipo do mundo, com um portfólio de mais de US$ 1 trilhão. “Hoje, é mais fácil ser rico e jovem na Noruega do que antes do petróleo. Agora, há muitos mais ricos no país, tantos jovens como velhos.” Esse afã da Noruega por ampliar o perfil de sua economia foi incutido nas empresas familiares do país, como a de Alexandra e Katharina. Ela foi fundada após seus antepassados comprarem uma fábrica de tabaco em 1849 e a transformarem em líder do setor no país por mais de 150 anos. O negócio foi transformado pelas gerações posteriores e, agora, é um grupo dedicado a investimentos imobiliários e financeiros. A Ferd é um exemplo excelente da importância das empresas familiares norueguesas de se “reinventarem”, diz Marina Mattera, professora de Economia e Negócios Internacionais da Universidade Europeia de Madri, na Espanha.”Um fator fundamental é que se valoriza muito na Noruega a reinvenção de um negócio. Não é porque se começou como uma empresa de tabaco que vai sempre continuar a ser uma empresa apenas de tabaco. Isso ocorre também na Suécia, na Finlândia e até na Alemanha e na Dinamarca.”

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Trump vai enviar americanos para a Lua e para Marte, diz Casa Branca

11 de dez de 2017 às 16:22 | em: Trump

Foto: Ilustração

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai assinar um documento com o objetivo de enviar norte-americanos de volta para a Lua e, depois, para Marte. As informações foram anunciadas nesta segunda-feira (11) por Hogan Gidley, porta-voz da Casa Branca. Segundo Gidley, Trump vai ordenar que a agência espacial americana, Nasa, lidere “um inovador programa de exploração espacial para enviar astronautas americanos para a Lua e, finalmente, Marte”. “Ele vai mudar a nossa política nacional de voos espaciais humanos para ajudar a América a se tornar a força motriz da indústria espacial, a obter novos conhecimentos sobre o cosmos e impulsionar tecnologia incrível”, disse Gidley, em nota. Todos os seis voos que levaram seres humanos para a Lua foram realizados pela Nasa. O último deles ocorreu em dezembro de 1972, com a missão Apollo 17. Por serem considerados caros e pelo arrefecimento das tensões da Guerra Fria, as missões lunares foram interrompidas. Tanto os EUA quanto a União Soviética passaram a concentrar suas missões espaciais tripuladas na órbita terrestre, com estações como o Skylab (americano) e a MIR (soviética).A partir do final dos anos 1970, ambicionando cortes de custos, a Nasa desenvolveu um programa de ônibus espaciais, veículos maiores e capazes de realizar diversas missões, ao contrário dos módulos antigos, que duravam apenas uma viagem. O projeto falhou, no entanto, em reduzir os gastos da agência, dada a complexidade dos aparelhos. O último voo de um ônibus espacial aconteceu em 2011, 30 anos depois da implementação do primeiro veículo do tipo – sendo que dois dos cinco aparelhos construídos pela Nasa foram perdidos em acidentes que terminaram com todos os ocupantes mortos: a Challenger, em 1986, que explodiu minutos após o lançamento; e a Columbia, que se desintegrou ao reentrar na atmosfera, em 2003. Atualmente, todos os astronautas americanos são lançados ao espaço em missões russas. A Nasa havia estimado retomar voos espaciais tripulados dos EUA em 2017, por meio de projetos com empresas privadas, como a Boeing e a SpaceX. Atrasos no planejamento, contudo, jogaram a previsão para 2019.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Prováveis réplicas de tremores por teste nuclear de setembro são detectadas na Coreia do Norte

10 de dez de 2017 às 09:18 | em: Coreia do Norte

Foto: Ilustração

Dois pequenos tremores foram detectados neste sábado (9) perto de um local de testes nucleares da Coreia do Norte, provavelmente réplicas do tremor ocorrido após grande teste nuclear do país no início de setembro, disse uma autoridade do U.S. Geological Survey (USGS, na sigla em inglês). As réplicas, de magnitude 2.9 e 2.4, foram detectadas às 4h13 e 4h40 (horário de Brasília) respectivamente, disse o USGS e Lassina Zerbo, secretário-executivo da Organização do Tratado de Interdição Completa de Testes Nucleares, baseada em Viena. Em um tuite, Zerbo afirmou que analistas confirmaram que a atividade era “tectônica” em sua origem. A autoridade do USGS afirmou que os tremores haviam sido nas proximidades do local de testes nucleares em Punggye-ri, onde a Coreia do Norte conduziu seu sexto e maior teste nuclear subterrâneo em 3 de setembro. “Eles são provavelmente eventos … pelo sexto teste nuclear”, disse a autoridade. “Quando você tem um grande teste nuclear, ele move a crosta terrestre em torno da área, e leva um tempo para desaparecer completamente. Tivemos alguns desses desde o sexto teste nuclear.” Pyongyang afirmou que o teste de setembro era uma bomba H, e especialistas estimaram ter sido 10 vezes mais poderosa que a bomba atômica lançada em Hiroshima em 1945. Uma série de terremotos desde então levaram especialistas e observadores a suspeitarem que o teste possa ter danificado a localização montanhosa do local na faixa noroeste da Coreia do Norte, onde todos os testes nucleares do país têm sido realizados. A agência de espionagem da Coreia do Sul afirmou aos legisladores sul-coreanos em outubro que a Coreia do Norte pode estar preparando mais dois túneis no local. A Coreia do Norte insinuou que seu próximo teste nuclear poderia ser acima da terra, depois de o presidente norte-americano Donald Trump alertar, em setembro, que os Estados Unidos “destruiriam totalmente” a Coreia do Norte caso ela ameaçasse os EUA. Outro possível obstáculo para o uso de Punggye-ri pela Coreia do Norte para testes é a proximidade do vulcão ativo do Monte Paektu, que os norte-coreanos consideram um local sagrado. Sua última erupção foi em 1903, e especialistas discutiram se testes nucleares poderiam desencadear outra erupção. A mídia oficial da Coreia do Norte reportou no sábado que o líder nacional Kim Jong Un escalou o Mount Paektu com autoridades sênior do Exército para “enfatizar sua visão militar” após a conclusão das forças nucleares do país. Kim declarou a força nuclear concluída após o teste do maior míssil balístico intercontinental da Coreia do Norte no mês passado, que os especialistas dizem ter colocado toda os EUA sob alcance.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Britânico conversa com morador de rua e descobre irmão que não via desde bebê

06 de dez de 2017 às 16:27 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Um soldado britânico reformado Roy Aspinall saía de uma igreja em Wigan, na região metropolitana de Manchester, no Reino Unido, no último dia 12 de novembro quando viu um morador de rua sentado ali. “Ele parecia muito, muito familiar. Seus traços faciais eram como os meus”, disse Roy à BBC. O homem era Billy White, até então um sem-teto que circulava pelas ruas desta cidade no norte da Inglaterra. “Estava ali para me sentar um pouco antes de achar um local para dormir”, disse Billy. Roy aproximou-se do desconhecido e ofereceu um cigarro a ele. “Ele começou a me perguntar várias coisas: qual era meu nome, quem era minha irmã… Então, ele disse: ‘Sou Roy Aspinall. Sua mãe é a minha mãe, e sou seu irmão”. Roy, de 36 anos, cresceu sem conhecer todos seus irmãos e não via Billy há mais de 20 anos. Billy, de 28 anos, sabia que tinha um irmão mais velho, mas pensava não ter como encontrá-lo. Depois do encontro inesperado, os dois compararam suas certidões de nascimento. “Mesma mãe, mesmo sobrenome e mesmo endereço”, disse Roy. Ele disse ter “ficado muito emocionado” quando percebeu o acaso: “Liguei para a minha irmã e, quando vimos quem Billy era, eu estava em lágrimas”. Billy também se emocionou com o encontro. “Não dá para explicar o sentimento. É louco. Ainda estou em choque. Minha mãe sempre falou de Roy”, contou. Roy disse que conhecer seu irmão o fez se sentir completo. “Era como se houvesse um quebra-cabeça gigantesco, mas eu não conseguia achar a última peça e, agora, parece que encontrei”.  Os dois irmãos dizem ter estabelecido uma conexão profunda entre si. “Sinto como se nunca tivéssemos nos separado. Ver meus traços faciais no rosto de outra pessoa é algo que eu nunca havia experimentado antes”, disse Roy, que se lembra de ter visto Billy pela última vez quando o irmão ainda era um bebê, na casa de um parente. “Dizer ‘eu tenho um irmão’, usar essas palavras, é tão estranho. Mas é um sentimento muito novo para mim – de alegria, não de tristeza”. Os dois são filhos de Lorraine White, mas, por questões de família, Roy foi criado por sua tia. Anos mais tarde, Lorraine teve Billy e cuidou dele até seus 10 anos de idade, quando o menino foi entregue aos cuidados do serviço social britânico. Ele passou três períodos de sua vida morando na rua. O mais recente durou oito meses e acabou quando houve o encontro entre os irmãos. Agora, Billy não vive mais nas ruas. Pouco antes do Natal, passou a morar na casa de Roy a convite do irmão, que tem seis filhos. Também conseguiu um emprego como assistente de motorista de uma empresa de logística. “A minha vida mudou quando Roy me encontrou. Hoje, ele cuida de mim como um irmão mais velho”, disse.  Os irmãos ainda estão se familiarizando um com o outro. “Percebemos que temos tantas coisas em comum”, disse Billy. “Pensava ser o único na família que bebe café. Mas, quando perguntei o que ele queria beber, ele disse café com leite e dois cubos de açúcar, que é exatamente igual a mim. Ambos temos covinhas. Não paramos de conversar o tempo todo. Mas agora temos o resto das nossas vidas para nos conhecermos.”

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Trump ignora alertas e reconhece Jerusalém como capital de Israel

06 de dez de 2017 às 15:59 | em: Trump

Foto: Reprodução

O presidente americano, Donald Trump, contrariou as pressões internacionais e anunciou na tarde desta quarta-feira que os EUA reconhecem Jerusalém como capital de Israel. A medida foi acompanhada da decisão de iniciar o processo de transferência da embaixada dos EUA — hoje em Tel Aviv, que concentra todas as embaixadas no país — para a cidade sagrada. Trump foi alvo de forte pressão para que não tomasse tal passo, que pode causar instabilidade nas negociações de paz entre Israel e palestinos e foi criticado por líderes de vários países e organizações. — Em 1995, o Congresso apelou ao governo para realocar a embaixada (…). A lei foi apoiada pelo imensa maioria e ratificada com unanimidade pelo Senado — afirmou Trump, relembrando que os presidentes desde então nunca aplicaram a lei de 1995. — É hora de oficialmente reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Israel é uma nação soberana com o mesmo direito de outras nações de determinar sua capital. Reconhecer isso é um passo para alcançar a paz. (…) É a capital do povo judeu e do governo moderno israelense. De acordo com Trump (que ressaltou que estava cumprindo uma promessa de campanha), o governo instruirá o Departamento de Estado a contratar arquitetos para iniciar a construção da nova representação diplomática. Segundo Trump, Jerusalém “não é só lar de três religiões, mas terra de uma moderna democracia”, na qual membros de outras religiões “podem viver livremente”. — Jerusalém deve ser um lugar onde judeus, cristãos e muçulmanos rezam — afirmou Trump, estendendo-se aos palestinos. — Nossa missão é promover um acordo de paz entre os diferentes lados envolvidos. Quero fazer todo o possível para tal. (…) Os EUA irão apoiar uma solução de dois Estados se ambos os lados quiserem. Enquanto isso, peço aos dois lados para que mantenham o status quo. Segundo Trump, seu vice, Mike Pence, viajará à região para apelar contra os extremismos nos debates políticos sobre a situação de Israel e dos palestinos.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Taxista salva menina de pedófilo da internet

05 de dez de 2017 às 16:27 | em: Filantropia,Mundo

Foto: Reprodução

Um taxista está sendo chamado de herói e foi premiado depois evitar que uma menina de 13 anos fosse sequestrada por um pedófilo que conheceu na internet. Satbir Arora foi condecorado pela administração regional de Cherwell e South Northamptonshire, na Inglaterra, onde havia participado de um treinamento para proteção da população em dezembro do ano passado. Ele recebeu na semana passada um certificado por seu “feito excepcional em defesa da comunidade”, depois que sequestrador foi condenado também na semana passada.

História 

Tudo começou em fevereiro, quando Satbir Arora levou uma passageira adolescente de Oxfordshire, condado no sudeste da Inglaterra, para a estação de trem de Gloucester. Não havia ninguém aguardando por ela, por isso Satbir Arora suspeitou que havia algo errado. Enquanto esperava para ver se alguém aparecia, ele dividiu suas preocupações com sua mulher, que trabalha na empresa de táxi do casal. Desconfiado de que a passageira estava escondendo algo, o taxista pediu que a adolescente falasse com sua esposa no telefone. Eles descobriram então que os pais dela não estavam cientes da corrida. E resolveram chamar a polícia. “Ele (Arora) telefonou para a pessoa que a passageira disse que iria encontrar, e gravou as chamadas, que mais tarde foram usadas como evidência contra Sam Hewings (condenado por tentativa de sequestro)”, diz comunicado à imprensa emitido pela administração regional de Cherwell e South Northamptonshire.

Pedofilia

De acordo com o comunicado, registros de conversas online de Hewings, entregues à Justiça, mostraram tendência à pedofilia, além de revelar que ele havia falado sobre sequestrar, sedar e violentar uma vítima.“Quando os policiais o prenderam, em sua casa, encontraram uma mochila com facas, fita adesiva e comprimidos de codeína (um analgésico)”, acrescenta o texto. Sam Hewings, de 24 de anos, foi condenado na semana passada a cinco anos de prisão por tentativa de sequestro, distribuição e produção de imagens obscenas, noticiaram tabloides britânicos.

Treinamento

A administração regional de Cherwell exige que os taxistas participem de um treinamento obrigatório para proteção da população. “Não sei como agradecer a Arora por sua atitude zelosa e por perceber que a passageira estava em perigo. Ele a salvou de uma provação inimaginável e teve a presença de espírito de registrar suas ligações para o provável sequestrador, fornecendo evidências cruciais ao Ministério Público”, afirmou Kieron Mallon, membro da administração regional de Cherwell, que entregou o certificado ao taxista.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

É boato que iraniana fez 50 cirurgias para ficar igual à atriz Angelina Joli; entenda

04 de dez de 2017 às 10:40 | em: Mundo

Montagem | Foto: Reprodução

A notícia afirmando que essa moça teria passado por mais de 50 cirurgias surgiu em sites de notícias do oriente médio como o Al Arabia, que disse que não há provas de que a moça tenha feito mesmo tantas cirurgias. Além disso, foram publicadas muitas informações desencontradas a respeito da menina. Dados simples, como a idade dela, são fornecidos com divergências em diversos sites de notícias. O New York Post, por exemplo, disse que Sahar Tabar teria 19 anos. Já o Daily Mail afirma que a moça tem 22 anos. Não há nenhuma prova de que ela tenha passado por tantas cirurgias e, pra piorar ainda mais, as fotos da iraniana tem vários indícios de edição.

Foto real | Foto: Reprodução

No dia 28 de novembro de 2017, Sahar postou uma foto sua em uma conta secundária do Instagram explicando que passou apenas por uma cirurgia e não por 50 como vários sites estão afirmando:. Ela gravou um vídeo no dia 1º de dezembro de 2017, sem maquiagem e com lentes de contato. Portanto, a notícia da iraniana que teria passado por mais de 50 cirurgias plásticas para ficar parecida com a atriz Angelina Jolie é falsa! A moça parece ter passado mesmo por algumas cirurgias, mas as fotos que estão sendo compartilhadas foram publicadas por ela através do seu Instagram são montagens

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Taxista salva menina de pedófilo da internet e é condecorado na Inglaterra

04 de dez de 2017 às 09:07 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Um taxista está sendo chamado de herói e foi premiado depois evitar que uma menina de 13 anos fosse sequestrada por um pedófilo que conheceu na internet. Satbir Arora foi condecorado pela administração regional de Cherwell e South Northamptonshire, na Inglaterra, onde havia participado de um treinamento para proteção da população em dezembro do ano passado. Ele recebeu na semana passada um certificado por seu “feito excepcional em defesa da comunidade”, depois que sequestrador foi condenado também na semana passada.

História

Tudo começou em fevereiro, quando Satbir Arora levou uma passageira adolescente de Oxfordshire, condado no sudeste da Inglaterra, para a estação de trem de Gloucester. Não havia ninguém aguardando por ela, por isso Satbir Arora suspeitou que havia algo errado. Enquanto esperava para ver se alguém aparecia, ele dividiu suas preocupações com sua mulher, que trabalha na empresa de táxi do casal. Desconfiado de que a passageira estava escondendo algo, o taxista pediu que a adolescente falasse com sua esposa no telefone. Eles descobriram então que os pais dela não estavam cientes da corrida. E resolveram chamar a polícia. “Ele (Arora) telefonou para a pessoa que a passageira disse que iria encontrar, e gravou as chamadas, que mais tarde foram usadas como evidência contra Sam Hewings (condenado por tentativa de sequestro)”, diz comunicado à imprensa emitido pela administração regional de Cherwell e South Northamptonshire.

Pedofilia

De acordo com o comunicado, registros de conversas online de Hewings, entregues à Justiça, mostraram tendência à pedofilia, além de revelar que ele havia falado sobre sequestrar, sedar e violentar uma vítima. “Quando os policiais o prenderam, em sua casa, encontraram uma mochila com facas, fita adesiva e comprimidos de codeína (um analgésico)”, acrescenta o texto. Sam Hewings, de 24 de anos, foi condenado na semana passada a cinco anos de prisão por tentativa de sequestro, distribuição e produção de imagens obscenas, noticiaram tabloides britânicos.

Treinamento

A administração regional de Cherwell exige que os taxistas participem de um treinamento obrigatório para proteção da população. “Não sei como agradecer a Arora por sua atitude zelosa e por perceber que a passageira estava em perigo. Ele a salvou de uma provação inimaginável e teve a presença de espírito de registrar suas ligações para o provável sequestrador, fornecendo evidências cruciais ao Ministério Público”, afirmou Kieron Mallon, membro da administração regional de Cherwell, que entregou o certificado ao taxista.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Deputado pede mão de seu companheiro durante debate sobre casamento gay

04 de dez de 2017 às 08:31 | em: Mundo

Foto: Reprodução

O deputado liberal, Tim Wilson, pediu nesta segunda-feira (4) a mão de seu companheiro logo depois de a Câmara Baixa da Austrália aceitar debater o projeto para legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. Ao começar o debate, Wilson, do mesmo partido que o primeiro-ministro, Malcolm Turnbull, disse com a voz entrecortada: “Resta somente uma coisa a fazer. Ryan Patrick Bolger, quer se casar comigo?”. “Sim”, respondeu Bolger, seu companheiro há nove anos, que estava na galeria do público. A Câmara debate a proposta, que espera que seja aprovada antes do Natal, depois que o projeto de lei recebeu na semana passada o sinal verde do Senado. A proposta legislativa permite aos oficiantes de bodas religiosas a se opor a realizar este tipo de casamento, mas o impede no caso de oficiantes civis, tal como pediam vários deputados conservadores. O debate parlamentar começou depois que mais de 61% dos australianos expressaram seu apoio à legalização destas uniões numa pesquisa não vinculativa convocada por Turnbull em cumprimento de uma promessa eleitoral.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Homem injeta veneno de cobra no próprio corpo para salvar vidas de outras pessoas

01 de dez de 2017 às 16:22 | em: Filantropia,Mundo

Foto: Reprodução

Steve Ludwin, de 51 anos, extrai e injeta em si mesmo veneno de cobras. Ele faz isso há mais de 30 anos, e garante que sua imunidade é impecável. “Percebi que não estava mais ficando doente. Vou completar 14 ou 15 anos sem pegar um resfriado ou uma gripe”, diz. Cuidadosamente, ele segura serpentes pela cabeça para extrair o veneno usando um pote coberto por um plástico. Em seguida, usa uma seringa para coletar a substância. Ludwin lida com as mais perigosas cobras do mundo – e sabe dos riscos que corre. “É extremamente perigoso mexer com isso, obviamente, mas eu aprendi com meus erros e desenvolvi uma técnica muito boa agora”, afirma. Ele admite que já teve muitos problemas com esse hábito pouco usual – quase morreu, por exemplo. “Fui parar na UTI uma vez, há uns três anos. Os médicos me disseram que eu ia morrer, ou que eles teriam que amputar meu braço porque estava muito inchado e ficando preto”, conta. Mas Ludwin quer desenvolver um soro antiofídico que seja seguro e barato para ajudar a salvar vidas. Para isso, cientistas na Dinamarca estão estudando seus anticorpos. O soro antiofídico é produzido a partir do veneno retirado da própria cobra e da hiperimunização de animais, normalmente cavalos. Ele é usado como antídoto quando uma pessoa é picada por uma cobra – a substância neutraliza o veneno no sangue e nos tecidos dessa vítima. Existem diferentes tipos de soros, pois eles dependem do veneno de serpentes distintas. Por isso, em caso de picada, é importante saber descrever em detalhes o tipo de cobra. No Brasil, existe um antídoto polivalente, fabricado a partir do veneno de jararaca e cascavel, para quando não se sabe exatamente qual espécie atacou.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Negócios: Empresa que surgiu na garagem de casa incomoda Natura e Avon

28 de nov de 2017 às 10:01 | em: Brasil,Economia,Mundo,Negócios

Foto: Reprodução

Foi em locais como Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, que a marca de cosméticos Hinode empreendeu um impressionante processo de expansão de números: desde 2014, em meio à maior crise econômica do País, a empresa viu tanto seu faturamento quanto o total de revendedores subir na casa de 1.400% – cerca de 15 vezes. Apostando no poder das classes C e D, a Hinode fechará 2017 com 750 mil consultores e receita de R$ 2,6 bilhões. De mera desconhecida, passou a séria ameaça a gigantes da venda direta, como Natura e Avon. Hoje vista como concorrente a ser combatida, a Hinode – “sol nascente”, em japonês – teve origem humilde: foi criada por Adelaide e Francisco Rodrigues na garagem da casa da família, no bairro Lauzane Paulista, zona norte de São Paulo, há 29 anos. “Usávamos duas mangueiras de soro e a estrutura de uma caneta Bic para encher vidros de perfume”, lembra Sandro Rodrigues, primogênito dos fundadores e presidente da Hinode. A empresa prosperou nos primeiros anos, mas logo estacionou em patamar modesto, com faturamento de R$ 8 milhões ao ano – suficiente para dar conforto aos Rodrigues, mas pouco para tornar a marca relevante. O caminho escolhido para o “salto” do negócio foi o marketing multinível, em que revendedores são remunerados não só pelas próprias vendas, mas também pelas vendas das equipes que formam e das equipes formadas por seus indicados – um caminho não livre de polêmicas. Demorou, porém, quase 20 anos para que a ideia fosse concretizada: a primeira inspiração de Sandro veio numa reunião da americana Amway – que usa esse mesmo conceito -, em 1991, mas a implantação na Hinode só ocorreu em 2008. Apesar da certeza do caminho, ele se revelou árduo: a receita logo caiu 90%. Nos três anos seguintes, a família foi obrigada a vender bens para sustentar a empreitada. “Tive de reunir os diretores numa sala e pedir para eles reduzirem o salário pela metade.” Em 2012, quando a empresa só tinha caixa para sobreviver por três meses, Sandro se deu conta do problema durante uma reunião: os antigos vendedores não tinham o perfil para o modelo multinível, que exigia líderes de equipes. Foi aí, segundo ele, que a sorte da Hinode começou a virar.

Velocidade

Desde então, a empresa manteve o pé no acelerador. Neste fim de semana, reuniu 40 mil pessoas em São Paulo – além de consultores brasileiros, trouxe centenas do Peru e da Colômbia, mercados que começou a abrir no último mês. A convenção anual também serviu para lançar 80 novos produtos, que vão se somar aos 500 itens já existentes. Para se descolar da imagem de “emergente”, a Hinode deve encerrar em breve a venda de perfumes similares a fragrâncias estrangeiras, que foi o esteio do negócio por muito tempo. A empresa também pretende dobrar suas franquias para mil unidades em cinco anos – a meta é adotar um padrão uniforme para a rede. A expansão da Hinode já faz as líderes de mercado olharem atentamente para ela – conforme fontes do setor, Natura e Avon já observam as estratégias da “novata” ao definir seus planos. Procuradas, as duas empresas não quiseram comentar. Um consultor que já atuou na Hinode pondera, porém, que o embate entre estratégias intuitivas e soluções de mercado é um dos desafios do negócio, especialmente em marketing e design de produtos.

Família Rodrigues | Foto: Reprodução

Um parceiro definiu o negócio como “carente de profissionalização”, mas com a vantagem da tomada ágil de decisões, concentradas nos quatro filhos dos fundadores – Sandro, Crisciane (diretora de vendas) Alessandro (marketing) e Leandro (operações). A busca da sofisticação é um dos objetivos de Sandro, que não quer apenas tornar suas marcas mais conhecidas, mas também disputar clientes no embate direto com Avon, Natura e O Boticário. Para 2018, o investimento em marketing deverá ser bem mais pesado. Uma nova agência de publicidade já foi contratada para reposicionar a marca e “furar” o bloqueio para conquistar a classe A. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ação conjunta salva mais de 450 imigrantes no Mediterrâneo

27 de nov de 2017 às 16:35 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Pelo menos 470 imigrantes foram resgatados neste sábado, 25, enquanto viajavam a bordo de várias embarcações no Mediterrâneo Central. A informação da Agência Efe foi dada pela Guarda Costeira italiana, que coordenou a ação de salvamento. Foram cinco operações de salvamento no total, em águas internacionais na região do litoral da Líbia. Os refugiados viajavam em 10 barcos pneumáticos. Participaram do resgate vários barcos da Guarda Costeira italiana, da Marinha Militar italiana, da operação comunitária EUNavforMed e da agência para a proteção de fronteiras europeias Frontex. Ajudaram também uma embarcação mercantil e o navio “Aquarius” da organização humanitária SOS Mediterranée, que acolheu mais de 400 pessoas, entre elas mulheres e crianças, todos “sãos e salvos”.

Outras operações

Neste ano, até 24 de novembro, desembarcaram em portos italianos 115.159 imigrantes resgatados no mar, 32,55% a menos que no mesmo período do ano passado, de acordo com dados facilitados pelo Ministério do Interior em Roma. No entanto, o fluxo migratório desde o norte da África para a Europa, especialmente entre Líbia e a Itália, segue muito ativo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Em um ano, falhas em hospitais causaram a morte de 3 brasileiros a cada 5 minutos, diz estudo

22 de nov de 2017 às 14:58 | em: Mundo,Saúde

Foto: Ilustração

Um levantamento do IESS (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar) divulgado nesta quarta-feira (22) mostra que 829 brasileiros morrem por dia em decorrência de situações que poderiam ter sido evitadas — estimativa que aponta para 3 (2,87) mortes a cada 5 minutos. Em 2016, 302.610 morreram em hospitais públicos e privados em decorrência dessas “falhas”. Erro de dosagem em medicamentos, uso incorreto de equipamentos e infecção hospitalar estão entre as causas evitáveis. Segundo a pesquisa, dos 19,1 milhões de brasileiros internados em hospitais ao longo de 2016, 1,4 milhão passou por pelo menos um evento que poderia ter sido prevenido. Dentre as maiores vítimas, estão bebês com menos de 28 dias e idosos com mais de 60 anos. Nesse grupo, quedas no hospital, infecções localizadas da cirurgia, trombose venosa e embolia pulmonar estão entre as causas evitáveis mais frequentes. Ainda, infecções associadas ao uso de sonda e a de cateter venoso central são causas comuns que poderiam ter sido evitadas, aponta o levantamento. A pesquisa acompanhou 240.128 pacientes que tiveram alta hospitalar entre o início de julho de 2016 e final de junho de 2017. O estudo teve como um dos responsáveis o médico Renato Couto, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualidade dos hospitais no país

O trabalho cita um trabalho de 2009 (“Desempenho hospitalar no Brasil”, de La Gorgia e Couttolenc) para situar a qualidade dos hospitais no páis. Segundo esse estudo, o hospital brasileiro típico tem pequeno porte e tem apenas 34% da eficiência se comparado aos melhores hospitais do país. Os hospitais brasileiros também possuem modelos de gestão inadequados e pagamento com base na produção. Ainda, 60% dos hospitais têm até 50 leitos, contra um porte mínimo recomendado de 200 leitos. Na conclusão, os autores do levantamento apontam ser necessário qualificar a rede hospitalar brasileira, incluindo a gestão baseada em normas certificáveis. Uma melhor padronização, afirmam, melhora o resultado de redes assistenciais.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Londres terá ônibus movido a borra de café

21 de nov de 2017 às 16:48 | em: Mundo

Foto: Ilustração

Os ônibus públicos de Londres, incluindo aquele tradicional de dois andares, serão movidos a café, já a partir desta semana. A startup britânica bio-bean fez parceria com a Shell e Argent Energy para criar um biocombustível à base de óleo extraído de borras de café, que será usado nos ônibus à diesel. A empresa produziu 6 mil litros de óleo de café para o projeto piloto com o empresa pública de transporte de Londres – combustível suficiente pra que um ônibus possa circular durante um ano. Isso equivale a 2,55 milhões de xícaras de café.

Como

A startup recolhe as borras de café descartadas de cafeterias em restaurantes e fábricas, e transporta para uma instalação de reciclagem. Lá, o material passa por uma secagem antes de o óleo de café ser extraído. O óleo de café é então misturado com outros combustíveis para criar biocombustíveis B20, que podem ser usados em um ônibus à diesel, sem necessidade de modificá-lo. “O café gasto contém compostos valiosos, tornando-o uma matéria-prima ideal para produzir combustíveis limpos”, diz a empresa em seu site.

Desperdício

Esta é a primeira vez que o café é usado no sistema de transporte londrino. “É um excelente exemplo do que pode ser feito quando começamos a pensar no desperdício como um recurso inexplorado”, disse o fundador da bio-bean, Arthur Kay. A bio-bean estima que a Grã-Bretanha produza 500 mil toneladas de café por ano, a maioria dos quais é descartada em aterros onde podem emitir gases nocivos. A bio-bean informou que ainda não há um “acordo formal” para continuar usando seu óleo de café em Londres, mas espera encontrar rapidamente novos mercados e aplicações. “Existe um enorme potencial para que este projeto se expanda nos EUA, que absorve mais café no planeta, 400 milhões de copos por dia”, afirmou a empresa num comunicado.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Presidente do Irã declara fim do Estado Islâmico

21 de nov de 2017 às 16:27 | em: Mundo

Foto: Ilustração

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, declarou o fim do Estado Islâmico em pronunciamento transmitido pela televisão estatal nesta terça-feira. Simultaneamente, o chefe do Estado Maior da Rússia, Valere Guerasimovi, destacou que a “fase ativa de operações militares” na Síria está “perto do fim”. Irã e Rússia apoiam o governo sírio de Bashar al-Assad na guerra civil de mais de seis anos contra grupos de rebeldes e de terroristas. O Estado Islâmico, que chegou a controlar parte da Síria e do Iraque, sofreu sucessivas derrotas militares ao longo de 2017 nos dois paises. No último mês, os extremistas se viram encurralados em seu último reduto urbano, Albu Khamal, no Iraque. Os jihadistas chegaram a ser expulsos, mas conseguiram reaver parte do território. Mesmo assim, para forças iraquianas, a retomada de Albu Khamal revela a derrocada do projeto político do Estado Islâmico na região. “Hoje, com a guia de Deus e a resistência do povo da região, podemos dizer que este mal foi retirado da cabeça das pessoas ou foi reduzido. Claro que os restos permanecerão, mas a fundação e as raízes foram destruídas”, destacou Rouhani no pronunciamento. As forças iraquianas retomaram, na sexta-feira, a cidade fronteiriça de Rawa, que era dominada por extremistas, e indicaram o colapso do autoproclamado califado pelas terras do Iraque e da Síria. O general Qassem Soleimani, um comandante graduado da Guarda Revolucionária do Irã, também declarou o fim do grupo terrorista em mensagem enviada ao líder supremo do país nesta terça-feira, que foi publicada no site de notícias da força, o Sepah News. Vídeos e fotos de Soleimani, que comanda o braço da Guarda Revolucionária responsável pelas operações fora do Irã, na linha de frente de batalhas contra o Estado Islâmico no Iraque e na Síria têm sido publicados frequentemente pela mídia iraniana nos últimos anos. Na semana passada, foram publicadas fotos de Soleimani em Albu Kamal, no leste da Síria, a cidade que Soleimani disse ter sido o último território tomado ao Estado islâmico na região. A Guarda Revolucionária, a força militar mais poderosa do Irã, tem apoiado o presidente sírio, Bashar al-Assad, e o governo de Bagdá há anos. Mais de mil membros da força, incluindo comandantes, foram mortos na Síria e no Iraque.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Conheça o livro “Os Erros Fatais do Socialismo”, de Fredrich A. Hayek

19 de nov de 2017 às 12:23 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Faro Editorial já disponibilizou uma primeira edição de Os Erros Fatais do Socialismo, obra de Friedrich August von Hayek originalmente lançada em 1989.  Hayek desenvolveu suas pesquisas favoráveis à pureza do mercado, fosse durante a Grande Depressão de 1929, fosse durante a expansão econômica ocorrida após a Segunda Guerra, creditada mesmo pelos países capitalistas ocidentais ao planejamento econômico governamental em um cenário democrático. Em Os Erros Fatais do Socialismo, organizado com a ajuda da assistente Charlotte Cubitt, o autor identifica o capitalismo como uma ordem ampliada da cooperação humana. A civilização só pode ser compreendida quando se reconhece que tal ordem é resultado da evolução de práticas tradicionais e morais, difundidas por seleção evolutiva, que beneficiaram os grupos que as adotaram. Apesar de não negar à razão o poder de perseguir a justiça social através de normas e instituições, Hayek defende que o capitalismo precisa ser conservado por ser mais capaz de utilizar todo o conhecimento disperso. Neste sentido, a propriedade privada é benéfica por transferir a orientação da produção das mãos de alguns indivíduos, que tem conhecimento limitados, para uma ordem ampliada, que faz o máximo uso do conhecimento de todos. A base material da população mundial é capitalista. Agir contra tal realidade a fim de obter melhorias éticas ou instintivamente gratificantes poderia condenar bilhões de pessoas à morte e à miséria. Nem o Socialismo, nem nenhuma outra forma de organização do mercado poderia sustentar a atual população mundial. É um livro que visa o público em geral, especialista ou não. A linguagem é clara e os temas vão além da Economia: o autor discute o que acredita ser influência socialista na linguagem e o papel da religião no desenvolvimento das tradições morais. Acima de tudo, a obra é recomendada a quem, de direita ou de esquerda, não tem alergia ao conhecimento. Veja onde você pode encontrar o livro clicando aqui.

Ficha Técnica:

Titulo: Os erros fatais do Socialismo – Por que a teoria não funciona na prática
Autor: F. A. Hayek
Número de páginas: 240
Formato: 16×23 cm
ISBN 978-85-62409-97-4

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Série de fotos ressalta beleza do cabelo afro para inspirar outras garotas

19 de nov de 2017 às 12:11 | em: Mundo
Galeria de fotos
  • Foto: Reprodução

Para acompanhar melhor o trabalho do casal, clique aqui.

 

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Planeta potencialmente habitável é descoberto perto da Terra

17 de nov de 2017 às 16:47 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Cientistas descobriram um novo planeta parecido com a Terra. Ele fica a 11 anos-luz – cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros – do sistema solar, bem perto, em termos cósmicos. Tudo indica que o novo astro pode apresentar água líquida em sua superfície, condição fundamental para ser considerado habitável, informou nesta quarta-feira o Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês), responsável pela descoberta. O planeta, que foi chamado de Ross 128 b, orbita uma estrela anã vermelha inativa, o que pode aumentar as probabilidades de reunir as condições necessárias para abrigar vida, de acordo com o estudo publicado pela revista Astronomy & Astrophysics. A equipe responsável pela descoberta utilizou o caçador de planetas HARPS (sigla em inglês para “motor de busca de alta precisão por velocidade radial”) da ESO. Esse equipamento está instalado no Observatório La Silla, no Chile.  Na lista dos planetas habitáveis, o novo achado é o segundo mais próximo da Terra – atrás apenas de Proxima b. Segundo o Observatório, ele será um alvo perfeito para o Extremely Large Telescope (ELT, na sigla em inglês), um dos principais telescópios do ESO, buscar biomarcadores na sua atmosfera.

O planeta

O exoplaneta tem baixa massa e seu tempo de órbita ao redor da anã vermelha Ross 128 é 9,9 dias. Apesar de estarem entre as estrelas mais comuns, as anãs vermelhas são bons objetos para a busca de exoplanetas. Como apresentam temperaturas relativamente baixas para uma estrela – a Ross 128, por exemplo, tem metade da temperatura do Sol –, é mais provável encontrar água em estado líquido nos planetas que as orbitam do que em outros sistemas planetários. Segundo o ESO, o astro Ross 128 b está, ainda, se movendo na direção da Terra. Isso significa que, em até 79.000 anos, ele poderá se transformar no “vizinho estelar mais próximo”, um “piscar de olhos em termos cósmicos”. Com os dados do HARPS, a equipe descobriu que Ross 128 b orbita 20 vezes mais perto de sua estrela que a distância entre a Terra e o Sol. Ele também recebe 1,38 vez mais radiação do que a Terra e calcula-se que a sua temperatura de equilíbrio se encontre entre -60 e 20 graus Celsius. A próxima etapa será estudar com mais detalhes as suas atmosferas, as suas composições e químicas em busca de biomarcadores, como o oxigênio.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Terremoto na fronteira entre o Irã e o Iraque deixa mais de 450 mortos

14 de nov de 2017 às 15:51 | em: Mundo

Foto: Reprodução

O terremoto de magnitude 7,3 registrado perto da fronteira entre o Irã e o Iraque neste domingo (12) deixou pelo menos 452 mortos e mais de 6,6 mil feridos, de acordo com informações divulgadas pela televisão estatal iraniana nesta terça-feira (14). Autoridades ainda admitem que os números devem subir à medida em que as equipes de resgate alcancem áreas mais remotas do país. Entre as vítimas fatais estão oito iraquianos. O tremor deixou diversas cidades do Irã e do Iraque sem energia elétrica e provocou deslizamentos de terra que dificultam o resgate das vítimas. O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, ofereceu seus pêsames nesta segunda-feira (13) e ordenou que todas as agências do governo prestem socorro para apoiar as pessoas atingidas pelo abalo sísmico.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

China e Taiwan desenvolvem satélite para prever terremotos

14 de nov de 2017 às 15:49 | em: Mundo

Foto: Ilustração

A pesar do seu tradicional confronto político, China e Taiwan fecharam um acordo para cooperar em um satélite de detecção de ondas eletromagnéticas que possa prever terremotos. A previsão é que o satélite seja lançado no próximo ano. As informações foram publicadas neste domingo (12) no jornal de Hong Kong “South China Morning Post”. Alguns terremotos geram anomalias eletromagnéticas antes de ocorrer e este projeto tentará detectar esses fenômenos para tentar prevê-los. Os tremores afetam com regularidade e gravidade tanto a China quanto Taiwan. Esta cooperação entre Pequim e Taipé é um marco, mais ainda levando em conta a atual má relação política após a chegada ao poder no ano passado da atual presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen. Após a chegada da presidente, que vem de um partido com tendência separatista, a China congelou boa parte das relações com o território. “Esta é a primeira vez. Nunca ouvi de uma cooperação com Taiwan de qualquer tipo neste campo. Esse tipo de dado é normalmente secreto”, afirmou ao jornal Li Zaoshe, pesquisador da Academia de Ciências da China, em Pequim. O segredo ocorre nesses casos porque os satélites podem ter um importante uso militar, como a localização de estações de radar ou centros de lançamento de mísseis.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Homens armados atacam rede de televisão em Cabul e duas pessoas são mortas

07 de nov de 2017 às 10:44 | em: Mundo

Foto: Ilustração

Um grupo de homens armados atacou nesta terça-feira (7) o canal privado de televisão Shamshad TV, em Cabul, capital do Afeganistão. Fontes da emissora e da polícia local informaram que até o momento um guarda de segurança e um terrorista morreram. “O nosso recinto foi atacado e o tiroteio ainda continua”, disse um funcionário da Shamshad TV. O porta-voz da Polícia de Cabul, Basir Mujahid, disse que “vários homens atacaram a Shamshad TV, em Cabul, depois de terem matado um guarda de segurança”. O porta-voz do Ministério do Interior, Najib Danish, afirmou que “entre dois e três terroristas entraram na Shamshad TV e um deles foi morto até o momento, depois que as forças de segurança entraram no complexo”. “Estamos fazendo todo o possível para abater os outros”, disse ele, observando que “embora ainda não está claro” há informações de dois funcionários com ferimentos leves. A maioria dos funcionários deixou o local, mas ainda há gente dentro do edifício, afirmou Danish.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Cientistas do Brasil e da França fazem parceria em estudo de combate ao câncer

07 de nov de 2017 às 10:23 | em: Mundo

Foto: Ilustração

Cientistas brasileiros e franceses se uniram na pesquisa de tratamentos para alguns tipos de cânceres raros, a começar pelos sarcomas. A parceria foi firmada na semana passada, entre o Hospital A. C. Camargo Câncer Center, que oferece diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa no Brasil, e um dos mais respeitados centros europeus de pesquisa do câncer, o Institut Curie, fundação privada e sem fins lucrativos da França. A superintendente de pesquisa do A. C. Camargo, Vilma Martins, explica que sarcomas são tumores com 70 subtipos que afetam as estruturas moles, que correspondem à metade do peso do corpo humano, como músculos, gordura, tendões e nervos periféricos. O paciente com sarcoma apresenta um pequeno nódulo indolor, chamado de lobinho, no local afetado. O nódulo cresce rápido e pode atingir grandes dimensões. “Sarcomas são relativamente raros e também são agressivos. Há poucas possibilidades terapêuticas”, esclarece a especialista. O tratamento envolve cirurgia para a retirada do tumor, radioterapia antes ou após a cirurgia e quimioterapia, usada para diminuir a incidência de metástases. Em sarcomas de alto grau, são combinadas as três modalidades. No estudo, pacientes em tratamento nos centros de pesquisa servirão de amostra. Médicos, residentes e cientistas farão intercâmbio entre os dois países para a troca de informações. “Isso vai agregar pessoas também de outras áreas. Será promissor”, afirma a superintendente. Segundo ela, a parceria não tem prazo de término e existe a expectativa de que o combate a outros tipos de cânceres raros também sejam estudados.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

“O homem mais rico da história”, de quem você talvez nunca tenha ouvido falar

05 de nov de 2017 às 09:47 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Se estivesse vivo hoje, Jakob Fugger (1459-1525) seria, calcula-se, mais rico que Bill Gates, Warren Buffet, Carlos Slim e Mark Zuckerberg juntos. O banqueiro alemão – apelidado de “O rico” – chegou a acumular, ao longo da vida, uma fortuna equivalente ao que hoje seriam US$ 400 bilhões (R$ 1,2 trilhão), segundo o biógrafo Greg Steinmetz. Ex-editor do Wall Street Journal, Steinmetz considera Fugger o homem mais rico da história, e foi esse o título que deu ao livro que escreveu sobre o banqueiro em 2015. Embora muitas pessoas levantem ressalvas à comparação da riqueza em diferentes períodos históricos, de uma coisa Steinmetz se diz seguro: “Jakob Fugger foi sem dúvida o mais poderoso banqueiro de todos os tempos”, disse ele à BBC Mundo, o serviço da BBC em espanhol.

Foto: Reprodução

Em que ele baseia essa afirmação?

“No Renascimento, a época em que Fugger viveu, o mundo era controlado por duas figuras: o imperador romano e o papa. E Fugger financiou os dois”, diz o biógrafo. Na avaliação de Steinmetz, nenhum banqueiro em toda a história teve tanta influência sobre o poder político como Fugger. “Fugger decidiu que o rei da Espanha, Carlos 1º, deveria ser o imperador de Roma e o fez vencer a eleição (com o nome de Carlos 5º)”, disse ele. “Carlos 5º colonizou o Novo Mundo. A história não seria a mesma se não tivesse chegado ao poder.”

Confira mais em BBC Brasil.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Mãe de 98 anos se muda para asilo para cuidar do filho de 80

31 de out de 2017 às 18:14 | em: Mundo

Foto: Reprodução

Ada Keating, de 98 anos, se mudou para um asilo em Liverpool, na Inglaterra, para cuidar do seu filho Tom, que tem 80 anos. O homem nunca se casou e sempre morou com a mãe, mas teve que ir para a casa de repouso Moss View em 2016, pois precisou de mais apoio e cuidados diários. Pouco mais de um ano depois, Ada decidiu se juntar a ele para que os dois ficassem próximos e ela pudesse cuidar dele também. “Eu dou boa noite para Tom no quarto dele todas as noites. Depois, vou e dou bom dia e digo que vou descer para o café da manhã”, contou a senhora ao jornal Liverpool Echo. “Quando eu saio para ir ao cabeleireiro, ele vai ver quando estarei de volta. Quando eu chego, ele vem até mim com os braços estendidos e me dá um grande abraço. Você nunca deixa de ser mãe”, contou Ada. Tom considera a casa de repouco muito boa e afirma estar feliz agora que vê a mãe mais vezes, depois que ela foi morar lá. “Ela é muito boa cuidando de mim. Às vezes ela diz ‘comporte-se!'”, contou ele. De acordo com o site Estadão, Tom foi o primogênito entre os quatro filhos que Ada teve com o falecido marido, Harry. Seu nascimento foi seguido pelo das irmãs Barbara, Margi e Janet, tendo a última falecidos aos 13 anos de idade. Debi Highman, neta de Ada, e outros membros da família visitam frequentemente o asilo e estão felizes que mãe o filho possam estar juntos novamente. “Não há separação para eles. É reconfortante para nós que eles cuidam um do outro 24 horas por dia”, diz ela. O gerente da casa de repouso, Phillip Daniels, admira a união que os dois tem. “É muito emocionante ver a estreita relação que os dois compartilham, e estamos satisfeitos que pudemos atender às necessidades deles”, afirmou ele. “É muito raro ver mãe e filho juntos na mesma casa de repouso e nós certamemte queremos fazer desse tempo deles o mais especial possível. Eles são inseparáveis”, finalizou Phillip.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.