Filantropia

Presos salvam guarda que estava morrendo e ganham 2 surpresas

26 de jun de 2017 às 15:45 | em: Filantropia

Foto: Reprodução

Presos de uma cadeia dos Estados Unidos salvaram o chefe da segurança da cadeia Polk County Jail, na Geórgia. Os prisioneiros estavam trabalhando do lado de fora, aparando a grama, quando o oficial, que pediu para não ser identificado, teve um ataque, entrou em colapso e ficou inconsciente. Os detentos poderiam ter pego a van, a arma e fugido, mas, preocupados com a saúde do guarda, eles correram para salvar a vida dele. Os condenados perceberam que o homem não estava respirando e rapidamente retiraram o cinturão de armas e o colete à prova de balas do carcereiro para fazer a chamada RCP – reanimação cardiopulmonar. Durante a reanimação cardiorrespiratória um dos presos pegou o telefone do oficial e chamou o 911, o serviço de emergência americano. Deu tempo. Logo após a chegada dos médicos, o guarda voltou a respirar novamente. O oficial foi então levado ao hospital e se recuperou do incidente.

Duas surpresas

A boa ação rendeu duas boas surpresas para os condenados. Como agradecimento pela gentileza, a família do policial pagou o almoço e a sobremesa para os seis detentos. Já o xerife do condado de Polk, Johnny Moats, disse que vai reduzir em 25% as sentenças de prisão dos seis presos. Os detentos dizem que fizeram a coisa certa. “Quando isso aconteceu, na minha opinião, não se tratava de quem está preso e quem não está. Era um homem que estava morrendo e nós tínhamos que ajudá-lo”, disse Greg Williams.

Ex-traficante hoje ajuda jovens a ficarem fora das drogas

25 de jun de 2017 às 09:25 | em: Filantropia

Foto: Reprodução

Jaquan Adams é um ex-traficante que está tentando se redimir e devolver à comunidade o que ele tirou. O homem é de West Side, tem 28 anos e agora dedica seu tempo livre dando aulas gratuitas de ginástica no Lione Park. Adams passou quatro anos na prisão por vender drogas aos vizinhos, o que acabou destruindo famílias. “Quando eu fui preso, tive muito tmepo pra pensar que era hora de reparar o que fiz”, disse Adams antes de uma de suas aulas semanaiw no Lione Park, em Stamford, EUA. “Isso me tornou uma pessoa melhor hoje “. Adams confessa que enquanto vendia drogas a seus amigos e vizinhos, ele mantinha o próprio vício. “Eu fui viciado em dinheiro”, disse ele. “Eu sei que machuco muitas famílias com isso. Eu tirei muito de muitas pessoas. É hora de devolver “. Adams lembrou sua juventude no West Side, e os tempos difíceis que sua família enfrentou financeiramente. “Quando eu era mais jovem, os caras que eu procurava eram traficantes de drogas. Isso é tudo que eu sabia “, disse. Nove meses depois de sua prisão, ele conta que caiu a ficha. Jaquan Adams teve remorso pelo que fez e por como isso acabou afetando as pessoas que amava em casa. Ele começou a escrever cartas e fazer chamadas telefônicas para as famílias que ele vendeu drogas, pedindo desculpas e prometendo corrigir. “Realmente me atingiu”, disse ele. “Comecei a perceber o que fiz”. Depois que deixou a prisão, Adams conseguiu se formar como personal trainer. Ele estudou no Westhill High School, mas aprendeu muito sobre saúde e fitness enquanto ele estava preso.

Aulas gratuitas

Jaquan Adams cobra apenas as aulas individuais, mesmo assim, ele garante que ele não cobra da maioria de seus clientes, crianças do ensino médio. “Muitas dessas crianças não têm nenhuma orientação. Estou apenas tentando mostrar pra elas que há coisas muito melhores para elas lá fora. Eu quero que vejam que há uma saída.” Nascido e criado no West Side, Adams decidiu não voltar ao bairro quando ele foi libertado da prisão e, em vez disso, mora com uma tia em North Stamford. “Quando se trata da mudança, você tem que ter determinação”, disse. “Eu sinto que posso ajudar todos aqui”, disse ele, gesticulando para a multidão em Lione Park. “Estou aqui para mudar vidas através da atividade física e elevar a auto-estima das pessoas”. Ele confessa ainda que sonha em ter uma academia fora de Stamford. Mesmo assim, ainda quer fazer o trabalho com as crianças e adolescentes. “Quando eles me vêem fazendo o bem, eles querem fazer o mesmo.”

População faz fila para doar sangue, sensibilizada com tragédia na BR-101

23 de jun de 2017 às 14:27 | em: Filantropia

Foto: Reprodução

A solidariedade do brasileiro chamou a atenção depois da tragédia desta quinta, 22, na rodovia BR-101, em Guarapari, no Espírito Santo: um ônibus intermunicipal, uma carreta e duas ambulâncias bateram e deixaram ao menos 21 mortos e 21 feridos. Logo depois do acidente os capixabas lotaram o Hemocentro do Estado do Espírito Santo (Hemoes), em Vitória. De acordo com relatos, a procura por doações de sangue foi tanta que o Hemoes encerrou a distribuição de senhas por volta das 14h. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) agradeceu a solidariedade dos capixabas. Disse que todas as doações são muito importantes, mas, para que todos os doadores voluntários possam ser atendidos, é necessário que as pessoas compareçam às unidades do Hemoes gradativamente. Em Vitória o hemocentro estadual funciona também no sábado e estará aberto das 7h às 19 horas para receber os doadores voluntários.

Unidade móvel

A unidade móvel do Hemoes estará no pátio do hemocentro estadual, em Vitória, nesta sexta-feira (23), a partir das 7 horas, mesmo horário em que o hemocentro começa a funcionar. O ônibus será usado para aumentar a capacidade de atendimento do serviço, já que muitas pessoas estão se disponibilizando a doar sangue.

Ambulante que devolveu dinheiro errado ganha emprego

20 de jun de 2017 às 15:27 | em: Filantropia

Foto: Reprodução

Lembra do ambulante senegalês Rarin, que devolveu uma nota de 100 reais dada por engano por um cliente? Releia aqui. O jovem de 23 anos acaba de ganhar, duas semanas depois,sua segunda recompensa por ter sido honesto. Ele conseguiu um emprego e vai deixar de ser vendedor ambulante para ter carteira assinada. Rarin vai trabalhar na rede de Postos Vips, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Ele deverá receber de R$ 3 a R$ 4 mil, entre salário e gorjeta. A informação foi dada pelo empresário, Roberto Schotkis, de 51 anos, em sua página no Facebook. Foi Roberto quem deu a nota errada, durante uma compra que fez do senegalês no começo do mês.

História

No último dia 6, Rarin vendia pequenos objetos em uma rua do centro de Porto Alegre, quando o empresário comprou cadarços por 5 reais. Como pagamento, ele deu 3 notas de 2 reais. Só que uma delas era de 100 e não de 2 reais. Roberto se confundiu “porque as duas são azuis”.Quando o empresário virou as costas e estava indo embora, sentiu alguém cutucando seu ombro. Era Rarin, que correu atrás do cliente para avisar do engano.

Veja o que 3 vigilantes fizeram por este idoso

19 de jun de 2017 às 15:37 | em: Filantropia

Foto: Reprodução

Três vigilantes do INSS no Paraná fizeram, e continuam fazendo até hoje, um trabalho humanitário espetacular para um idoso esquizofrênico que foi todo sujo, barbudo e cabeludo fazer perícia médica para seu auxílio doença. O homem não pôde ser atendido porque ninguém conseguia chegar perto dele. “Ele estava há 7 meses sem tomar banho… muito sujo, com odor muito forte” e carregava em baixo da camiseta “uma sacola com restos de comida estragada”. Sabe o que eles fizeram? Com carinho convenceram o idoso  que é arredio por causa da esquizofrenia a recebê-los na casa dele, a 60 km do posto, para tomar um banho e depois fazer a perícia.

Foto: Reprodução

Mas os vigilantes descobriram muito mais. “Seu Antonio é agressivo mesmo. Não deixa as pessoas se aproximarem dele. A irmã dele nos contou que pessoas com farda, policial, vigilantes como nós, ele respeita”, contou o vigilante Ricardo Souza, de 29 anos. Dias depois, lá foram eles vestindo fardas antigas, até Querência do Norte, onde mora Seu Antonio, de aproximadamente 60 anos: “Levamos roupas limpas, produtos de higiene, tesoura e máquina de cotar cabelo” Quando chegaram na casa, Ricardo, Fábio Henrique, de 31 anos e Ricardo Luiz de Castro, de 33, conseguiram mais do que dar banho no seu Antonio: cortaram as unhas dele, os cabelos, fizeram a barba, e lavaram toda a casa do homem, que sofre de um outro transtorno: é acumulador de lixo.

Cipe Nordeste realiza São João Solidário; doe alimentos na rádio de sua cidade

29 de maio de 2017 às 16:00 | em: Filantropia,Policia,Região Sisal

A Cipe Noreste divulgou que iniciará a campanha São João Solidário 2017. “Estaremos divulgando nas rádios o São João solidário da Cipe Nordeste. Iremos eleger os Povoados mais carentes que integram as nossas Bases. Peço o empenho e a colaboração de todos”, disse o Major Wellington. Doe os alimentos na rádio de sua cidade ou comunidade. O objetivo é ajudar ao próximo.

População de Barrocas faz campanha para localizar familiares de andarilho

27 de maio de 2017 às 08:53 | em: Barrocas,Filantropia

Foto: Reprodução | Jornal A Nossa Voz

Desde a sexta-feira (19), circulam nas redes sociais fotos de um homem que aparenta sofrer de problemas psicológicos. Ele é visto caminhando sem rumo pelas ruas da cidade e também na Zona Rural de Barrocas. A população, ao tempo que se preocupa, também é solidária, algumas pessoas entraram em contato com o Jornal A Nossa Voz na tentativa de ajudar a encontrar familiares do andarilho, outras ajudam com alimentos: “Esse rapaz está andando na cidade desde sexta e ninguém sabe quem é, seria interessante fazer uma matéria para tentar localizar a família” sugeriu uma servidora municipal.

Foto: Reprodução | Jornal A Nossa Voz

O Jornal A Nossa Voz procurou o homem e o encontrou em uma casa em construção no Povoado de Riacho Grande, localizado a cerca de 3km da sede do município. Questionado sobre sua identidade, afirmou que se chamava Junior, e tinha 29 anos, com ele, carrega apenas objetos pessoais. Pessoas da localidade afirmam que ele pede comida e café nas residências. Ao repórter Victor Santos, o andarilho contou que é natural de Cubati, município localizado na região do Seridó Oriental no estado da Paraíba. O homem revelou ainda que se alimenta quando lhe oferecem comida: “cuscuz, macarrão ou pão”. Sobre a sua saúde mental, afirmou que toma remédios controlados como Diazepam.

Foto: Reprodução | Jornal A Nossa Voz

Sobre os familiares dos quais perdeu o contato, contou que eles viajaram depois que a casa onde morava caiu.  A Policia Civil e a Secretaria Municipal de Assistência Social foram informadas do caso e confirmaram que irão averiguar a situação. Se você tem informações ligue para o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) através do (75) 3608-2253 ou com redação do Jornal A Nossa Voz 75 99189-6185. (Jornal A Nossa Voz).

Bilionário doa sua fortuna para ajudar a salvar oceano

22 de maio de 2017 às 11:11 | em: Filantropia,Mundo

Foto: llustração

Um bilionário da Noruega está doando boa parte de sua fortuna, estimada em 2,7 bilhões de dólares – mais de 6,2 bilhões de reais – para ajudar a salvar os oceanos. Kjell Inge Røkke, mandou fazer um imenso navio auto-sustentável de expedição e pesquisa (REV) para sugar o plástico do mar e reciclar até 5 toneladas desse material por dia. (vídeo abaixo) “Os oceanos  estão sob a maior pressão da sobrepesca, poluição costeira, destruição do habitat, alterações climáticas, acidificação dos oceanos, e um dos desafios mais prementes de todos, a plastificação do oceano. A necessidade de conhecimento e soluções é urgente”, diz o bilionário.  O REV vai viajar com um laboratório móvel para que cientistas monitorem e observem os ecossistemas do oceano.No dia-a-dia o navio vai acolher 60 cientistas e 40 membros da tripulação. Ele também terá instalações reservadas para acomodar até 36 convidados e 54 membros da tripulação. Os cientistas a bordo terão equipamentos de pesquisa de alta tecnologia para observar adequadamente os oceanos. Røkke espera que a equipe aproveite as instalações para descobrir novas maneiras de ajudar e nutrir ecossistemas do oceano. O navio, construído em colaboração com o World Wildlife Fund, foi concebido para ter os mais elevados padrões ambientais. Quando for concluído, ele será considerado o maior iate do mundo.

Gratidão

Kjell Inge Røkke conta que ficou rico graças ao mar, por isso quer retribuir. “Eu sou um pescador, e curioso por natureza. Os recursos dos oceanos e do fundo do mar têm proporcionado um valor significativo para a sociedade – e também para a minha família e eu. Por isso, estou muito grato. ” Veja como será o navio e como ele vai ajudar a limpar os oceanos:

Alunos usam faculdade pra melhorar vida de idosos abandonados

17 de maio de 2017 às 08:57 | em: Brasil,Filantropia

Foto: Reprodução

Alunos de uma faculdade gratuita estão colocando em prática aquilo que aprendem na teoria para melhorar a vida de idosos em situação de abandono, que vivem em uma casa para velhinhos em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Essa verdadeira inspiração vem de 50 alunos exemplares que estão arregaçando as mangas para ajudar. Eles fazem cursos de Administração, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Computação e Engenharia de Controle e Automação da Faculdade de Tecnologia Termomecanica-FTT (São Paulo).

Foto: Reprodução

Baseados no que aprendem nos cursos eles já desenvolveram gratuitamente 7 projetos diferentes para os vovôs, entre eles, um sistema de aquecedor solar para diminuir a conta de luz da ONG em até 40 por cento e a motorização de cadeiras de rodas para melhorar a mobilidade dos idosos. Os estudantes também implantaram um software para cadastro de doadores e isso poderá ajudar a ONG a angariar recursos pra futuros eventos. Um dos principais projetos é o desenvolvimento de cadeiras motorizadas para os idosos. Pra se ter uma ideia, as cadeiras motorizadas custam, em média, 7 mil reais cada uma. As cadeiras desenvolvidas por eles custarão RR 2.5 mil reais apenas.

Jovem de Nordestina com leucemia necessita de doação de sangue com urgência

15 de maio de 2017 às 14:52 | em: Filantropia,Nordestina

Foto: Reprodução

O jovem Marcus Paulo Araújo Mendes, 23 anos, morador de Nordestina, está internado há duas semanas no Hospital Dom Pedro, em Feira de Santana. Ele está se tratando de uma leucemia aguda e necessita com urgência de sangue. O tipo de sangue dele é O – (O negativo), mas também pode receber doações dos tipos sanguíneo A, B, AB, desde que seja negativo. As doações devem ser feitas no Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Feira de Santana (IHEF), de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. Instituto de Hematologia e Hemoterapia (IHEF) funciona na Avenida. Getúlio Vargas, 844, no Centro de Feira de Santana – Outras informações através dos telefones: (75) 2101-5020/ 75 9 91593196.

Doar sangue

Doar sangue é seguro e qualquer pessoa em boas condições de saúde com 16 a 67 anos que queira prestar um ato de solidariedade, pode comparecer ao IHEF e doar. Para doar sangue, os voluntários devem apresentar um documento oficial com foto, como Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho ou Carteira de Habilitação, válido em todo território nacional. É preciso ainda, preencher um cadastro com informações básicas e responder a um questionário. Em seguida, os possíveis doadores passam por uma triagem, que serve para examinar os sinais vitais, a exemplo da pressão, pulso e temperatura. Os candidatos à doação de sangue que já tiverem sido vacinados contra a gripe deverão aguardar 15 dias para doar, a partir da data da vacinação, já os vacinados contra a febre amarela devem aguardar 30 dias. O doador precisa cumprir alguns pré-requisitos, como, pesar acima de 50 kg e comparecer ao serviço bem alimentado. É importante lembrar que até 4h antes da doação, é necessário evitar a ingestão de alimentos gordurosos. Pessoas com febre, gripe ou resfriado, assim como grávidas e mulheres no pós-parto, não podem doar temporariamente.