Educação

Colégio em Araci dispõe de laboratórios especializados para o desenvolvimento de atividades práticas

15 de out de 2019 às 11:14 | em: Araci,Educação

Foto: Divulgação

Além de uma proposta pedagógica bem definida e uma equipe qualificada, o Colégio Ideia possui instalações adequadas fundamental para o sucesso educacional com os mais modernos equipamentos. Dentro desta concepção, o Ideia possui salas de aula confortáveis e climatizadas. Com o intuito de complementar e aprofundar os conhecimentos trabalhados nas salas de aula, o Colégio Ideia dispõe laboratórios de Ciência, com objetivo de desenvolver experiências que levem o estudante a um aprendizado concreto.

Foto: Divulgação

“A aula prática é uma maneira eficiente de ensinar e melhorar o entendimento dos conteúdos de Química, Física e Biologia, facilitando a aprendizagem”, disse o diretor do colégio, Thadeu Pinheiro. “Para que a compreensão ocorra satisfatoriamente, devemos tomar como elemento facilitador a exposição teórica juntamente com outras ferramentas de ensino, como a execução de práticas experimentais, de forma a desenvolver no aluno o seu senso crítico para relacionar o aprendizado às transformações do cotidiano, pois se trata de uma ciência extremamente prática que tem grande impacto no dia a dia”, completou Thadeu. O Laboratório foi pensado para reforçar questões trabalhadas em sala de aula. A ideia é despertar nos estudantes maior interesse nas ciências relacionadas, mostrando a eles exemplos práticos e reais em que é possível aplicar o conteúdo teórico.

Galeria de fotos
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Realizando sonhos: Idosa lança primeiro livro aos 101 anos

04 de out de 2019 às 16:14 | em: Educação,Mundo

Foto: Reprodução

Sarah Yerkes que, aos 101 anos de idade, acaba de publicar o seu primeiro livro de poesias. “Days of Blue and Flame” é o nome da obra de Sarah, que começou a escrever aos 90 anos. Formada pela Escola de Design da Universidade de Harvard, Yerkes tem décadas de carreira como arquiteta e posteriormente, escultora, mas a profissão foi ficando inviável fisicamente pra ela. Uma colega residente em Ingleside, em Rock Creek, a comunidade de aposentados em Washington onde ela mora, começou a fazer uma aula de poesia, então Yerkes se juntou a eles. Há 3 meses, aos 101 anos, ela lançou sua primeira coleção de poemas, “Days of Blue and Flame”, publicada pela Passager Books na Universidade de Baltimore.

Paixão por escrever

O livro é a mais recente versão de uma mente criativa que trabalha com forma e estilo há quase um século. “Eu realmente sinto que as boas fadas estavam sobre o meu berço, me dando o poder de criar”, disse Yerkes recentemente enquanto tomava café da manhã com flocos de milho e torradas em seu apartamento. Morando 74 anos em Washington, Yerkes foi criada em Cleveland e educada como arquiteta. Ela caiu no paisagismo acidentalmente quando ela e um amigo entraram em um concurso e venceram. Eles acabaram abrindo um negócio juntos. A escultura chegou a ela décadas mais tarde, depois dos 50 anos e recém-casada com seu segundo marido, o arquiteto David Yerkes . A história de vida de Yerkes lembrou a Naradzay outra conexão escultor-poeta: a de Auguste Rodin e Rainer Maria Rilke, que trabalhou como secretária de Rodin por um tempo. Rodin disse a Rilke: ‘Você não senta e espera por inspiração; você se senta e começa a trabalhar – você faz como se estivesse fazendo um trabalho regular ‘”, disse Naradzay. Alguns desses sentimentos que a agora escritora Yerkes coloca nos livro não havia compartilhado nem mesmo com familiares próximos. “Eu estava escrevendo para mim. Eu não pensei que fosse de domínio público ou que alguém estaria interessado ”, disse ela.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bahia: Profissionais de educação dos municípios vão receber formação continuada pelo estado

01 de out de 2019 às 09:54 | em: Bahia,Educação

Foto: Divulgação/UPB

Com objetivo de promover formação continuada para profissionais da educação foi apresentado e assinado, na tarde desta segunda-feira, dia 30, na União dos Municípios da Bahia (UPB), as ações do memorando de entendimento firmado entre a UPB, a Secretaria Estadual da Educação (SEC) e a União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação da Bahia (UNDIME/BA). O termo de cooperação já será iniciado este ano, com previsão de qualificar 834 profissionais em três encontros, que devem acontecer em outubro, novembro e dezembro. O secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues, ressaltou que esta iniciativa é fruto do que foi pleiteado no 7º Encontro de Prefeitos, que aconteceu de 13 a 15.09, quando o presidente da UPB, Eures Ribeiro, solicitou uma atuação da Secretaria com envolvimento direto dos municípios. “O que está sendo apresentado hoje é passivo de adequação que os senhores prefeitos puderem sugerir. A minha equipe está sempre à disposição”, disse Jerônimo. O Secretario destacou, ainda, o pioneirismo da Bahia com esta ação de formação continuada. “Eu confesso que fiquei surpreso porque achei que fosse algo pequeno. Com o conteúdo explicado aqui percebo que é mais denso. A gente precisa muito porque temos uma dificuldade grande na formação dos nossos educadores”, disse o presidente da UPB, Eures Ribeiro. “É o primeiro passo para a formação continuada não só de professores, mas de coordenadores e gestores em uma área que os municípios necessitam, que é do ensino fundamental II”, avaliou o presidente da UNDIME Bahia, Williams Panfile.  “Eu sempre me perguntei como é que a gente está prefeito do município, as ações do estado estão no nosso município e a gente não é participado. É inédito o secretário chamar a UPB e a UNDIME/BA para discutir a educação do estado conjuntamente”, disse o diretor da UPB e prefeito de Santana, Marcão Cardoso, que foi responsável pela articulação do encontro. De acordo com a apresentação feita por Cybele Amado, diretora do Instituto Anísio Teixeira (IAT), os objetivos específicos do acordo são: contribuir com a formação continuada de profissionais da educação a fim de garantir a aprendizagem; apoiar melhoria da atuação dos gestores escolares; propiciar intercambio e colaboração entre os profissionais da educação; articular parcerias com agências de fomento à pesquisa; aproximar os Territórios de Identidade. O deputado federal Jorge Solla estava presente no encontro.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Araci: Estudantes da rede publica realizam aula para conhecer produção de farinha de mandioca

25 de set de 2019 às 08:43 | em: Araci,Educação

Foto: Divulgação

Devido à importância da farinha de mandioca como base alimentar da população nordestina e à relevância socioeconômica desta atividade para o município de Araci, os estudantes do 8º ano do ensino fundamental da escola José Carlos Mota, no povoado de Barreira, zona rural do município, realizaram uma aula extraclasse.

Foto: Divulgação

Foi trabalho de pesquisa, registro e entrevistas numa casa de farinha na comunidade vizinha de Primeiro Sítio, com o objetivo de analisar, o processo de obtenção da farinha de mandioca. Supervisionados por profissionais da escola, os estudantes puderam passar por uma experiência única que vai além dos limites físicos da sala de aula, guardando esta pratica para suas vida.

Galeria de fotos
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Educação: Colégio Apoio promove “plantão pedagógico” com pais e alunos

16 de set de 2019 às 15:40 | em: Educação

Foto: Divulgação

O Colégio Apoio promoveu neste último sábado (14), o projeto “Plantão Pedagógico” da segunda unidade letiva, que foi realizado em sua sede, das 08h00 às 12h00. Esse momento possibilitou o diálogo entre família, alunos e escola, onde os professores estiveram disponíveis para atender às famílias, relatando pessoalmente o desempenho do(a) aluno(a) em sala de aula. O Colégio fica localizado Av. Praia de Itapuã. s/n, quadra 23 – Vilas do Atlântico, Lauro de Freitas. Contato: (71) 3379-0191. Seu filho com uma educação de qualidade!.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Instituição abre vagas para curso preparatório do Enem 2019 em Araci; vagas limitadas

06 de set de 2019 às 12:38 | em: Araci,Educação

Foto: Ilustração

A Êxitos está com vagas abertas para curso preparatório Enem 2019. O curso oferta aulas nas mais variadas áreas, como Redação, Matemática, Física, História, Geografia e Português, bem como Aulas Contextualizadas e Caderno de Questões para o Enem 2019. A equipe é formado por seis professores graduados em suas respectivas áreas, com vasta experiência e conta ainda com uma gestão educacional inovadora que assimila o ensino com a prática. Para o professor de matemática, Admilson Santana os alunos que estarão se preparando para o Enem terão confiança e um resultado significativo. Os interessados devem procurar a Sábios que fica localizado na Rua Luiz Magno, 252, (em frente a garagem da prefeitura) no centro de Araci ou através dos contatos (75) 99915-0357 (whatsApp) e 99849-4779 (WhatsApp).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Governo do Estado inicia seleção para projeto Mais Estudo de monitoria em escolas estaduais

06 de set de 2019 às 09:14 | em: Educação

Fotos: Josenildo Almeida Ascom/SEC

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia iniciou, nesta quinta-feira (5), o processo de seleção de monitores do projeto Mais Estudo, lançado pelo governador Rui Costa e pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, na segunda-feira (2). Trata-se de um projeto de monitoria estudantil voltado para o fortalecimento das aprendizagens em Língua Portuguesa e Matemática nas escolas da rede estadual de ensino. Com o projeto, estudantes com bom desempenho escolar apoiarão outros colegas no reforço das aprendizagens e receberão uma bolsa mensal de R$ 200 nos próximos três meses. Para participar do projeto, os gestores escolares devem acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), identificar o número de vagas disponíveis para a sua escola, informar dados gerais sobre os professores que atuarão como supervisores e os estudantes monitores selecionados, conforme os critérios estabelecidos no edital do Mais Estudo, sendo um deles que o estudante deve ter média igual ou superior a oito. Uma comissão da escola participará da seleção internamente. A superintendente de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Falcão, fala sobre este processo. “O processo é bem simples para dar maior agilidade na implantação do projeto, que já deverá estar em pleno funcionamento, com as monitorias sendo iniciadas no dia 16 de setembro”, afirmou. A previsão é que sejam investidos recursos na ordem de R$ 4,5 milhões no auxílio monitoria, beneficiando dez mil estudantes. Além de fortalecer as aprendizagens dos estudantes, o Mais Estudo também visa despertar no aluno monitor o desejo pela prática docente, por meio de atividades de natureza pedagógica, e contribuir com práticas inovadoras de ensino e de aprendizagem, considerando a fluidez do diálogo e a aproximação existente entre os estudantes.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Rússia: Coiteense é medalhista de Bronze na maior competição de educação profissional do mundo

28 de ago de 2019 às 08:10 | em: Conceição do Coité,Educação

Foto: Reprodução

O Brasil ficou em 3º lugar geral no ranking total de pontos na 45ª edição da WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo, realizada em Kazan, na Rússia. A delegação brasileira conquistou medalhas em 13, das 56 ocupações em disputa. Além disso, ganhou certificados de excelência em 28 ocupações. Foram duas medalhas de ouro (Desenho Mecânico em CAD e Manutenção de Veículos Pesados), cinco de prata (Computação em Nuvem, Tecnologia da Moda, Tornearia CNC, Engenharia de Moldes para Polímeros e Cuidados de Saúde e Apoio Social) e seis de bronze (Instalações Elétricas Prediais, Segurança Cibernética, Aplicação de Revestimento Cerâmico, Tecnologia de Laboratório Químico, Mecatrônica e Soldagem). Os resultados foram anunciados nesta terça-feira (27) em uma grande cerimônia em Kazan. A competição reuniu mais de 1.300 jovens de 63 países entre os dias 22 e esta terça-feira (27) Dos 63 brasileiros na disputa, 56 foram treinados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e sete pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Uma das medalhistas foi a baiana Daniela dos Santos Carneiro, natural de Conceição do Coité, que levou a medalha de Bronze.

O pé está sempre na estrada, mas o foco de Daniela é a WorldSkills

Foto: Reprodução

A baiana Daniela dos Santos Carneiro, 22 anos, se considera a “retirante” da delegação brasileira que vai para o mundial de profissões, a WorldSkills, na Rússia. A representante do Brasil em Tecnologia de Laboratório Químico já treinou em cidades e espaços diferentes. A preparação começou no início do ano na própria escola que ela fez o curso de Química, no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Feira de Santana (BA). Depois, a mudaram para uma unidade móvel, que ficava estacionada em frente à escola. Por fim, a competidora foi transferida para Brasília: ela e a unidade móvel da Bahia ficaram instalados na região administrativa do Guará. No início de maio, Daniela passou a treinar no centro de treinamento do Setor de Indústrias Gráficas (SIG), também na capital federal, espaço que reúne boa parte dos competidores da delegação. Dessa vez, em um laboratório. O pé na estrada esteve presente nos últimos anos da vida dela. Em 2017, a jovem chegou a frequentar quatro cursos em três cidades baianas ao mesmo tempo. Fazia cursos de Inglês e Matemática, em Conceição do Coité; curso técnico de Química no SENAI de Feira de Santana e curso superior, na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador.

Foto: Reprodução

A determinação e a paixão pela química são os elementos propulsores que impulsionam a Daniela a uma rotina que, para muitos, é impossível. Afinal de Conceição do Coité até Feira de Santana são 130 km e de Feira de Santana a Salvador, mais 115 km. A baiana conta que conquistou uma vaga na UFBA para o curso de Química, mas quando a graduação começou, ela sentiu muitas dificuldades porque não tinha uma base técnica, como alguns colegas de classe, que tinham feito curso técnico integrado ao ensino médio. “Eu pensei: como vou disputar uma vaga com um colega que é técnico, que tem habilidade maior que eu?’ Fui procurar um curso e encontrei o do SENAI de Feira de Santana”. Na ocasião, a competidora preferiu não contar para a mãe sobre a escolha de trancar a faculdade para fazer um curso técnico, mas para surpresa da estudante, a escolha foi apoiada. A solução encontrada pela jovem foi trancar dois semestres e, no restante, pegar poucas disciplinas na universidade.

Leia mais em Portal da Industria.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

MEC libera R$ 60 milhões para internet nas escolas rurais; Nordeste tem maior parte

26 de ago de 2019 às 09:23 | em: Brasil,Educação,Nordeste

Foto: Reprodução / Agência Brasil

Nesta última sexta-feira (23), o ministro da Educação (MEC), Abraham Weintraub, anunciou  a liberação de R$ 60 milhões para o programa Inovação Educação Conectada que leva internet banda larga para escolas da zona rural do país. A expectativa é que até o final do ano, cerca de três milhões de estudantes sejam beneficiados com o programa. Os recursos serão repassados para o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), responsável por realizar as conexões de internet. De acordo com o MEC, os recursos representam a segunda parcela do programa. A primeira, ainda em 2017, foi no mesmo valor. No total, serão seis repasses, um por ano, até 2023. De acordo com a pasta, de janeiro até o momento já foram atendidas 5.662 instituições de ensino em 1758 municípios, com cerca de dois milhões de alunos beneficiados. A maior parte das escolas está localizada na Região Nordeste, 3.596. Depois vem a Região Norte, com 1.022 cidades. O Centro-Oeste aparece em seguida, com 653 municípios atendidos pelo programa. Segundo o MEC, também houve uma aumento na meta de escolas que serão conectadas até o final de 2019; agora serão oito mil escolas rurais. Antes, o governo trabalhava com a meta de 6.500 escolas. As conexões são feitas por meio de satélite, com velocidade de 10 megabytes por segundo (Mbs), realizada em parceria com a Telebras, vinculada ao MCTIC, ao custo mensal médio de R$ 750 por escola conectada, segundo a Agência Brasil. Além do acesso, o MEC também tem um programa para os professores voltado para o uso pedagógico da internet, com conteúdos didáticos exclusivos que serão disponibilizados somente na plataforma própria do programa. Ao entregar o cheque simbólico, Weintraub disse que a prioridade do governo é investir na universalização da banda larga e no ensino básico. “Esse cheque que o MEC está entregando é muito simbólico pela prioridade. A educação, a educação básica. A educação é um dos pilares para você ser livre”, disse. “A internet é uma coisa recente para toda a humanidade, mas ela é tão importante quanto o livro, saber ler e escrever. Ela dá a possibilidade de se ter acesso a todo conhecimento humano produzido até esse momento”, acrescentou.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Educação: Colégio Estadual Imaculada Conceição realiza gincana cultural em Araci

22 de ago de 2019 às 17:17 | em: Araci,Educação

Foto: Divulgação

O Colégio Estadual Imaculada Conceição (CEIC) em Araci, realizou nos dias 15 e 16, a Gincana 2019. Segundo a direção escolar, algumas atividades da gincana tiveram inicio em maio deste ano, com avaliações que envolveram o comportamento e relacionamento entre alunos, organização nas salas e cuidado com o ambiente escolar. Todas estas já contavam como pontuação para as equipes. Com diversas provas, a gincana se encerrou na sexta-feira (16). “Nossa Instituição Escolar é uma referência como Unidade compartilhada em nossa cidade, uma que vez que, oferta Ensino Médio, EJA, Educacional Profissional, PROJOVEM e PRONATEC. Projetos desta natureza que envolve a comunidade, oferecem oportunidades para que os estudantes mostrem seus talentos, competências e habilidades”, disse o diretor Fredson Pereira.

Galeria de fotos
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Estudantes de Santaluz desenvolvem projeto para a preservação e uso medicinal de plantas encontradas na Caatinga

21 de ago de 2019 às 10:33 | em: Educação,Região Sisal,Santaluz,Saúde

Foto: Reprodução / Noticias de Santaluz

Os estudantes do curso de Meio Ambiente do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) do Campo Paulo Freire, localizado na cidade de Santaluz, estão desenvolvendo um projeto voltado à preservação de plantas encontradas na Caatinga, a exemplo da moringa. Segundo o site Noticias de Santaluz, o projeto visa, ainda, contribuir para o reflorestamento da cidade e pesquisar as propriedades medicinais de algumas espécies a exemplo da pata de vaca. A estudante Emile Catiele Bispo Sant’Ana, 16, aluna do 2º ano do curso de Meio Ambiente, fala sobre a importância do plantio dessas mudas para o futuro da população. “Cada ano que passa a natureza vai perdendo espaço para novas construções e as árvores são arrancadas e não se coloca outras no lugar. É importante preservamos o meio ambiente para as gerações futuras. Cada muda que planto imagino que estou fazendo um bem para meus filhos e netos que virão e saberão que foi eu que plantei”, disse em reportagem divulgada pela Secretaria da Educação do Estado. José Vitor Xavier Sena, 15, aluno do 2º ano do curso de Meio Ambiente, fala da sua experiência com o plantio da moringa. “A moringa é uma árvore muito importante em nossa região. Além de dar uma boa sombra, as folhas dela purificam a água. Colocando em um recipiente as folhas e uma água barrenta durante um dia, a água ficara limpa e boa para o consumo. Isto é muito importante para a nossa cidade, que passa por longos períodos de seca”. As propriedades medicinais e de saúde das plantas são abordadas pela professora e orientadora Fernanda Pinho Dantas. “Essas plantas têm papel importante na saúde. As sementes da moringa, por exemplo, têm um alto teor de proteína, além de três vezes mais potássio que uma banana e podem ser utilizadas na alimentação. A cidade de Santaluz precisa de mais arborização nas ruas. Ao tomar conhecimento do projeto, muitos moradores vêm na escola pedir mudas para plantar em casa”, revela. A educadora pretende acrescentar mais espécies de plantas ao projeto, como o Pau Brasil e o Ipê.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Centro Universitário Ages é vendido a grande grupo de Educação

14 de ago de 2019 às 09:25 | em: Bahia,Educação

Foto: Ilustração

A Ânima Educação anunciou  que o Centro Universitário Ages (UniAGES) passa a integrar a companhia em operação que consistiu em um investimento de R$ 200 milhões por parte da Ânima. O objetivo é oferecer aos jovens de todo o Brasil mais oportunidade e acesso à educação de qualidade. Com 26 cursos de graduação e dona de resultados acadêmicos consistentes, a UniAGES tem 5,6 mil estudantes distribuídos em sete unidades acadêmicas – 1 Centro Universitário e 6 Faculdades – nas cidades baianas de Paripiranga, Jacobina, Jeremoabo, Senhor do Bonfim, Tucano e Irecê, além de Lagarto, em Sergipe. Além disso, também é reconhecida por um projeto acadêmico baseado no uso intensivo de metodologias ativas já consolidadas, na humanização das relações de aprendizagem, bem como no rigor com a prática acadêmica. Com a operação, a Ânima também amplia seu envolvimento na Medicina, uma vez que o curso também faz parte do portfólio da Faculdade AGES de Jacobina (BA), com 85 vagas anuais e, em breve, na cidade de Irecê (BA), com 50 vagas anuais totalizando 135 novas por ano. Dentro deste projeto, a Ânima conta com a atuação direta do professor doutor José Lúcio Martins Machado, responsável pela vertical de Saúde do grupo, a qual ganha um impulso de fortalecimento a partir desta nova integração. Machado tem grande experiência no segmento, tendo liderado a implantação e autorização de mais de 50 cursos de Medicina no Brasil, entre instituições públicas e privadas. A chegada da Ânima ao Nordeste faz parte também do plano de expansão da instituição, que agora está presente em sete estados brasileiros: Una (MG e GO), Universidade São Judas (SP), UniBH (MG), UniSociesc (SC e PR) e, agora, a UniAGES (BA e SE). “Para transformar o país pela Educação, precisamos estar sempre em busca de caminhos que viabilizem a oportunidade de mais e mais brasileiros terem acesso a uma educação de qualidade para, consequentemente, realizarem seus sonhos. Pois isso, nos unimos a uma marca cuja história tem total relação com nosso DNA”, declara Marcelo Battistella Bueno, presidente da Ânima Educação. A UniAGES foi idealizada há 37 anos pelo professor e educador José Wilson dos Santos, que por meio de seus esforços, visão e dedicação, criou uma rede de ensino que ao longo das últimas décadas vem transformando e desenvolvendo toda a região. “A AGES vive um dos momentos mais importantes de sua história, passando a ter um impacto não apenas na região, mas em todo o Brasil. Seguimos confiantes e otimistas com o novo ciclo que se inicia, pois os novos desafios são ainda maiores. Temos a certeza de que toda a equipe estará pronta para atendê-los. A Ânima chega para agregar valores à AGES e, sem dúvida, temos muito a contribuir para o seu crescimento e difusão na região Nordeste e no Brasil. Otimismo é a palavra de ordem”, afirma o professor José Wilson.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Alunos baianos de Direito e Enfermagem têm maiores dívidas com Fies no estado

13 de ago de 2019 às 09:49 | em: Bahia,Brasil,Educação

Foto: Ilustração

Dados da Coordenação de Concessão e Controle do Financiamento Estudantil (Cosif), obtidos pelo projeto Fiquem Sabendo, revelaram que a Bahia tem a 5° maior dívida com o Fies do Brasil: 5% do valor total de R$ 11,4 bilhões de contratos com pagamento em atraso pelo país. O número se refere a contratos firmados entre 1999 e 2009. A maior gama de inadimplentes está em São Paulo, com 145 mil contratos e pagamento em atraso acumulado que soma R$ 3,36 bilhões. As maiores dívidas com o Fies na Bahia estão matriculadas nos cursos de Direito e Enfermagem. Para as Ciências Jurídicas, o Fies celebrou 2,9 mil contratos de alunos que atualmente estão inadimplentes e têm, juntos, uma dívida de R$ 92,67 milhões com o governo federal. No campo da Enfermagem, foram 2,92 mil contratos que somam R$ 92,66 milhões em atraso. Os cursos de Serviço Social – 1,1 mil contratos – e Administração – 2,1 mil contratos – fecham a lista dos quatro maiores saldos devedores do estado com o Fies: R$ 43 milhões e R$ 49 milhões, respectivamente. Com maior oferta de emprego e bons salários no mercado, o curso de Medicina na Bahia tem 14 contratos inadimplentes com um pouco mais de R$ 1,6 mi em dívidas. No Fies, o estudante pode escolher pagar boa parte do empréstimo após 18 meses do término da graduação. Ser contratado após o curso superior se torna elemento recomendado para quem quer fugir da inadimplência. Entre 1999 e 2009, foram registrados, no Brasil, 522.417 contratos inadimplentes, que são aqueles com saldos devedores e prestações não pagas a partir do nonagésimo dia após o vencimento. O Fies financia a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições particulares e não gratuitas.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ziraldo: Os 50 anos de Flicts e a aventura de ler; Artigo de Maria de Sousa

31 de jul de 2019 às 11:53 | em: Colunistas,Educação

“O importante é motivar a criança para leitura, para a aventura de ler” – Ziraldo

No dia 24 de outubro de 1932, na cidade de Caratinga – Minas Gerais, nasceu Ziraldo Alves Pinto, cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista brasileiro. Ele é o criador  do Menino Maluquinho e outros personagens famosos, bem como um dos mais conhecidos e aclamados escritores infantis do Brasil.

No momento, destacamos os 50 anos de Flicts: primeiro livro infantil de Ziraldo.

“Era julho de 1969 e o mundo ainda estava atônito com a chegada do homem à Lua. Ziraldo levou a Fernando de Castro Ferro, editor na Expressão e Cultura, a proposta de transformar as tirinhas semanais que publicava na imprensa no livro Jeremias, o Bom. Saiu da editora com o aval de Ferro e uma encomenda: um livro para o público infantil, que precisaria ser entregue num prazo curtíssimo. Ziraldo topou e, em apenas dois dias, criou Flicts. A obra que marcou a estreia do autor na literatura infantil é também um divisor de águas na história do livro no Brasil… ”.  Flicts, comemora 50 anos de sua publicação, no mês de julho do corrente.  O livro “mostra a cor Flicts (de um tom terroso bege), que se sente excluída por não ser tão forte quanto o vermelho, por não ter a imensidão do amarelo e nem a paz do azul”. O tema de Flicts, nos fala de uma cor, que por ser diferente das outras, se sente excluída, ou seja,  ela não se considera tão importante quanto as demais. Isso a deixa fora do ambiente que vivi. Na medida em que ela se descobre, se reconhece, aprende que ser diferente é apenas uma forma de ser. Todos ocupam um lugar de importância, e ser diferente não é ser pior, é só diferente e é relativo. É um livro que fala sobre inclusão, tolerância, superação e respeito. “Contudo, Ziraldo presenteia o leitor com uma fantástica mensagem de caráter e respeito, dando a entender que todas as pessoas, por mais diferentes que sejam, possuem seu lugar no mundo. E Flicts  também encontra seu lugar: na Lua”. Ziraldo utilizou nesse livro, o máximo de cores e o mínimo de palavras e a história relatada por Flicts nos encanta ao mostrar a superação de uma “cor” que não encontrava seu lugar no mundo.  Os astronautas americanos que pisaram na Lua pela primeira vez, quando visitaram o Brasil, foram presenteados pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil com um exemplar do livro Flicts. Um deles, Neil Armstrong,  leu o referido livro e, comovido, escreveu ao autor: “The moon is FLICTS” (“A Lua é FLICTS”). Flicts, uma grande obra infantil do escritor Ziraldo e que tanto enriqueceu o mundo das crianças! Finalizo com as frases desse magnifico escritor que expressam a importância do livro e da leitura para todas as crianças:

“Ler é mais importante do que estudar” – Ziraldo.

“Livro: gênero de primeira necessidade” – Ziraldo

Viva  ZIRALDO! 

Maria de Sousa – Advogada, Araciense e Colunista do site “A Voz do Campo” – Direto de São Paulo – Capital.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Novo bloqueio do Orçamento atinge R$ 348 milhões da Educação

31 de jul de 2019 às 09:54 | em: Brasil,Educação,Notícias

Foto: Ilustração

O bloqueio de R$ 1,4 bilhão no Orçamento federal deste ano, anunciado pelo governo na última semana, será distribuído em nove ministérios. Decreto com o detalhamento do corte foi editado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na noite desta terça-feira (30). A maior limitação, de R$ 619 milhões, será feita no Ministério da Cidadania. O segundo maior corte ficou com o MEC (Ministério da Educação), que terá menos R$ 348 milhões para gastar neste ano. Com a piora nos parâmetros econômicos e uma redução nas projeções de arrecadação, o governo já havia feito em março um bloqueio de aproximadamente R$ 30 bilhões no Orçamento. A redução de recursos na área da Educação levou a uma onda de protestos em maio. No mesmo mês, a equipe econômica anunciou o desbloqueio de parte da verba do ministério da área. Agora, voltou a fazer um corte na Educação. No total, foram bloqueados neste ano R$ 6,2 bilhões da pasta, quase 25% do orçamento para o ano. É o maior corte da esplanada dos ministérios. O decreto editado nesta terça ainda bloqueia recursos dos ministérios da Agricultura (R$ 54 milhões), Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (R$ 59 milhões), Economia (R$ 282 milhões), Meio Ambiente (R$ 10 milhões), Relações Exteriores (R$ 32 milhões), Saúde (R$ 6 milhões) e Turismo (R$ 100 milhões). A medida recompõe R$ 60 milhões ao Ministério de Infraestrutura e R$ 5 milhões ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O corte de R$ 1,4 bilhão no Orçamento dos ministérios só não foi maior porque o governo usou uma reserva de recursos destinada a situações emergenciais. Para atenuar o bloqueio, a equipe econômica usou R$ 809 milhões que restavam na reserva. A cada dois meses, o governo precisa reavaliar as contas e ver se o balanço entre receitas e despesas permite o cumprimento da meta fiscal, atualmente fixada em déficit de R$ 139 bilhões. Em setembro, uma nova avaliação será feita. Eventual descompasso na conta levará a novo corte, já que não há mais reserva emergencial para cobrir o rombo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

MEC prorroga prazo para renegociação de dívida com Fies

30 de jul de 2019 às 09:58 | em: Bahia,Educação,Notícias

Foto: Ilustração

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou, para o dia 10 de outubro, o prazo para renegociação de dívida do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A portaria que prevê a ampliação a renegociação foi publicada hoje (30) no Diário Oficial da União. Para pedir a renegociação, os estudantes precisam ter firmado o contrato com o Fies até o segundo semestre de 2017; estar com as parcelas atrasadas em, no mínimo, 90 dias; e ter contratos em fase de amortização. Além disso, os contratos não podem ser objeto de ação judicial. A depender do tipo contrato, a renegociação também poderá ser feita pelo prazo de amortização. De acordo com o Ministério da Educação, mais de 500 mil alunos estão com os contratos de financiamento na fase de amortização e com atraso no pagamento das prestações. O saldo devedor total alcança o valor de R$ 11,2 bilhões. Para regularizar a situação, os interessados devem procurar a instituição bancária onde o contrato foi assinado. O valor da parcela resultante da renegociação não pode ser inferior a R$ 200. Há ainda a parcela de entrada. O estudante deve pagar ou 10% da dívida consolidada vencida, ou R$ 1.000.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Alerta: Recursos dos precatórios do Fundef não podem ser usados para pagar professores, diz TCU

28 de jul de 2019 às 15:41 | em: Brasil,Educação

Foto: Ilustração

O Tribunal de Contas da União julgou hoje (24/7) solicitação do Congresso Nacional (SCN) para abertura de fiscalização no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), que garantisse o uso de 60% dos valores destinados pela União aos municípios, a título de precatórios do Fundo, no pagamento dos profissionais do magistério. Em seu voto, o ministro Augusto Nardes, relator do processo, concluiu que a solicitação é contrária à jurisprudência do TCU, o que torna juridicamente inviável a sua realização. Ele destacou a existência de auditoria de conformidade já em andamento no TCU, com o objetivo de identificar irregularidades relativas à gestão dos recursos transferidos aos municípios por meio dos precatórios do Fundef (TC 018.130/2018-6, da relatoria do Min. Walton Alencar Rodrigues), cujos resultados, após concluída, devem ser enviados à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, o que atenderia parcialmente à SCN. Em julgamentos anteriores (acórdãos 1.824/2017, 1.962/2017, 2.866/2018 e 180/2019, todos do Plenário do TCU), o Tribunal definiu que os recursos dos precatórios devem ser integralmente recolhidos à conta bancária do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que sucedeu o Fundef, para aplicação em ações de manutenção e desenvolvimento do ensino para a educação básica pública. As verbas oriundas dos precatórios têm caráter eventual e não podem ser empregadas para o pagamento de salários, abonos ou passivos trabalhistas e previdenciários. Caso isso ocorra, os gestores poderão ser responsabilizados por dano ao erário e descumprimento de norma legal.

Serviço:

Leia a íntegra da decisão: Acórdão 1690/2019 – TCU – Plenário

Processo: 014.413/2019-1

Relator: ministro Augusto Nardes

Atendimento à imprensa: imprensa@tcu.gov.br

Ouvidoria: 0800 6441500 (opção 1)

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Estudantes nordestinos levam 59 das 75 medalhas na Olimpíada de História

24 de jul de 2019 às 16:24 | em: Bahia,Educação

Foto: Reprodução

Os estudantes nordestinos conquistaram 59 medalhas, de um total de 75, que foram entregues ao final da competição, realizada em Campinas, São Paulo. Os participantes eram estudantes do 8º e 9º ano, ensino fundamental, além de estudantes de todo o ensino médio. Foram 57 mil inscritos desde a primeira fase e aproximadamente 1.200 chegaram a final. Os estados que mais se destacaram foram Ceará (25 medalhas: 11 bronze, 9 prata e 5 ouro) e Rio Grande do Norte (13 medalhas: 7 bronze, 5 prata e 1 ouro). Depois, aparecem Pernambuco (15 medalhas: 6 bronze, 5 prata e 4 ouro), Bahia (4 medalhas: 3 bronze e 1 prata) e Paraíba (2 medalhas: 1 bronze e 1 prata).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Biblioteca da zona rural de Nova Soure sediará Festa Literária Internacional

24 de jul de 2019 às 09:16 | em: Cultura,Educação,Nova Soure

Foto: UPB

O povoado de São José do Paiaiá, no município de Nova Soure, em pleno sertão da Bahia, sediará nos dias 24 a 26 de julho uma festa literária que reunirá escritores, professores, artistas de diversas expressões e lideranças comunitárias para debater a criação, a produção cultural e a difusão de saberes. Além disso, a II Festa Literária Internacional da Biblioteca do Paiaiá contará com atrações do Circo Premier, feira agro-ecológica e de artesanatos rurais, venda, troca e doação de livros e revistas, a Biblioteca Volante da Fundação Pedro Calmon, exposição sobre terceira idade e saúde da mulher, bumba meu boi, banda de pífanos, a Filarmônica de Nova Soure, peças de teatro, projeções de filmes e cavalgada. Localizado na rodovia BR 110, a 231 km de Salvador, São José do Paiaiá está na rota do peregrino Antônio Conselheiro de Canudos pelos Sertões da Bahia e possui, segundo a professora Walnice Nogueira Galvão, da Universidade de São paulo, a maior biblioteca em comunidade rural do mundo , com mais de 120 mil volumes. A instituição, fundada por um ex-morador do povoado, Geraldo Moreira Prado, tem 17 anos de existência e promove com alguns parceiros toda a programação da festa. Entre os temas na pauta de debates estão a vida cotidiana da juventude, educação no campo, cordel e aboio, histórias em quadrinhos, educação e culturas indígenas, leitura e políticas culturais nos municípios, leitura e matemática, memes didáticos e contos africanos. Também serão abordados a bioética, a ancianidade e o direito de envelhecer com dignidade. Durante as atividades serão homenageados o escritor baiano Carlos Anísio Melhor, falecido em 1991, o trabalhador rural Luiz Saldanha dos Santos, integrante do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Nova Soure, e a yalorixá D. Durvalina, única mãe de santo da região. Estão confirmadas as presenças do ex-ministro da Cultura Juca Ferreira, do prefeito de Conceição do Coité, Francisco Assis, da líder do Assentamento Cajuba, em Nova Soure, Raimunda Maria de Jesus, dos grupos de griôs de Santa Luz, dos escritores Aleilton Fonseca, Antenor Rita Gomes, Alex Simões, Darlan Zurc, Eraldo Miranda, Fábio Bahia, Franklin Carvalho, José Erenilson, Marcelo Torres, Uarlen Becker e do Quarteto Moxotó (Arcoverde-Pe). Além de educadores de instituições universitárias federais e estaduais e de gestores de bibliotecas, o evento mobiliza na sua organização jovens de várias escolas públicas das cidades vizinhas.

Contato:

e-mail: bibliotecapaiaia1@gmail.com
fanpage: @bibliotecacomunitariadopaiaia
Tel: 75 999753903 e 75 34377070

Sobre a Biblioteca do Paiaiá:

Link 1
Link 2
Link 3

Fonte: Casa Passará

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Lista de espera do Fies é automática e estudantes devem ficar atentos

15 de jul de 2019 às 08:41 | em: Brasil,Educação

Foto: Ilustração

Os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem, a partir de hoje (15), ficar atentos, pois podem, a qualquer momento, ser contemplados com o financiamento. O acompanhamento deve ser feito pelo site do programa.

Inscrição postergada

Começa hoje também, e vai até o dia 17, o prazo para os candidatos com inscrição postergada complementarem a inscrição pela internet. Esses candidatos foram selecionados para receber o financiamento, mas devido ao fato de a conclusão do processo ter ocorrido no meio ou no fim do semestre corrente, escolheram que o início do financiamento se daria apenas no segundo semestre deste ano, adiando a confirmação da inscrição.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.