Economia

Proposta da Previdência propõe pagamento de R$ 400 para idosos considerados “miseráveis”

20 de fev de 2019 às 15:47 | em: Brasil,Economia

Foto: Reprodução

A proposta de reforma da Previdência apresentada nesta quarta-feira (20), ao Congresso prevê o pagamento de um benefício de R$ 400 a partir dos 60 anos para idosos que comprovarem situação de “miserabilidade”. Caso a pessoa consiga se aposentar aos 65 anos, ela deixa de receber o benefício. Mas se continuar dependente dessa assistência, o valor será elevado a um salário mínimo aos 70 anos. Para pessoas com deficiência, o valor ainda é de um salário mínimo. O secretário de Previdência, Leonardo Rolim, afirmou que haverá exigências adicionais para comprovar a condição de “miserabilidade” que dará o direito de receber o benefício assistencial. Hoje ele é pago a idosos e pessoas com deficiência que tenham renda familiar per capita de um quarto do salário mínimo. Agora, será exigida uma condição adicional: não ter patrimônio superior a R$ 98 mil (equivalente ao valor da faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida). Atualmente, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) não é menor que um salário mínimo (atualmente, R$ 998). Rolim ressaltou que não há desvinculação do salário mínimo e que há antecipação do início do recebimento do benefício para 60 anos. “Isso dá uma proteção maior, mas diferencia benefício contributivo do não contributivo”, afirmou. Os valores definidos no texto entregue ao Congresso são diferentes dos propostos pela equipe econômica. O valor era de R$ 500 aos 55 anos e aumentaria para R$ 750 aos 65 anos. Haveria ainda um benefício extra para pessoas acima de 70 anos e que tenham contribuído por ao menos dez anos ao INSS. Esse período é insuficiente para pedir aposentadoria, mas vai garantir um adicional de R$ 150. Segundo o secretário, o valor fixo abaixo do salário mínimo está ligado à lógica de praticamente todos os benefícios de assistência. O Bolsa Família, por exemplo, paga até R$ 372. “Apenas o piso do benefício previdenciário é que é indexado ao salário mínimo. Nenhum outro é indexado”, afirmou. Rolim também explicou que o abono salarial passará a ser pago apenas a quem recebe um salário mínimo. “O trabalhador de mais baixa renda que depende de força física tem dificuldades, ele não consegue se aposentar, nem receber o benefício mínimo. A ideia é criar progressividade.”

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Empresas no Canadá contratam brasileiros por até R$ 16 mil mensais

18 de fev de 2019 às 09:04 | em: Brasil,Emprego

Foto: Reprodução

A agência de desenvolvimento econômico de Québec, no Canadá, está recrutando brasileiros para atuar com tecnologia da informação (TI), jogos virtuais, enfermagem, indústria alimentícia, mecânica e eletromecânica. A Québec International quer preencher mais de 400 vagas. Os salários variam de 44,5 mil a 68,5 mil dólares canadenses por ano, o que equivale a cerca de R$ 10,4 mil a R$ 16 mil mensais. As inscrições podem ser feitas até o dia 17 março no site da agência.Os currículos devem estar em francês. O conhecimento do idioma, aliás, é um dos principais requisitos, segundo o ‘UOL’. Após análise dos currículos, os candidatos selecionados passarão por entrevistas presenciais com as empresas contratantes. Os encontros acontecerão nos dias 27 e 28 de abril, em São Paulo. A empresa se responsabilizará pelos trâmites para obtenção do visto dos aprovados.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Oportunidade: Jazida de quartzito poderá gerar mais de mil empregos em Jequié

17 de fev de 2019 às 20:09 | em: Bahia,Emprego

Foto: Reprodução

Com investimentos de R$ 128 milhões e perspectiva de gerar mais de 1 mil empregos em Jequié, uma jazida de quatzito, com potencial de produzir 3 bilhões de toneladas de rochas ornamentais, deverá entrar em operação ainda este ano. Os detalhes do projeto foram apresentados pela empresa Granet Prospecção ao vice-Governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão, na quarta-feira (13). “A empresa pretende começar a operar com brevidade, nos próximos seis meses. E isso é muito bom para a Bahia, pois trará empregos e novos negócios para as regiões de Jequié e Ilhéus. Nos reunimos para ajustar os termos finais do protocolo de intenções, que será assinado ainda este mês”, afirmou Leão. A jazida está situada na Fazenda Ouro Preto, distante 20km do centro de Jequié. O empreendimento planeja uma integração com a Ferrovia Oeste Leste (FIOL), para o escoamento do minério até o Porto de Ilhéus, onde será beneficiado. Além do mercado nacional, parte da produção será exportada para países como Estados Unidos, Canadá, Arábia e China. “A previsão é de apensar toda a cadeia produtiva da região e gerar ainda mais postos de trabalho, diretos e indiretos. O quartzito substitui o granito e é utilizado em pisos de alto tráfego, por ser mais resistente”, explica Herder Mendonça, executivo da Granet Prospecção. (A Tarde On Line).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Lauro de Freitas: Prefeitura abre processo seletivo para professor; 268 vagas

13 de fev de 2019 às 08:59 | em: Bahia,Concurso,Emprego

Foto: Reprodução

Organização e movimento tranquilo marcaram o primeiro dia das inscrições para o Processo Seletivo Simplificado da Secretaria Municipal de Educação de Lauro de Freitas, nesta terça-feira (12), realizadas nas escolas municipais Dois de Julho (Itinga) e Fênix (Centro). Mais de 1.500 profissionais compareceram aos locais de inscrição para se candidatarem a uma das 268 vagas de professor da Educação Infantil, Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).  Sem filas por volta das 9h40, o processo seletivo iniciado às 8h na Escola Municipal Fênix recebeu os professores em nove salas de atendimentos. “Não precisamos fazer distribuição de senhas. Após abrir as salas, as pessoas foram direcionadas e o atendimento fluiu sem nenhuma ocorrência”, relatou Adramo Costa, coordenador das inscrições no Fênix. Na Escola Dois de Julho, o coordenador Paulo Cesar Silva conta que “o movimento foi tranquilo nas dez salas reservadas para o atendimento”. As inscrições continuam nesta quarta-feira (13) e quinta-feira (14), das 8h às 14h, nas escolas Dois de Julho e Fênix. Os interessados devem comparecer com o formulário de inscrição preenchido e os documentos necessários em um envelope, como consta no edital: http://io.org.br/ba/laurodefreitas/diarioOficial. O resultado da seleção será publicado no dia 25 de fevereiro e os classificados já começam a atuar no dia 07 de março, início do ano letivo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em Janeiro de 2019

Foto: Ilustração

As informações são do Bando do Brasil, através do Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação, que inclui o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o Fundo Especial de Petróleo (FEP), a Desoneração das Exportações Lei 87/96 (ICMS), o Imposto Territrial Rural (ITR), o Imposto Estadual (ICS), os Royalties Da Anp – Lei 9.478/97 (ANP), os valores do Departamento Nacional de Produção Mineral (CFM), o Fundo Saúde (FUS), o Ipi Exportação – Cota Município, o FUNDEB, o Simples Nacional e o IPVA.

Mês: Janeiro de 2019

Serrinha: R$ 56.847.229,25 C
Desconto de R$ 47.155.576,80 D

Euclides da Cunha: R$ 50.529.528,17 C
Desconto: R$ 41.865.553,15 D

Araci: R$ 48.557.224,04 C
Desconto de R$ 40.822.258,66 D

Tucano: R$ 44.315.078,98 C
Desconto de R$ 36.835.546,96 D

Ribeira do Pombal: R$ 39.971.678,47 C
Desconto: R$ 32.747.477,91 D

Conceição do Coité: R$ 34.356.987,94 C
Desconto de R$ 28.079.317,81 D

Santaluz: R$ 30.467.366,62 C
Desconto de R$ 25.032.804,84 D

Teofilândia: R$ 23.297.202,27 C
Desconto de R$ 19.470.494,83 D

Os valores apresentam-se com grande aumento com relação a Dezembro de 2019. Confira:

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em Dezembro de 2018

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ascoob Cooperar: Diretoria executiva participa de reunião do CMDS

05 de fev de 2019 às 17:26 | em: Bahia,Economia,Negócios

Foto: Divulgação

Na última segunda-feira (04), a diretoria executiva da cooperativa de crédito Ascoob Cooperar, participou da reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável (CMDS) no município de Ribeira do Pombal-Ba. A reunião que aconteceu na Câmara Municipal de Vereadores, teve como objetivo apresentar o Sistema Ascoob e tratar do processo de expansão da Cooperativa singular AscoobCooperar em Ribeira do Pombal. Cerca de 70 lideranças participaram da reunião, entre elas, presidentes de associações comunitárias rurais, vereadores, e representantes de órgãos do Governo do Estado a exemplo da CAR e do SETAF. Até o final do primeiro semestre de 2019 o município de Ribeira do Pombal receberá a nova unidade de atendimento ao publico do Sistema Ascoob, contabilizando 37 unidades entre os estados de Bahia, Sergipe e Alagoas.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Prepara o bolso: Gás de cozinha ficará mais caro a partir desta terça-feira (05)

04 de fev de 2019 às 19:20 | em: Economia

Foto: Ilustração

A partir desta terça-feira (5), o botijão de até 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP) residencial ficará mais caro. O novo preço médio do produto, anunciado hoje pela Petrobras, será de R$ 25,33. No último ajuste, feito em novembro do ano passado, o preço determinado foi de R$ 25,07. O produto tem reajustes trimestrais. O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou, em nota, que o reajuste vai variar entre 0,5% e 1,4%, de acordo com o polo de suprimento. O Sindigás calcula que o valor do GLP empresarial está 13,4% acima do GLP para embalagens até 13 quilos.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Prefeitura de Salvador fará concurso com 347 vagas e salários de até R$ 9,3 mil

24 de jan de 2019 às 08:46 | em: Bahia,Emprego

Foto: Divulgação

Atenção, concurseiras e concurseiros! A Prefeitura Municipal de Salvador anunciou nesta quarta-feira (23) que fará um concurso público em 12 áreas diferentes com 347 vagas para trabalhar na administração municipal. Através de concurso público, a Prefeitura de Salvador vai oferecer 347 vagas em 12 áreas da administração municipal. As remunerações variam de R$ 2.400 a R$ 9,3 mil. As vagas são destinadas a professor, guarda municipal, agente de salvamento aquático, agente de trânsito e transporte, médico, psicólogo, engenheiro, entre outros. Os três editais do concurso serão lançados pelo prefeito ACM Neto, nesta sexta-feira (25), às 9h30, no Hub Salvador, no Comércio.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ascoob Cooperar: Procure uma cooperativa mais próxima de você!

Associação rural de Araci inicia seleção para contratar Agente Comunitário Rural –ACR

16 de jan de 2019 às 09:38 | em: Araci,Emprego

Foto: Ilustração

A Comissão Permanente de Seleção de Pessoal da Associação Comunitária dos Pequenos Agricultores de Caldeirão, zona rural de Araci, torna público o processo de seleção simplificada para contratação de Agente Comunitário Rural –ACR, para prestação de serviços de Assessoramento Comunitário Rural no âmbito das ações desenvolvidas pelo Projeto Bahia Produtiva, através do Convênio Nº 0575/2018, firmado com a com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional – CAR. O candidato deve ser jovem, com idade entre 18 a 29 anos, residente na comunidade e/ou no entorno, possuir afinidade com a agricultura familiar, Agroecologia, experiência em atividades ligadas a cadeia produtiva de milho e derivados na qual a Associação Comunitária dos Pequenos Agricultores de Caldeirão irá executar o projeto e ter facilidade com trabalho em equipe. São obrigatórias as seguintes qualificações: Mínimo de 2º Grau completo; Informática Básica (World, Excel, Power Point, Internet Explorer) e Carteira
Nacional de Habilitação para Motocicleta – Categoria A. Outras informações a respeito deste Processo Seletivo poderão ser obtidas pelos telefones (75) 9 9206-4577.

EDITAL SELEÇÃO AGENTE COMUNITARIO RURAL – ACR

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Real é a moeda que mais valorizou ante o Dólar neste início de 2019

12 de jan de 2019 às 08:43 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

O mercado financeiro tem dado sinais de alívio e otimismo com o Brasil. Neste ano, o real é a moeda que mais se valorizou em relação ao dólar, enquanto a bolsa brasileira ostenta o segundo melhor desempenho global. Em 2019, a moeda brasileira já acumula valorização de 4,3% ante o dólar. Depois do real, o rublo, da Rússia (3,9%), e o rand, da África do Sul (3,6%), foram as moedas que mais se fortaleceram, segundo levantamento da agência de classificação de risco Austin Rating.  Já a bolsa brasileira subiu 6,57%, o que significa um desempenho inferior apenas ao do índice Merval, da Agentina (11,95%), de acordo com a provedora de informações financeiras Economatica. O Ibovespa, principal indicador da bolsa brasileira, a B3, fechou a semana a 93.658 pontos. A valorização do real e a alta da bolsa são explicadas por fatores externos e internos. No cenário internacional, há uma redução nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China e sinais de que os juros devem subir menos do que o esperado na economia norte-americana – taxas mais altas nos EUA têm potencial para atrair recursos aplicados em países emergentes. Internamente, a expectativa é pela agenda econômica do novo governo, com o encaminhamento da reforma da Previdência. A reforma é considerada fundamental para o acerto das contas públicas. Sem ela, a percepção de risco do Brasil pode piorar, provocando uma fuga de investidores, desvalorização do câmbio e consequente impacto para inflação e juros.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Indicadores do mercado de trabalho fecham 2018 com estabilidade

09 de jan de 2019 às 09:48 | em: Brasil,Emprego

Foto: Ilustração

Os dois indicadores do mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) fecharam 2018 com estabilidade. Tanto o Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp) quanto o Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) ficaram estáveis de novembro para dezembro. O Iaemp, que busca antecipar tendências do mercado de trabalho através de entrevistas com consumidores e com empresários da indústria e do setor de serviços, ficou em 97 pontos em uma escala de zero a 200. Apesar da estabilidade na passagem de novembro para dezembro, o indicador cresceu 2 pontos na média móvel trimestral, a segunda alta seguida. Já o ICD, que mede a percepção dos consumidores sobre a situação atual do desemprego, ficou em 98,9 pontos, em uma escala de zero a 200 (em que quanto maior a pontuação, pior é a avaliação dos consumidores). Apesar da estabilidade de novembro para dezembro, o ICD cresceu (ou seja, piorou) pelo terceiro mês consecutivo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Oportunidade: Loja Americanas abrirá filial em Araci

08 de jan de 2019 às 10:39 | em: Araci,Emprego

Foto: Ilustração

Araci recebe com muito entusiasmo a notícia divulgada pelo blog Bom Dia Cidade Notícias de que a rede de Lojas Americanas implantará uma de suas filiais no município. O site A Voz do Campo confirmou a informação. A loja será implantada na  Rua José Pinheiro, no centro da sede do município. Será, portanto, uma oportunidade de crescimento e de empregos para Araci.

Sobre a loja

As Lojas Americanas S.A. é uma empresa brasileira do segmento de varejo fundada em 1929 na cidade de Niterói (Rio de Janeiro) pelo austríaco Max Landesmann e pelos norte-americanos John Lee, Glen Matson, James Marshall e Batson Borger. A empresa conta com mais de 1320 estabelecimentos de vendas em todo o Brasil. É a quarta maior empresa varejista do país, segundo ranking do Ibevar de 2015.

Relembre

Lojas Americanas oferece 145 vagas de emprego para Euclides da Cunha e mais 5 cidades da Bahia

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Banco erra e clientes ficam milionários por algumas horas após o Natal

05 de jan de 2019 às 20:46 | em: Brasil,Economia

Um dos depósitos feitos na conta do empresário. Foto: Estadão

Entre as festas de Natal e ano-novo, alguns clientes do Banco Safra ficaram milionários de repente. Devido a um erro no sistema da instituição, foram depositados milhões de reais para alguns correntistas. Pouco tempo depois, o dinheiro foi estornado e, até agora, não houve esclarecimentos sobre o ocorrido por parte da situação. O empresário gaúcho Renan Rezende da Costa, de 36 anos, estava dormindo quando recebeu a ligação do sócio às 7h da manhã do dia 27 de dezembro: “Cara, olha a nossa conta a-go-ra. A gente tá milionário.” O Banco Safra havia depositado quase R$ 200 milhões nas contas corporativas movimentadas por Renan e três primos, donos da rede Atacadão dos Móveis, com sede em Porto Alegre. Foram feitos depósitos de R$ 52,5 milhões, R$ 35 milhões, R$ 42 milhões e R$ 70 milhões em quatro contas bancárias corporativas. O dinheiro entrou como se fosse resultado de compras feitas por clientes da rede no cartão de crédito. “Eu recebo esse tipo de crédito na conta todos os dias, mas são valores normais, nunca nesse porte”, disse Renan. Ele logo imaginou que fosse um erro do banco e nem chegou a procurar a instituição. “Fiquei monitorando por quase quatro horas e não fiz nenhuma movimentação. É triste estar milionário e não poder mexer no dinheiro”, brinca. “Me senti como um Eike Batista, com os bens bloqueados.” No dia seguinte, toda a movimentação feita pelo Safra nas contas da empresa foi excluída e não aparece sequer no extrato de dezembro. Assim como ele, outros clientes passaram pelo mesmo susto, mas ainda não se sabe quantos casos aconteceram nem o valor total dos depósitos realizados por engano. Procurado, o Banco Safra informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não irá se posicionar sobre o tema.(Estadão)

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em Dezembro de 2018

Foto: Ilustração

As informações são do Bando do Brasil, através do Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação, que inclui o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o Fundo Especial de Petróleo (FEP), a Desoneração das Exportações Lei 87/96 (ICMS), o Imposto Territrial Rural (ITR), o Imposto Estadual (ICS), os Royalties Da Anp – Lei 9.478/97 (ANP), os valores do Departamento Nacional de Produção Mineral (CFM), o Fundo Saúde (FUS), o Ipi Exportação – Cota Município, o FUNDEB, o Simples Nacional e o IPVA.

Mês: Dezembro de 2018

Serrinha: R$ 14.352.473,84 C
Desconto de R$ 2.263.026,89 D

Euclides da Cunha: R$ 11.782.929,52 C
Desconto: R$ 1.127.940,32 D

Araci: R$ 11.445.015,74 C
Desconto de R$ 1.760.793,90 D

Tucano: R$ 10.776.470,19 C
Desconto de R$ 1.579.789,63 D

Ribeira do Pombal: R$ 6.634.849,94 C
Desconto: R$ 1.334.831,39 D

Conceição do Coité: R$ 10.582.616,88 C
Desconto de R$ 1.776.254,75 D

Santaluz: R$ 8.646.840,92 C
Desconto de R$ 1.498.427,05 D

Teofilândia: R$ 5.616.576,26 C
Desconto de RR$ 851.732,22 D

Os valores apresentam-se com grande aumento com relação a Novembro de 2018. Confira:

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em Novembro de 2018

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Veja as dezenas sorteadas da Mega da Virada

31 de dez de 2018 às 19:36 | em: Brasil,Economia

Foto: Veja Abril

Os números da Mega da Virada foram sorteados na noite desta segunda-feira (31), em São Paulo. As dezenas sorteadas foram: 05 – 10 – 12 – 18 – 25 – 33. O rateio ainda não foi divulgado pela Caixa. O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso ninguém acerte os seis números, ele será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Temer não faz decreto, e salário mínimo fica em R$ 954 em vez de R$ 1.006

31 de dez de 2018 às 19:17 | em: Economia

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

O salário mínimo em 2019 permanecerá em R$ 954 até que o presidente Jair Bolsonaro publique um decreto para reajustar o piso das remunerações. Tradicionalmente, a publicação é realizada nos últimos dias do mês de dezembro, mas a assessoria do presidente Michel Temer informou que isso não ocorrerá. A previsão anterior era de R$ 1.006, segundo estimativa divulgada no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2019. O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários, como o abono salarial, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as aposentadorias e pensões do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O que entra na conta O salário mínimo é reajustado com base na inflação do ano anterior, levando em conta o INPC (no caso, o de 2018), mais o aumento do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes, ou seja, de 2017. Leia mais no Uol.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Araci, Tucano e Teofilândia podem ficar sem recursos federais em 2019

27 de dez de 2018 às 15:48 | em: Araci,Economia,Teofilândia,Tucano

Foto: Ilustração

3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 – O início de 2019 pode ser de mais dor de cabeça para os prefeitos de 3925 municípios do Brasil, que já reclamam da falta de dinheiro para honrar compromissos e estão partindo até mesmo para exonerações em massa de servidores, especialmente os comissionados. Esses 3925 municípios não atenderam ao prazo para manter o Cadastro da Dívida Pública (CDP) atualizado no Sistema de Análise da Dívida Pública, Operações de Crédito e Garantias da União, Estados e Municípios (Sadipem). De nome pomposo, a regra é simples: quem não homologar o CDP até 30 de janeiro de 2019 vai ficar impedido de receber transferências voluntárias da União já no dia seguinte, 31 de janeiro. Com isso, serão inscritos no Cadastro Único de Convênios (CAUC), mantido pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o que impede Estados e municípios de receber recursos federais – uma espécie de SPC do governo federal. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 O cadastro já era exigido, desde 2001, para os Municípios que desejassem contratar operação de crédito por meio de Pedidos de Verificação de Limites (PVL) junto às instituições financeiras ou a elas equiparadas. A norma, resultante da resolução do Senado Federal 43/2001, previa a obrigatoriedade, conforme a própria Lei de Responsabilidade Fiscal nos seus artigos 31 e 32. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 Recentemente, após edição do art. 27 da LC 156/2016 – que alterou o art. 48 da LRF -, o alcance da norma foi ampliado, para acrescentar também como requisito para transferências voluntárias o registro eletrônico centralizado e atualizado das dívidas públicas interna e externa, chamado de Cadastro da Dívida Pública (CDP). 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 No CDP deverão ser registradas informações adicionais extras a dívida consolidada, tais como precatórios, passivo atuarial e insuficiências financeiras, em razão do impacto econômico-financeiro no Estado ou município. A dívida pública se refere ao conjunto da qual a operação de crédito (empréstimo) faz parte, assim como os restos a pagar, precatórios, dívidas previdenciárias, depósitos em garantia e demais espécies de dividas de médio e longo prazo. A novidade, vigente para o próximo ano, foi definida pela Portaria STN 569/2018. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019

Atrasos

As dificuldades enfrentadas pelos municípios para receberem os extratos de suas dívidas atualizadas junto aos órgãos públicos e instituições financeiras. Anualmente, o encaminhamento dos balanços aos Tribunais de Contas são comprometidos pelo atraso no recebimento dos informes que dão base aos registros das dívidas. O que compromete, inclusive, o mérito da avaliação das contas. As informações desses parcelamentos referem-se ao Pasep, INSS, precatórios e FGTS, e também envolvem as concessionárias de abastecimento de energia e água e instituições financeiras, sendo entregues frequentemente com atraso. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 Em acréscimo, a metodologia de verificação no CDP é o comparativo dos dados lançados com os valores buscados automaticamente no Relatório de Gestão Fiscal (RGF) anexo 2 da Dívida Consolidada. Nele, são confrontados cada grupo de dívida com o registrado em ambos os sistemas, não sendo possível homologação se constatada divergência. Ou seja, o CDP não será validado até que todo valor no RGF seja igual ao valor no CDP nas linhas dos três quadros (Dívida consolidada, Valores não integrantes da dívida consolidada e Garantias concedidas). 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019

Impacto

Se a regra valesse hoje, os municípios não estariam só diante desse problema. São 3.925 municípios brasileiros em condição irregular, o que representa 70% do total. Cenário que tende a piorar se levadas em conta as demais tarefas planejadas para o início do exercício, como a Matriz de Saldos Contábeis (MSC), fechamento de Balanços e prestação de contas mensal e anual aos Tribunais de Contas, elaboração dos relatórios da LRF (RREO e RGF), Prestação de Contas dos Programas Federais da Educação (Siope, SIGPC, PAR), da Saúde (Siops), Assistência Social (Suasweb), entre outros da rotina administrativa financeira. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019 Os gestores devem dar atenção especial a questão, envolvendo o corpo técnico de contadores com a ferramenta e incentivem a aprendizagem do sistema do Sadipem, para registro do Cadastro da Dívida Pública no prazo. Assim, evita-se o bloqueio de transferências voluntárias e operações de crédito já no início do exercício seguinte. 3925 municípios podem ficar sem recursos federais em 2019.

Saiba se seu município está na lista clicando aqui

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Confira as vagas de empregos desta quarta-feira (26) em Feira de Santana

26 de dez de 2018 às 07:48 | em: Emprego,Feira De Santana

Foto: Ilustração

Emprego está difícil. Correto? Verdade. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 13 milhões de brasileiros estão desempregados. Mas há vagas sendo divulgadas em Feira de Santana e o site A Voz do Campo lhe mostra. Confira algumas logo abaixo, ou clique no link e veja outras.

Recepcionista

Requisitos: Ensino médio completo. Experiência desejada: 6 meses. Atividades: Irá recepcionar e atender clientes presencialmente ou por telefone atuará na conferencia de documentação e registro em sistema informatizado, organizará e monitorara o fluxo de atendimento. Atuar em Tempo integral Comercial.

Vendedor Interno (Parvi)

Área e especialização profissional: Comercial, Vendas – Venda Interna Nível hierárquico: Analista Local de trabalho: Feira de Santana, BA Regime de contratação de tipo Efetivo – CLT Jornada Período Integral Realizar venda com foco nos produtos da empresa; Fortalecer o relacionamento com os clientes; Atividades a serem desempenhadas: Prospecção de cliente; Gerir a carteira de clientes e identificar novas oportunidades de negócios; Atendimento e Negociação (na empresa e por telefone); Elaboração de Propostas Comerciais; Gerenciamento do processo de vendas (preenchimento sistema e acompanhamento do pedido até a entrega);

Vendedor I (Randstad Staffing)

Randstad contrata Vendedor I para atuar na cidade de Feira de Santana – BA. Remuneração: R$ 1841,00 + Variável Benefícios: VR + VA + Assistência Medica + Assistência Odontológica + PLR + Convenio farmácia + Seguro de vida + Descontos na compra de produtos de acordo com o tempo de casa. Escolaridade: Ensino médio completo Desejável: Ensino superior em andamento. Requisitos: – Experiência em vendas de eletrodomésticos, desejável linha branca – Pacote office Responsabilidades do Cargo: Vendas; atendimento ao publico; venda de serviços e produtos; organização dos produtos na loja e no estoque; realizar o processo de caixa; auxiliar o consumidor com os produtos até o veiculo; responsável em realizar atendimento via whatsapp. Local de trabalho: America Shopping Outlet (Feira de Santana – BA). Horário: Manha e tarde – escala 6×1

Servente (People2people RH)

Irá auxilia no planejamento, controle e programação da produção, monitora estoque de materiais e acompanha ordens de fabricação. Realiza carga e descarga de mercadorias e serviços de manutenção e limpeza. Qualificação: Residir em Feira de santana. (R$ 1.001 a R$ 1.500 por mês).

Confira mais vagas de emprego em Feira de Santana clicando AQUI

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bahia: 207 municípios terão participação maior no ICMS de 2019

20 de dez de 2018 às 08:04 | em: Bahia,Economia

Foto: Ilustração

A crise na economia nacional não impediu que 207 municípios baianos conseguissem superar os problemas e terão, em 2019, um aumento de participação na arrecadação proveniente do rateio de 25% do ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação) enquanto 210 irão sofrer redução em suas cotas de participação na arrecadação naquele imposto, em relação a 2018. Com variação positiva destacam-se os municípios de Nordestina (Região Nordeste), com 61,27%, e Maracás (Região Centro-Sul), que registrou crescimento de 51,34% enquanto as maiores variações negativas ficaram com Maragogipe (Mesorregião Metropolitana de Salvador), com menos 52,74% em relação a 2018, e Paulo Afonso (Mesorregião Vale Sanfranciscana), com uma queda de 40,80%. Os números foram conhecidos a partir da aprovação, na última quinta-feira (13.12), pelos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA), da resolução que fixa os percentuais do Índice de Participação dos Municípios (IPM) para aplicação em 2019. O presidente do TCE/BA, conselheiro Gildásio Penedo Filho, observou que este é um dos trabalhos mais importantes realizados pelo TCE/BA, em razão do alcance social dos seus resultados, uma vez que impacta na economia dos 417 municípios da Bahia, “ cuja maioria tem no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e no ICMS suas principais fontes de receita”. O TCE/BA é um dos poucos tribunais de contas do Brasil a desempenhar essa tarefa que, na maioria das unidades da Federação, fica sob a responsabilidade apenas das secretarias estaduais da Fazenda. Para definir os percentuais, os auditores da 3ª Coordenadoria de Controle Externo do TCE, auditam a base de dados usada pela Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz) para o cálculo do Índice de Valor Adicionado (IVA) dos municípios, que compreende informações contidas em diversos documentos econômico-fiscais. No que diz respeito aos municípios que tiveram variação positiva, 75,36% registrarão aumento de participação na arrecadação igual ou menor que 5%; 12,08 % terão aumento maior que 5% e igual ou menor a 10%; e 12,56% registram aumento superior a 10%. Na outra ponta da tabela, dos municípios que sofreram variação negativa em relação a 2018, um percentual de 67,62% viram sua participação na arrecadação cair em patamar menor ou igual a 5%; 17,62% terão redução maior que 5% e menor ou igual a 10%; e 14,76% terão redução superior a 10%.

Confira aqui a posição de todos os municípios.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.