Economia

Temer sanciona lei que permite preço diferente para cada forma de pagamento

27 de jun de 2017 às 16:07 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (26) a lei que permite aos comerciantes cobrarem preços diferentes para um mesmo produto, dependendo da forma como o cliente paga e do prazo de pagamento. Assim, o comerciante fica autorizado a cobrar um preço de quem paga com cartão e outro de quem paga em dinheiro, por exemplo. A prática, apesar de já ser comum no comércio, era proibida. A mudança foi proposta em dezembro pelo governo em forma de uma medida provisória. Como MPs têm validade imediata, a regra já estava em vigor desde aquela época. O texto, porém, teve que passar pelo Congresso, onde foi aprovado e enviado para sanção ou veto presidencial. Quando do anúncio, em dezembro, o governo disse esperar que a nova regra contribua para a redução dos custos do crédito ao consumidor. A Proteste, associação que atua na defesa do consumidor, é contra a medida. Ao passar pela análise do Congresso, os parlamentares incluíram no texto que o fornecedor do produto ou serviço deverá informar, em local visível ao consumidor, eventuais descontos oferecidos em função do prazo ou do instrumento de pagamento usado. No caso de descumprimento das regras, os comerciantes ficarão sujeitos a punições previstas em uma lei de 1990, como multa, apreensão de produtos, cassação de licença da atividade e interdição do estabelecimento. Em discurso após a sanção, Temer afirmou que a medida traz transparência para a economia. Para o presidente, a lei vai estimular a concorrência entre as operadoras de cartões, reduzir custos para o comerciante e beneficiar o consumidor. “Essa é uma medida de proteção ao consumidor. O lojista pode dar as mais variadas opções para o consumidor escolher. Em vez de impor amarras, nós damos liberdade. Cada indivíduo sabe o melhor para si. Não é o estado que deve saber”, disse.

Sistema Ascoob inaugura mais um Ponto de Atendimento na Bahia; veja as fotos

27 de jun de 2017 às 12:47 | em: Brasil,Economia

Foto: Ascom Sistema Ascoob


O Sistema Ascoob inaugurou neste mês de junho um Ponto de atendimento na cidade de Igrapíuna-BA. Ao todo o Sistema Ascoob atua em 16 territórios rurais do estado da Bahia, Sergipe e Alagoas com 07 cooperativas filiadas, 05 cooperativas conveniadas e com 32 pontos de atendimento abrangendo cerca de 60.990 mil cooperados. Já o Ascoob Cooperar que faz parte do Sistema está presente nos municípios de Araci, Canudos, Euclides da Cunha, Teofilândia e Tucano.Saiba mais (aqui).

Galeria de fotos
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob

TRE-BA lança edital de concurso público com 41 vagas

22 de jun de 2017 às 08:30 | em: Bahia,Emprego

Foto: Divulgação

No Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (21), foi publicado o edital do Concurso Público 2017 do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), que será realizado em agosto. As inscrições começam no dia 6 de julho e se encerram no dia 24 do mesmo mês, e podem ser feitas no site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe/Cespe).  As inscrições custam R$ 85 para analista e R$ 70 para técnico. Ao todo, são 41 vagas, sendo 16 para analista judiciário e 25 para técnico judiciário. Dessas, 39 são destinadas aos cartórios eleitorais dos municípios do interior. Para a capital, foram abertas duas vagas para cargos específicos. A aplicação das provas está prevista para 20 de agosto.

Cargos

As 16 vagas para os cargos de analista judiciário, com requisito de nível superior, se dividem em sete para a área Administrativa e nove na área Judiciária. Para técnico judiciário, sendo exigido nível médio, são 25 vagas, sendo 23 para área administrativa. Para Salvador são apenas duas vagas para cargos específicos de técnico judiciário, sendo uma para especialidade em Eletricidade e Telecomunicações e uma para especialidade em Operação de Computadores. O edital oferece também vagas para formação de cadastro reserva. Os vencimentos iniciais são de R$10.119,93, para nível superior e R$ 6.167,99, para nível médio. O presidente do TRE baiano, desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, comemorou a publicação do edital. “A realização do nosso concurso público foi uma das metas que estabeleci para 2017”, comentou.

Bancos cortam cartões de crédito de clientes de classes sociais com baixa renda

19 de jun de 2017 às 10:27 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

Os bancos têm cortado cartões de crédito de clientes de classes sociais mais baixas. O argumento é que o público representa mais riscos para as instituições financeiras. Conforme o Estadão Conteúdo, só os dois maiores bancos do país (Banco do Brasil e Itaú Unibanco) retiraram de circulação 1,2 milhão de cartões nos primeiros quatro meses deste ano. Os dados são dos próprios bancos. Em relação aos quatro primeiros meses de 2016, a queda foi ainda maior. A base de cartões do Banco do Brasil caiu de 22,2 milhões para 17,2 milhões, e a do Itaú recuou de 32,1 milhões para 28,9 milhões. Bradesco e Santander não abrem os números sobre a emissão e retirada dos cartões, porém executivos dizem que as instituições passaram a excluir clientes mais arriscados. A justificativa é para diminuir os juros e as taxas do crédito parcelado, a nova modalidade que o governo impôs no lugar do crédito rotativo.  Ainda segundo reportagem, símbolo da ascensão da classe C ao universo do consumo, o uso de cartão de crédito dá sinais de exaustão diante da recessão e da cautela dos operadores com o calote que chegou aos 40% no crédito rotativo.

Operação da PF desarticula esquema de fraude contra INSS com prejuízo de R$ 2,3 milhões

08 de jun de 2017 às 16:38 | em: Bahia,Economia

Foto: Ilustração

A operação “Monte Gordo” cumpre seis mandados de prisão preventiva e outros seis de busca e apreensão em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador e Nilo Peçanha, no sul do estado, na manhã desta quinta-feira (8). O objetivo é desarticular um organização criminosa especializada em fraudar o INSS, que já deu prejuízo de R$ 2.300.000 aos cofres da Previdência. Conforme a Polícia Federal, as investigações apontam que o grupo, formado por cerca de seis integrantes, atuava desde 2009 e exerciam, mediante fraudes, as funções de procuradores em benefícios assistenciais à pessoa idosa. A quadrilha criava pessoas fictícias por meio de documentos não confiáveis e procurações falsas concedidas aos fraudadores, para que o saque dos benefícios fossem feitos. O prejuízo milionário é referente a 54 benefícios que foram analisados pela Inteligência Previdenciária. De acordo com a Polícia Federal, o valor do rombo evitado com a operação, é de R$ 2.860.000, se considerar a expectativa de vida na tabela do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Além da Bahia, o estado de Minas Geriais também possui mandados em cumprimento. Participam da operação cerca de 40 policiais federais, seis servidores da Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda e dois servidores do INSS.

Petrobras reajusta gás de botijão em 6,7% nas refinarias com nova política de preços

07 de jun de 2017 às 16:41 | em: Economia

Foto: Ilustração

A diretoria executiva da Petrobras aprovou uma nova política de preços para a venda às distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) em botijões, para uso residencial, com o primeiro reajuste previsto para esta quinta-feira (8), informou a estatal. A nova fórmula de preços levará a aumento médio nas refinarias de 6,7% em junho. Nos próximos meses, os reajustes estão previstos para o dia 5 de cada mês. O último reajuste do gás de botijão ocorreu no dia 21 de março. A nova política de preços não se aplica ao gás de uso industrial e comercial, de acordo com a estatal. Se repassado integralmente ao consumidor, a Petrobras calcula que o preço do gás de cozinha subira, em média, 2,2%, ou R$ 1,25 por botijão, “se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos”. O preço ao consumidor não necessariamente reflete o ajuste nas refinarias. Isso depende de repasses por outros agentes da cadeia de combustíveis, como distribuidoras e revendedores. O preço final às distribuidoras será formado pela média mensal dos preços do butano e do propano no mercado europeu, convertida em reais pela média diária das cotações de venda do dólar, mais uma margem de 5%, informou a Petrobras.

Caixa antecipa pagamento das contas inativas do FGTS

07 de jun de 2017 às 16:21 | em: Economia

 

Foto: Ilustração

Boa notícia para quem nasceu nos meses de setembro, outubro e novembro. Você vai poder sacar antecipadamente o dinheiro da conta inativa do FGTS, que estava previsto inicialmente para o dia 16 de junho. O pagamento vai começar sábado agora, dia 10.  7,5 milhões de brasileiros serão beneficiados. 10,9 bilhões de reais serão pagos nesta leva. Mais de 2 mil agências estarão abertas em todo o país, entre 9h e 15h deste sábado. As agências da Caixa também vão funcionar em horário especial nos dias 12, 13 e 14 de junho: duas horas mais cedo. A relação das agências está no site da Caixa Econômica Federal. Nas regiões em que os bancos abrem às 9h, as agências abrirão às 8h e terão o horário de atendimento prorrogado em 1h. A vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Deusdina Pereira, disse que a estratégia de antecipar o atendimento é beneficiar os trabalhadores nascidos no período. “Antecipamos o calendário para o dia útil de 12 de junho e apresentamos a alternativa de levantamento dos valores das contas inativas FGTS a partir do sábado (10) com objetivo de levar ainda mais comodidade aos trabalhadores. Com a liberação dessa fase entramos na reta final dos pagamentos das contas inativas do FGTS”, afirma Deusdina. Valores até R$ 1.500,00 podem ser sacados no autoatendimento, somente com a senha do Cidadão. Para valores até R$ 3.000,00, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha no autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3.000,00, os saques devem ser feitos nas agências Caixa. Os trabalhadores devem levar o documento de identificação e Carteira de Trabalho, ou outro documento que comprove a rescisão de seu contrato. Para valores acima R$ 10 mil é obrigatória a apresentação dos documentos. Canais exclusivos e adesão ao crédito em conta. A CAIXA criou um serviço exclusivo em seu site para facilitar o atendimento ao trabalhador que tem direito ao pagamento de conta inativa. Na página, o trabalhador pode visualizar se possui contas contempladas pela MP 763/16, o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Outra opção de atendimento é o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo 0800 726 2017. Para realizar a consulta do saldo no 0800 ou no site, o trabalhador deve informar seu número de CPF ou PIS/PASEP (NIS). Nesses canais, o trabalhador pode, inclusive, indicar que deseja receber o crédito em uma de suas contas na Caixa. O pagamento das contas inativas começou em 10 de março e vai até o dia 31 de julho deste ano, de acordo com o mês de aniversário do trabalhador.

Garimpo de ametista na Bahia atrai mercado ilegal de indianos, chineses e japoneses

06 de jun de 2017 às 09:21 | em: Bahia,Economia

Foto: Reprodução

Ragesh é como ele se apresenta aos que operam para ele. Mas todos na mina recém-descoberta em Sento Sé e nas ruas da cidade o conhecem pelo apelido de “Indiano” (VER). Nas primeiras semanas que se seguiram à descoberta da jazida no povoado de Quixaba, o Indiano se deslocou para lá, entrincheirou-se no quarto do Hotel da Geralda, na praça central do município, e montou um escritório informal para negociar centenas de quilos de ametista. Pessoas como Ragesh atuam no mercado clandestino de pedras preciosas como contrabandista e se articulam em uma rede que inclui ainda atravessadores e compradores. Para pequenos lotes, de até R$ 10 mil, o pagamento é feito em dinheiro. Valores maiores são repassados por meio de transferência eletrônica, direto para a conta. Característica dos indianos, a habilidade para negociar de Ragesh é apontada pelos que comercializam ametista para ele. Primeiro, oferece uma quantia. Nem um centavo a mais. Caso não seja aceita, tudo bem. Caso o vendedor retorne depois, disposto a aceitar a soma anterior, a oferta cai invariavelmente em cerca de 20%.

Mercadores

Em geral, os atravessadores, também chamados de pedristas, são ex-garimpeiros da região que subiram na cadeia.  Negociam quantidades menores e costumam adquirir lotes diretamente no garimpo para revender aos compradores. Já estes são empresários ou autônomos com maior poder financeiro, quase sempre vindos de estados ou cidades baianas com tradição em pedras preciosas. Especialmente, diamantes, esmeraldas, ametistas e rutilo. Na parte mais baixa  da cadeia, estão os garimpeiros. Cada quilo de ametista bruta vendido por eles custam entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil. A variação depende da qualidade da pedra. Leva-se em conta a intensidade de cor, limpidez e formato da pedra. O chamado “pião”, cuja ponta forma um hexagono perfeito, são as prediletas. Nas mãos dos atravessadores, o quilo pode ser repassado de R$  4 mil a R$ 8 mil. Já os compradores revendem para contrabandistas internacionais ou empresas legais no segmento de gemas por o dobro ou o triplo do valor que pagaram. Aos “quijilas”, que classificam as pedras no garimpo de acordo com a categoria, sobram os produtos de valor baixo, destinados aos artesãos. Há compradores e atravessadores que também abriram o próprio serviço de extração no povoado de Quixaba. É o caso de Procópio da Silva Reis Filho, vereador de Pindobaçu pelo PCdoB.

Vereador | Foto: Reprodução

Poroca, como é mais conhecido, demarcou seu buraco no topo da mina e, junto com garimpeiros que trabalhavam com ele nas jazidas de esmeralda da Serra das Carnaíbas, começou a retirar lotes grandes de ametista.

Exterior

Na turma de grandes compradores que desembarcaram em Sento Sé, facilmente reconhecidos pelas picapes luxuosas com tração 4×4,  estão Hugo e Gleidson. Ambos só aceitaram conversar com a reportagem após negociar duas condições: nada de fotos ou de nomes completos.  O primeiro, natural de Campo Formoso, costuma vender diretamente para estrangeiros. Também leva pedras para fora do Brasil. Sobretudo, para Bangkok, na Tailândia, considerada a capital mundial das gemas lapidadas que circulam no mercado clandestino. O segundo, um ex-lapidário de Goiás, movimenta grandes lotes de pedras para negociantes de Minas Gerais ou contrabandistas da Índia, China e Japão. Tanto Minas quanto esses três países absorvem grande parte da produção do Brasil. Em Sento Sé, além de indianos, já chegaram chineses e japoneses, que preferem comprar no garimpo, guardam as pedras em fazendas e andam sempre com seguranças. Basicamente, policiais da região. Cada contrabandista tem um mecanismo próprio de levar as pedras para o exterior. Chineses e japoneses usam o artifício da carga embarcada, em articulação com exportadores de frutas que trocaram seus países de origem pelo Vale do São Francisco. As pedras são armazenadas em caminhões de manga ou uva, sempre com nota fiscal de valor baixo. Daí, a carga é embarcada nos navios dentro de contêineres. Já os indianos são mais silenciosos.  “Eles não dizem, ninguém conhece quem são os caras que carregam as pedras para eles”, diz Gleidson.  Tudo ao arrepio da lei. (Correio24horas)

Após criar moeda própria, cidade do Piauí não registra assalto há um ano

04 de jun de 2017 às 07:49 | em: Brasil,Economia

Foto: Reprodução

A cidade piauiense de São João do Arraial, com apenas 7.337 e que fica localizada a 253 km de Teresina, não registra homicídio e assaltos há pelos menos um ano, mesmo com o efetivo policial sendo de apenas três homens. Segundo os moradores e a polícia, o motivo de tanta calmaria seria a criação da própria moeda que movimenta a economia da cidade, o “cocal”. A vida no pequeno município é bem diferente da maioria das cidades. A tranquilidade que é motivo de orgulho para os moradores. “Me sinto segura, a gente anda a noite, anda de bicicleta na rua e é bom demais”, disse a aposentada Cesarina Borges. A dona de casa Francisca das Chagas Mesquita garantiu que não tem preocupação com a violência que atinge outras cidades. “Ainda não tem essas violências que não dê de dormir com a porta aberta, não”, afirmou. O cocal é uma moeda que só circula no município. Com esse dinheiro as pessoas pagam conta, recebem salário, bolsa família e até fazem empréstimos. “Uma moeda segura, porque, inclusive, ela é aprovada pelo banco central e para cada cocal circulando em nosso município nós temos um real no banco dos cocais”, relatou João Alves da Cruz, controlador do município.

Cocal

A moeda tem o mesmo valor do real, mas com maior poder de compra graças aos descontos oferecidos em todos os estabelecimentos comerciais do município. Se um produto custa R$ 10, pagando com a moeda social, custará C$ 9. O desconto é possível porque, para cada cocal emitido, há um lastro de um real garantido pela organização financeira comunitária. As cédulas são estampadas com ícones da cultura e economia local, além possuir um selo que dificulta a sua falsificação. De acordo com o coordenador Mauro Rodrigues, o banco tem o custo de R$ 0,15 por moeda fabricada, além de arcar com o transporte desde Fortaleza, onde está a gráfica de confiança do Instituto Palmas, gestor e certificador de bancos comunitários no Brasil, e responsável pela impressão das notas.

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em maio de 2017

Foto: Ilustração

As informações são do Bando do Brasil, através do Demonstrativo de Distribuição da Arrecadação, que inclui o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o Fundo Especial de Petróleo (FEP), a Desoneração das Exportações Lei 87/96 (ICMS), o Imposto Territrial Rural (ITR), o Imposto Estadual (ICS), os Royalties Da Anp – Lei 9.478/97 (ANP), os valores do Departamento Nacional de Produção Mineral (CFM), o Fundo Saúde (FUS), o Ipi Exportação – Cota Município, o FUNDEB, o Simples Nacional e o IPVA.

Mês: Maio de 2017

Serrinha: R$ 9.785.953,04
Araci: R$ 8.321.665,71
Tucano: R$ 7.508.898,88
Conceição do Coité:R$ 6.995.822,98
Santaluz: R$ 5.730.729,04 C
Teofilândia: R$ 3.882.681,82 C

Os valores são, em média, 1 milhão a mais que em abril de 2017. Confira:

Veja quanto entrou na conta da Prefeitura de sua cidade em abril de 2017

Petrobras reduz preço da gasolina em 5,4% e do diesel em 3,5%

27 de maio de 2017 às 08:40 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (25) que decidiu reduzir o preço médio nas refinarias em 5,4% para a gasolina e em 3,5% para o diesel. “A decisão foi guiada predominantemente por um aumento significativo nas importações no último mês, o que obrigou ajustes de competitividade da Petrobras no mercado interno”, informou a estatal em comunicado. “Se o ajuste feito hoje for integralmente repassado e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode reduzir 2,2%, ou cerca de R$ 0,07 por litro, em média, e a gasolina, 2,4% ou R$ 0,09 por litro, em média”, projeta a Petrobras. Em abril, a petroleira tinha elevado o preço da gasolina em 2,2%, na média, e do diesel em 4,3% nas refinarias, citando a elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais.

Justificativas

Segundo a Petrobras, a importação de gasolina por terceiros para o mercado interno aumentou de 240 mil metros cúbicos em fevereiro para 419 mil em abril. No diesel a importação passou de 564 mil metros cúbicos em fevereiro para 811 mil em abril. “Com isso, as refinarias da Petrobras podem chegar a um fator de utilização abaixo do último dado divulgado pela companhia em seus resultados trimestrais, que foi de 77%”, informou. No comunicado, a companhia sinalizou ainda que os preços de combustíveis podem ser revistos com frequência ainda maior. “O comitê executivo avaliou ainda que a política de preços com correções pelo menos mensais, embora um avanço significativo em relação ao sistema anterior, não tem refletido tempestivamente as volatilidades de preços de internacionais de derivados e câmbio entre as datas dos reajustes, fato agravado pelo acréscimo recente na volatilidade da taxa de câmbio. Esta constatação tem crescentemente sido parte das discussões do GEMP e pode fundamentar aumentos na frequência dos ajustes de preços”, disse.

Inscrições do Concurso IBGE 2017 se encerram nesta terça (23); são 24 mil vagas

22 de maio de 2017 às 09:53 | em: Brasil,Emprego

Foto: llustração

Última chance! O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Concurso IBGE) encerra nesta terça-feira, dia 23 de maio, as inscrições de seu segundo processo seletivo que  selecionará profissionais temporários para atuarem no Censo Agropecuário. São oferecidas de 24 mil vagas para candidatos com níveis fundamental e médio de escolaridade. As participações são aceitas no site da organizadora, que é a Fundação Getúlio Vargas, até 23h59. As taxas são no valor de R$ 27, R$ 41, R$ 42,50 R$ 22 ou R$ 39,50 ou R$ 78. O prazo vai das 10h às 23h59, sabendo que os candidatos devem pagar o valor da inscrição até 9 de junho de 2017. O destaque do segundo edital está na função de recenseador, cargo destinado a quem possui apenas o nível fundamental. São 18.829 vagas. A remuneração é por produtividade, mas segundo informações passadas pelo IBGE, na seleção passada, os rendimentos podem chegar a R$ 3 mil. Há ainda 1.256 vagas temporárias de agente censitário municipal (nível médio; R$ 2.358); e 4.854 de agente censitário supervisor (nível médio; R$ 2.058). O primeiro edital conta com 1.071 vagas, sendo 349 vagas de agente censitário regional (nível médio e habilitação, com R$ 2.958), 377 de agente censitário administrativo (médio e R$ 1.958), 174 de agente de informática (médio/técnico e R$ 2.158), e 171 de analista censitário (superior e R$ 4.458). Esse último dividido em 18 especialidades.

Conta de água está 8,8% mais cara e Embasa diminuiu a quantidade de água da tarifa mínima

16 de maio de 2017 às 09:21 | em: Bahia,Economia

Foto: Ilustração

Além do reajuste de 8,8% na conta de água, que será cobrado a partir do mês de junho, a Embasa foi autorizada pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) a diminuir a quantidade de água que o consumidor pode usar para pagar a tarifa mínima. Da forma como é cobrada atualmente, a tarifa mínima é cobrada para quem utiliza até 10 metros cúbicos d e água no mês mas, a partir de agosto, para pagar o valor mínimo, o consumidor só poderá gastar até 6 metros cúbicos de água. Na prática, um metro cúbico equivale a 1.000 litros, quantidade média de água utilizada durante uma semana por uma família de quatro pessoas. No sistema atual, o valor da tarifa mínima é de R$ 25,30, ou seja, o consumidor paga R$ 25,30 e pode gastar até 10 metros cúbicos de água. Com o reajuste de 8,8% e mais a mudança de sistema, o consumidor só poderá gastar 6 metros cúbicos para pagar a tarifa mínima, que será reajustada para R$ 27, 50. O pedido de reestruturação no sistema de cobrança da tarifa foi feito pela Embasa em 2016, quando a empresa pediu reajuste de mais de 50% à Agersa, que negou o aumento. Através de nota, a Embasa afirmou que, no novo sistema, a principal mudança é a criação de uma nova faixa de consumo, entre 7 e 10 metros cúbicos (m³) de água por mês. Com isso, a tarifa mínima cobrada pela Embasa passará a ser aplicada para quem consome até 6m³ mensais. Na nova faixa (7m³ a 10m³), cada metro cúbico excedente do volume mínimo terá o valor de R$ 1,09 na categoria residencial normal, R$ 0,98 na categoria residencial intermediária e R$ 0,76 na categoria residencial social.

Brasil terá até 3,6 milhões de ‘novos pobres’ em 2017, diz Banco Mundial

15 de maio de 2017 às 14:56 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

O número de pessoas vivendo na pobreza no Brasil deverá aumentar entre 2,5 milhões e 3,6 milhões até o fim de 2017, afirmou um estudo inédito do Banco Mundial divulgado nesta segunda-feira (13). Segundo o documento, a atual crise econômica representa uma séria ameaça aos avanços na redução da pobreza e da desigualdade, e a rede de proteção social – como o Bolsa Família – tem um papel fundamental para evitar que mais brasileiros entrem na linha da miséria.  De acordo com a instituição, o aumento do número de “novos pobres” vai se dar principalmente em áreas urbanas, e menos em áreas rurais – onde essas taxas já são mais elevadas. O texto diz ainda que as pessoas que cairão abaixo da linha de pobreza, como consequência da crise, provavelmente são adultos jovens, de áreas urbanas, principalmente do Sudeste, brancos, qualificados e que trabalhavam anteriormente no setor de serviços. Para evitar o aumento da pobreza extrema, o governo federal teria que aumentar o orçamento do Bolsa Família neste ano para R$ 30,4 bilhões, afirma o Banco Mundial.

Descoberta de pedras preciosas atrai centenas de pessoas a cidade no norte da Bahia

13 de maio de 2017 às 11:51 | em: Bahia,Economia

Foto: Reprodução

Uma jazida de ametistas foi descoberta há cerca de 15 dias, no alto de uma serra na cidade de Sento Sé, região norte da Bahia, e a possibilidade de livre extração atraiu cerca de sete mil pessoas ao local, mudando a rotina dos moradores. As pedras são comercializadas por até R$ 3 mil o quilo. A mina fica no alto da Serra da Quixaba, a 54 km do centro de Sento Sé. Para chegar lá, o único acesso é uma estrada de areia, onde muitos carros e motos atolam. No entanto, as dificuldades não têm impedido a chegada de centenas de pessoas, até mesmo a pé. Muita gente montou acampamento no local e a negociação das pedras é feita no local. O valor do quilo de ametista varia de R$ 500 a R$ 3 mil, dependendo da qualidade das pedras. Quem extrai as pedras precisa encarar ainda a difícil escalada na Serra da Quixaba, que dura cerca de 40 minutos. A descoberta foi feita pelo o filho do agricultor Edvaldo dos Santos. “Ninguém sabia. Nós começamos a cavar e achamos.

Foto: Reprodução

Eu, meu filho e um colega meu”, revela Edvaldo. A agricultora Clezoneide da Mata também conseguiu encontrar pedras na região. “A gente veio se aventurar aqui. Mexendo com a mão, surgia debaixo da terra as pedras”, diz. Com a chegada de vários grupos em busca de ganhar dinheiro com a venda da ametistas, os preços de produtos em lojas e supermercados de Sento Sé foram inflacionados. Uma garrafinha de 500 ml de água mineral chega a ser vendida por até R$ 10. Os valores para aluguel de casas também dispararam. Passaram de R$ 400, em média, para até R$ 1.500. A maior movimentação acontece nas lojas de ferramentas e materiais de construção, onde são vendidas pás e picaretas, que auxiliam na extração da ametista. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE) diz que teve conhecimento do garimpo e que deve enviar uma equipe neste mês ao local. Em 2016, a comercialização da ametista movimentou mais de R$ 5 milhões no estado.