Paula Toller, ex-Kid Abelha, processa PT e Fernando Haddad por uso de música em campanha

10 de jul de 2019 às 20:36 | em: Brasil

Foto: Eduardo Nicolau / Estadão/Reprodução/Instagram

Ex-vocalista do Kid Abelha, Paula Toller entrou na Justiça contra o Partido dos Trabalhadores (PT) e Fernando Haddad, pelo uso de um vídeo no qual a cantora aparece cantando a música “Pintura Íntima” na última campanha presidencial. De acordo com informações de Sonia Racy, no Estadão, a artista pede uma indenização no valor de R$ 200 pelo uso indevido de sua imagem e da obra. O vídeo em questão mostrava um trecho do “Acústico MTV”, no qual Paula Toller aparecia ao lado de George Israel, outro ex-integrante do Kid Abelha, cantando o refrão “Fazer amor de madrugada, Amor com jeito de virada”. Apoiadores de Haddad usaram o material durante o movimento “vira voto”, que na etapa final das eleições tentava converter eleitores, contra Jair Bolsonaro (PSL). Na ocasião, a cantora chegou a recorrer ao TRE para que o material fosse retirado das redes sociais. À época, em oposição à artista, Leoni, que assina a autoria de “Pintura Íntima” junto com Paula Toller, decidiu apoiar o “vira voto”, tendo inclusive gravado um vídeo ao lado do filho, cantando a música.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.