Hoje na História: Lampião, morre numa emboscada na fazenda de Angicos, sertão de Sergipe.

28 de jul de 2015 às 12:31 | em: Brasil
11800256_898558263550409_7739585881653482358_n (1)

A força volante, seguindo o costume da época, decepou a cabeça de Lampião, Maria Bonita e outros integrantes de seu bando| Foto: Reprodução

No dia 28 de julho de 1938, o cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião, morre numa emboscada na fazenda de Angicos, sertão do Sergipe. O bando de Lampião foi pego totalmente desprevenido na emboscada. Quando os policiais do Tenente João Bezerra e do Sargento Aniceto Rodrigues da Silva abriram fogo com metralhadoras portáteis, os cangaceiros não puderam empreender qualquer tentativa viável de defesa. O ataque durou cerca de vinte minutos e poucos conseguiram escapar ao cerco e à morte. Dos trinta e quatro cangaceiros presentes, onze morreram ali mesmo. Lampião foi um dos primeiros a morrer. Logo em seguida, Maria Bonita, sua mulher, foi gravemente ferida. Alguns cangaceiros, transtornados pela morte inesperada do seu líder, conseguiram escapar. Bastante eufóricos com a vitória, os policiais apreenderam os bens e mutilaram os mortos. Apreenderam todo o dinheiro, o ouro e as joias. A força volante, seguindo o costume da época, decepou a cabeça de Lampião, Maria Bonita e outros integrantes de seu bando, como mostra a imagem(História Digital).

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.