Brasil

PF suspende emissão de passaporte por falta de orçamento

28 de jun de 2017 às 16:04 | em: Brasil

Foto: Reprodução

A Polícia Federal suspendeu a confecção de novos passaportes solicitados a partir desta terça-feira (27), às 22h. Segundo comunicado emitido pela corporação nesta terça, a medida foi instituída por conta da insuficiência no orçamento destinado às atividades de controle migratório e à emissão de documentos. A PF manterá, no entanto, o agendamento online do serviço e o atendimento nos postos do órgão – não há previsão, no entanto, para entrega do passaporte solicitado enquanto não for normalizada a situação orçamentária. Os cidadãos que foram atendidos nos postos de emissão até esta terça receberão seus passaportes. A PF informou ainda que “acompanha atentamente a situação junto ao Governo Federal para o restabelecimento completo do serviço”.

Temer sanciona lei que permite preço diferente para cada forma de pagamento

27 de jun de 2017 às 16:07 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (26) a lei que permite aos comerciantes cobrarem preços diferentes para um mesmo produto, dependendo da forma como o cliente paga e do prazo de pagamento. Assim, o comerciante fica autorizado a cobrar um preço de quem paga com cartão e outro de quem paga em dinheiro, por exemplo. A prática, apesar de já ser comum no comércio, era proibida. A mudança foi proposta em dezembro pelo governo em forma de uma medida provisória. Como MPs têm validade imediata, a regra já estava em vigor desde aquela época. O texto, porém, teve que passar pelo Congresso, onde foi aprovado e enviado para sanção ou veto presidencial. Quando do anúncio, em dezembro, o governo disse esperar que a nova regra contribua para a redução dos custos do crédito ao consumidor. A Proteste, associação que atua na defesa do consumidor, é contra a medida. Ao passar pela análise do Congresso, os parlamentares incluíram no texto que o fornecedor do produto ou serviço deverá informar, em local visível ao consumidor, eventuais descontos oferecidos em função do prazo ou do instrumento de pagamento usado. No caso de descumprimento das regras, os comerciantes ficarão sujeitos a punições previstas em uma lei de 1990, como multa, apreensão de produtos, cassação de licença da atividade e interdição do estabelecimento. Em discurso após a sanção, Temer afirmou que a medida traz transparência para a economia. Para o presidente, a lei vai estimular a concorrência entre as operadoras de cartões, reduzir custos para o comerciante e beneficiar o consumidor. “Essa é uma medida de proteção ao consumidor. O lojista pode dar as mais variadas opções para o consumidor escolher. Em vez de impor amarras, nós damos liberdade. Cada indivíduo sabe o melhor para si. Não é o estado que deve saber”, disse.

Sistema Ascoob inaugura mais um Ponto de Atendimento na Bahia; veja as fotos

27 de jun de 2017 às 12:47 | em: Brasil,Economia

Foto: Ascom Sistema Ascoob


O Sistema Ascoob inaugurou neste mês de junho um Ponto de atendimento na cidade de Igrapíuna-BA. Ao todo o Sistema Ascoob atua em 16 territórios rurais do estado da Bahia, Sergipe e Alagoas com 07 cooperativas filiadas, 05 cooperativas conveniadas e com 32 pontos de atendimento abrangendo cerca de 60.990 mil cooperados. Já o Ascoob Cooperar que faz parte do Sistema está presente nos municípios de Araci, Canudos, Euclides da Cunha, Teofilândia e Tucano.Saiba mais (aqui).

Galeria de fotos
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob
  • Foto: Ascom Sistema Ascoob

Jovens roubam garrafas de catuaba e PM usa até helicóptero para encontrá-los

26 de jun de 2017 às 15:08 | em: Brasil

Foto: Ilustração

Quem saiu às ruas nos últimos carnavais brasileiros sabe que catuaba virou coisa séria. E não aquela que se coloca no açaí ou nas vitaminas reforçadas dos marombeiros, falo da bebida, a selvagem, feita à base de vinho e guaraná. A bebida é uma constante dos botecos brasileiros há décadas mas, ultimamente, virou a rainha dos foliões. A coisa ficou tão séria que três jovens, um de 19 anos e dois adolescentes de 14, entraram em um supermercado em Santa Maria, Belo Horizonte, Minas Gerais, roubaram quatro garrafas de catuaba e foram perseguidos até com o auxílio de um helicóptero da polícia. Os três usaram uma arma para render o gerente do supermercado e colocaram as garrafas na mochila. Vinho? Uísque? Champanhe? Nada além de quatro garrafas de catuaba. Depois, os três fugiram para uma mata próxima. Foram encontrados tentando se esconder numa vala, e o helicóptero da PM mineira foi fundamental para o cerco.

Avião com 500 kg de cocaína é interceptado em operação da FAB com a PF em Goiás

26 de jun de 2017 às 14:01 | em: Brasil

Foto: Divulgação / PM Goiás

Um avião bimotor com cerca de 500 quilos de cocaína foi interceptado por um avião A-29 Super Tucano da Força Aérea Brasileira (FAB), no interior de Goiás, neste domingo (25). A ação integra a Operação Ostium, que tem o objetivo de coibir ilícitos transfronteiriços. Além da FAB, a Polícia Federal e outros órgãos de segurança pública participaram da força-tarefa. Segundo informações divulgadas pela Aeronáutica, o avião decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso pertencente a família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com destino a Santo Antonio Leverger, também no Estado. O piloto da FAB comandou a mudança de rota e o pouso obrigatório no aeródromo de Aragarças, em Goiás. Em um primeiro momento, o bimotor seguiu as instruções da defesa aérea, mas ao invés de pousar no aeródromo indicado, ele arremeteu. Em seguida, o piloto da FAB voltou a ordenar a mudança de rota e solicitou pouso, mas o avião interceptado não respondeu, sendo assim classificado como hostil. Para forçar o piloto da aeronave a cumprir as determinações da Defesa Aérea, o A-29 da FAB disparou um tiro de aviso e coordenou pouso obrigatório pela terceira vez. O bimotor insistiu em não responder a ordem e pousou na zona rural do município de Jussara, no interior de Goiás. Lá, um helicóptero da Polícia Militar foi acionado e fez buscas no local. De acordo com a Agência Brasil, o avião será removido para o quartel da Polícia Militar de Goiás, em Jussara. Já a droga será encaminhada para a Polícia Federal de Goiânia. A assessoria de imprensa do ministro afirma que divulgará uma nota sobre o tema nas próximas horas. A interceptação da aeronave se deu na Operação Ostium. A investigação é coordenada pelo Comando de Operações Aeroespaciais (Comae), da Aeronáutica, em conjunto com a Polícia Federal e outros órgãos de segurança e mira voos irregulares que possam estar ligados a crimes como o narcotráfico.

Conselho de Ética do Senado arquiva cassação de Aécio e Gilmar mendes vira relator de seu processo no STF

24 de jun de 2017 às 09:02 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

Arquivamento do pedido de cassação no Senado

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), informou nesta sexta-feira (23) ter arquivado o pedido de cassação de Aécio Neves (PSDB-MG). Após João Alberto comunicar a decisão, a assessoria de Aécio divulgou nota na qual disse que a defesa do parlamentar reitera a “absoluta correção” da conduta do tucano e reafirma que as afirmações de delatores da JBS não devem ser tratadas como prova (leia a íntegra mais abaixo). Após as delações da JBS se tornarem públicas, no mês passado, os partidos Rede e PSOL pediram a cassação do mandato de Aécio por quebra de decoro parlamentar. Cabe ao conselho analisar esse tipo de pedido e, se der prosseguimento, encaminhar um parecer ao plenário da Senado. O tucano está afastado do mandato desde o mês passado, por determinação do Supremo Tribunal Federal. Ele tem negado todas as acusações dos delatores e afirmado que provará a inocência.

Processo de Aécio Neves no STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes passará a conduzir um dos cinco inquéritos autorizados pela Corte para investigar o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht. Gilmar foi sorteado relator do inquérito nesta sexta-feira (23). Inicialmente, o inquérito estava sob a relatoria do ministro Luiz Edson Fachin, relator dos processos relacionados à Lava Jato no Supremo. Nesta semana, contudo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF que redistribuísse o inquérito, sob a argumentação de que os fatos narrados pelos delatores não têm conexão com as fraudes investigadas na Petrobras. Fachin concordou com a redistribuição e a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, determinou o sorteio.

Perícia da PF conclui que aúdio da conversa entre Temer e Joesley não sofreu edição

24 de jun de 2017 às 08:48 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

O laudo da perícia da Polícia Federal que analisou as gravações da conversa entre o empresário Joesley Batista, dono da empresa JBS, e o presidente Michel Temer e os gravadores usados pelo empresário aponta que não houve edição de conteúdo, ou seja, não houve manipulação nos diálogos. A informação foi confirmada por duas fontes envolvidas na investigação. A perícia oficial contesta a perícia contratada pela defesa de Michel Temer, do perito Ricardo Molina, que apontou entre 50 e 60 “pontos de obscuridade” e “mascaramentos” na gravação. Investigadores afirmam que os peritos da Polícia Federal encontraram pontos de descontinuidades técnicas, ou seja, variações no sinal de áudio, provocadas por questões técnicas, sem sinais de fraude ou edição. O laudo acrescenta que as conversas de Joesley com o presidente têm lógica e coerência. De acordo com o laudo da PF um dos dois gravadores que o empresário apresentou à PF foi, de fato, utilizado para registrar a conversa. O laudo da PF foi entregue em mãos ao delegado do caso, que foi ao Instituto Nacional de Criminalística para recebê-lo. O parecer será enviado na segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal e anexado ao inquérito, cujo relatório parcial foi entregue pela Polícia Federal ao STF na última segunda-feira. O relatório afirma que evidências indicam “com vigor” que Temer e o ex-assessor e ex-deputado Rodrigo Rocha Loures cometeram crime de corrupção passiva. A PF aguardava a perícia da gravação para concluir as investigações sobre a suspeita de que Temer e Loures cometeram outros dois crimes: obstrução de justiça e formação de organização criminosa.

Doleiro Lúcio Funaro acusa Temer e diz ter pago comissões a Moreira Franco e Geddel

21 de jun de 2017 às 07:02 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro afirmou à Polícia Federal que o presidente Michel Temer fez “orientação/pedido” para que fossem feitas duas “operações” de liberação de crédito junto ao Fundo de Investimentos do FGTS para duas empresas privadas. Essas operações, segundo Funaro, geraram “comissões expressivas, no montante aproximado de R$ 20 milhões”. As declarações de Funaro, prestadas à PF no último dia 14, foram anexadas aos autos da Operação Patmos, que investiga Temer, e tornadas públicas nesta terça-feira (20). O dinheiro, segundo Funaro, foi destinado “principalmente” à “campanha para Presidência da República no ano de 2014” e à campanha do ex-deputado federal Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo em 2012. Segundo Funaro, ambas as operações “foram por orientação/pedido do presidente Michel Temer”. Segundo Funaro, as duas empresas beneficiadas foram a BrVias e a LLX. Funaro também afirmou ter ouvido do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que havia “conhecimento do presidente Michel Temer a respeito da propina sobre o contrato das plataformas entre a Petrobras Internacional e o grupo Odebrecht”. “Essa informação lhe foi repassada por Cunha”, disse Funaro.

 

STF determina prisão domiciliar de Andrea Neves e adia pedido de prisão de Aécio

21 de jun de 2017 às 06:49 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

A prisão preventiva da irmã do senador Aécio Neves, Andrea Neves, também foi substituída por prisão domiciliar, por determinação da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Anteriormente, a Turma determinou a transformação de prisão preventiva em domiciliar do ex-assessor de Zezé Perrela, Mendherson Souza Lima, operador de Aécio Neves no recebimento de dinheiro da JBS. A prisão domiciliar também foi decretada para o primo de Aécio, Frederico Pacheco. Na semana passada, o STF manteve a prisão de Andrea por risco de intervenção nas investigações. O pedido de prisão do senador Aécio Neves foi adiado pelo relator do caso, ministro Marco Aurélio. A defesa do senador afirma que o pedido de prisão deve ser julgado no plenário do STF e não na turma.

Comissão do Senado rejeita Reforma trabalhista

20 de jun de 2017 às 15:47 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

A comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado rejeitou nesta terça-feira (20), por 10 votos a 9, o relatório da reforma trabalhista elaborado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que era favorável ao texto aprovado pela Câmara. No lugar do parecer de Ferraço, a comissão aprovou um texto alternativo, do senador oposicionista Paulo Paim (PT-RS). O relatório de Paim recomenda a rejeição integral da reforma. O resultado representa uma derrota para o governo Michel Temer, que vê na reforma trabalhista uma das principais medidas para a área econômica. A reforma foi enviada ao Congresso pelo presidente Michel Temer no ano passado. Um dos principais dispositivos do projeto é estabelecer pontos que poderão ser negociados entre patrões e empregados. Em caso de acordo coletivo, esses pontos passam a ter força de lei.

PF conclui que Temer cometeu ato de corrupção e pede mais tempo para apurar

20 de jun de 2017 às 13:31 | em: Brasil

Foto: Ilustração

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), tinha tudo para sair nesta segunda-feira do Brasil  rumo à Rússia e à Noruega com a espada na cabeça: no seu regresso, a expectativa era de que o  procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já o tivesse denunciado no Supremo Tribunal Federal, dando largada na ofensiva jurídica, com base na delação da JBS, que pode tirá-lo do poder. No início da noite, o mandatário confirmou uma notícia ruim, mas, em tese, também ganhou um alento. A Polícia Federal concluiu, em um relatório parcial, que o presidente cometeu crime de corrupção passiva, porém pediu um prazo de mais cinco dias para apurar se há indícios dos delitos de obstrução à Justiça e participação em organização criminosa. Confira mais em El País Brasil.

Ladrões rendem seguranças e roubam 391 armas de fórum na Grande SP

19 de jun de 2017 às 15:54 | em: Brasil,Policia

Foto: Reprodução

Criminosos roubaram 391 armas de fogo do Fórum de Diadema, na Grande São Paulo, na noite de sábado (17), segundo informações da Secretaria da Segurança Pública. Os bandidos chegaram ao local por volta das 19h e renderam os três vigilantes que faziam a segurança do empreendimento. As armas ficavam dentro de um cofre e eram provas de processos judiciais. Entre os itens estão 294 revólveres e 87 pistolas. A lista de armas inclui ainda submetralhadoras e um fuzil. O caso foi registrado no 1º DP de Diadema, que investiga o caso.

Bancos cortam cartões de crédito de clientes de classes sociais com baixa renda

19 de jun de 2017 às 10:27 | em: Brasil,Economia

Foto: Ilustração

Os bancos têm cortado cartões de crédito de clientes de classes sociais mais baixas. O argumento é que o público representa mais riscos para as instituições financeiras. Conforme o Estadão Conteúdo, só os dois maiores bancos do país (Banco do Brasil e Itaú Unibanco) retiraram de circulação 1,2 milhão de cartões nos primeiros quatro meses deste ano. Os dados são dos próprios bancos. Em relação aos quatro primeiros meses de 2016, a queda foi ainda maior. A base de cartões do Banco do Brasil caiu de 22,2 milhões para 17,2 milhões, e a do Itaú recuou de 32,1 milhões para 28,9 milhões. Bradesco e Santander não abrem os números sobre a emissão e retirada dos cartões, porém executivos dizem que as instituições passaram a excluir clientes mais arriscados. A justificativa é para diminuir os juros e as taxas do crédito parcelado, a nova modalidade que o governo impôs no lugar do crédito rotativo.  Ainda segundo reportagem, símbolo da ascensão da classe C ao universo do consumo, o uso de cartão de crédito dá sinais de exaustão diante da recessão e da cautela dos operadores com o calote que chegou aos 40% no crédito rotativo.

Joesley Batista: ‘Temer é o chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil’

17 de jun de 2017 às 08:53 | em: Brasil,Política

Foto: Ilustração

Um dos donos do grupo J&F, holding dos frigoríficos JBS, Joesley Batista, detalhou como era seu relacionamento com o presidente Michel Temer, desde 2009, quando se conheceram. Segundo o empresário, que explodiu a delação mais estrondosa da Operação Lava-Jato, citando o presidente da República e o agora senador afastado Aécio Neves diversas vezes, Temer é o “chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil”. A declaração foi dada em entrevista à revista Época.  Joesley, que prestou mais um depoimento na manhã desta sexta-feira (16/6) na sede da Polícia Federal, em Brasília, não economizou em adjetivos ao presidente. Ele detalha como se tornou o maior empresário articulador de políticos na história do Brasil. À revista, ele detalha porque decidiu delatar o chefe do Executivo nacional e fala sobre o jeito de Temer convocar uma reunião. “Nunca foi uma relação de amizade. Sempre foi uma relação institucional, de um empresário que precisava resolver problemas e via nele a condição de resolver problemas. Acho que ele me via como um empresário que poderia financiar as campanhas dele – e fazer esquemas que renderiam propina. Toda vida tive total acesso a ele. Ele por vezes me ligava para conversar, me chamava, eu ia lá”, disse o empresário.
Quando questionado se Temer pedia algo em troca, Joesley disse que as reuniões — que aconteciam tanto no Jaburu, quanto na residência do peemedebista, em São Paulo, em sua casa — sempre estavam ligadas a algum pedido, algum favor. ” Uma delas foi quando ele pediu os R$ 300 mil para fazer campanha na internet antes do impeachment, preocupado com a imagem dele. Fazia pequenos pedidos”, explicou. Batista cita nomes de políticos influentes. Temer, Eduardo Cunha, Padilha, Moreira Franco… Segundo ele, é um grupo liderado pelo próprio presidente. “Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites. Então meu convívio com eles foi sempre mantendo à meia distância: nem deixando eles aproximarem demais nem deixando eles longe demais. Para não armar alguma coisa contra mim”, disse à revista.

Menina de 1 ano morre após falta de combustível em duas ambulâncias do Samu

16 de jun de 2017 às 16:59 | em: Brasil

Foto: Reprodução

Uma menina de 1 ano morreu por complicação de uma pneumonia em Joinville, no Norte catarinense, depois de levar mais de 15 horas para ser transferida de hospital. Segundo a família, houve falta de combustível em duas ambulâncias acionadas para transportar a criança. Heloísa, que tinha acabado de completar um ano, havia sido internada no Hospital São Vicente de Paulo, de Mafra, na última quarta-feira (7). Na quinta-feira (8), o quadro piorou. A empresa responsável pelo Samu e a secretaria de estado da Saúde informaram que irão apurar o caso. Como o hospital não tem UTI infantil, foi pedida a transferência dela para o Hospital Infantil de Joinville. A vaga foi confirmada, mas o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do município disse que faltava combustível. “Eles alegaram dificuldade financeira para abastecimento das ambulâncias. Que era um problema que estava ocorrendo não só no município de Mafra, mas no estado”, disse o coordenador de enfermagem de Mafra Ossimar Carlos Friedrich Filho, do hospital de Mafra, que acompanhou o caso. “Todo o hospital se mobilizou em relação ao abastecimento para que pudesse ser feita a transferência, no entanto nos foi negado o abastecimento do veículo”, afirmou. A família também chegou a se oferecer para pagar combustível para a ambulância, mas diz que o Samu informou não poder aceitar. Uma alternativa era usar uma ambulância de Rio Negrinho, mas o Samu teria dito que não havia médico pra acompanhar a transferência. Enquanto aguardava o impasse, a menina piorou e precisou ser reestabilizada no hospital. “Eles negaram pra gente, falaram que nenhum terceiro pode abastecer as ambulâncias do Samu”, contou o pai, Alexandro Ferreira da Silva Lisboa.