Ciganos envolvidos no assassinato de policial em Jeremoabo são presos no estado do Pará

27 de dez de 2017 às 08:40 | em: Bahia,Policia

Foto: Divulgação | PM

Na manhã desta terça-feira (26), foram presos os ciganos Jelson da Silva, vulgo “Gelson Cigano”, seus filhos Bruno Jordão Matos da Silva e Rogério Matos da Silva, assim como Cosme de Jesus Silva e Carlos Daniel dos Santos Lima, identificados pela polícia como envolvidos na morte do soldado PM José Bonfim Lima no dia 2 de novembro, em Jeremoabo. Na ocasião, dois ciganos também foram mortos no tiroteio. Willys Messias da Silva, o Vinícius cigano, e Donizete Alves da Silva, vulgo “Donizete Cigano”.

Foto: Divulgação | PM

Os policiais cumpriram mandados de prisão temporários expedido pela Comarca de Jeremoabo e no momento da prisão eles estavam no bairro de Jardelândia, próximo ao terminal rodoviário da cidade. Segundo a inteligência da Polícia, antes de chegar ao estado do Pará, o grupo de ciganos foragidos passaram um período escondidos na cidade de Cascavel, interior do Ceará. Após 20 dias eles se mudaram para o estado do Pará. Além de cumprir os mandados, a polícia do Pará autuou os cinco em flagrante por associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e uso de documento falso. Eles aguardam transferência para a Bahia.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.