Agricultura

MOC participa de contribuição para Empreendimentos da economia Solidária

17 de dez de 2018 às 13:15 | em: Agricultura,Brasil

Foto: Reprodução

O MOC através do Programa de Fortalecimento aos Empreendimentos da economia Solidária (PFEES), contribui para que Empreendimentos da Economia Solidária da Agricultura Familiar e de comunidades tradicionais dos municípios da área de atuação do MOC sejam consolidados, atuando na perspectiva de uma economia justa, inclusiva e solidária, articulados em redes e organizados nos processos de gestão, produção e comercialização, fortalecendo a convivência com o Semiárido. “Nós praticamos a Economia Justa e Solidária, buscando o melhor para toda comunidade”, disseram os técnicos.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

IBGE prevê safra de grãos 1,7% maior em 2019

11 de dez de 2018 às 09:27 | em: Agricultura,Brasil,Notícias

Foto: Agência Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (11) seu segundo prognóstico para a safra de 2019 de cereais, leguminosas e oleaginosas no país. De acordo com o instituto de pesquisa, a produção deve ficar em 231,1 milhões de toneladas, 1,7% a mais do que em 2018. Já a área a ser colhida deve ficar em 62 milhões de hectares, 1,9% maior do que neste ano, segundo o IBGE. Caso a estimativa se confirme, essa será a segunda maior safra nacional de grãos desde que o IBGE começou a fazer a pesquisa em 1975. A safra recorde foi registrada em 2017: 240,6 milhões de toneladas. Entre as principais safras de grãos pesquisadas, são esperadas quedas em 2019, na comparação com 2018, das seguintes lavouras: soja (0,2%), arroz (4,5%), primeira safra do milho (0,6%) e primeira safra do feijão (8%). São esperados crescimentos, no entanto, na segunda safra do milho (9,3%) e algodão herbáceo (5,5%). Segundo o gerente da pesquisa, Carlos Antônio Barradas, em 2018, produtores de milho enfrentaram problemas climáticos em alguns dos principais estados. “Para 2019, aguarda-se uma janela de plantio maior para o milho, já que, em boa parte desses estados, as chuvas já chegaram, o que permitiu o plantio antecipado. Para o algodão, os preços favoráveis do produto devem incentivar investimentos nas lavouras e aumento da área plantada”.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Elisângela Araujo participa de 3° Encontro de Mulheres Rurais

29 de nov de 2018 às 15:03 | em: Agricultura,Brasil

Foto: Divulgação

Neste ultimo domingo (25), a diretora executiva da CUT, Elisângela Araújo, participou do 3° Encontro de Mulheres Rurais. Segundo ela, o tema foi “ATER e a valorização do trabalho da mulher”. Logo em seguida, Elisângela visitou o armazém de distribuição de alimentos das cooperativas da agricultura familiar. “Fiquei encantada com o evento. Mulheres guerreiras, que não se deixam abalar por nada. Continuamos juntas nesta luta!”, disse ela.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Seminário sobre PNaRA mostra que produção agroecológica é viável em escala nacional

09 de nov de 2018 às 15:55 | em: Agricultura,Brasil,Economia

Foto: Ilustração

Nesta terça-feira (06), foi apresentado em Brasilia, um Seminário sobre “A Importância de uma Política Nacional de Redução de Agrotóxicos para o Brasil (PNaRA)”. Com o objetivo de mostrar que a agricultura orgânica e a agroecologia são capazes de produzir alimentos em grande escala no Brasil e no mundo, o seminário mostrou que são as formas mais seguras e sustentáveis de produzir comida saudável no longo prazo. Também, foram avaliados os resultados de vários debates ocorridos em 2018 sobre a necessidade de reduzir o uso de agrotóxicos no país. Para Marcos Rochinski, representante do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), que participou do encontro, o antigo conceito de que a agricultura precisa de defensivos agrícolas, fertilizantes e de sementes transgênicas para produzir comida em quantidades para alimentar toda a população tem sido claramente desmascarado, tanto pelas audiências públicas da comissão ao longo do ano quanto nas experiências relatadas neste seminário. Rochinski é coordenador-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Contraf). O seminário foi realizado realizado na Câmara dos Deputados, e contou com a participação de especialistas e representantes de entidades públicas e de governo que atuam em defesa da segurança alimentar e nutricional.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ascoob oferece ajuda técnica para investidores rurais

08 de nov de 2018 às 15:55 | em: Agricultura,Negócios,oportunidades

Foto: Divulgação

Se você adquiriu recentemente um imóvel rural, deseja investir no local para aumentar a renda da sua família e tem dúvidas sobre o potencial da propriedade para a produção de alimentos, a Ascoob te ajuda a resolver essas e outras questões. Para resolver essa demanda, a dica é procurar o apoio de cooperativas para trabalhadores rurais. Essas entidades podem ser úteis para o fornecimento de assistência técnica qualificada, além de acesso mais fácil ao crédito rural e à comercialização dos itens produzidos. Conheça o material do Ascoob e descubra qual a linha de crédito rural ideal para você!. Uma cooperativa também contribui para manter o contato com outros produtores rurais. Essa ação pode ajudar na construção de parcerias para aumentar as vendas e investir no negócio de maneira mais prudente e correta. Outro benefício, é contar com um apoio especializado para divulgar a produção. A cooperativa pode, por exemplo, indicar os seus produtos para supermercados e escolas. Assim, você terá mais chances de vender os itens e de obter um retorno mais rápido do investimento. A Ascoob , por exemplo, tem uma equipe bastante qualificada para orientar os agricultores a desenvolverem um trabalho de alto nível e a investirem os recursos com objetivos bem definidos, gerando assim resultados positivos para você e seu negócio!

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

3° Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária será realizada em Araci

21 de set de 2018 às 15:24 | em: Agricultura,Araci

No dia (27) de Setembro, será realizado em Araci a 3° Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidaria. A Feira será realizada em frente a APAEB Araci, a partir das 08h30 da manhã. Com comercialização, exposições, oficinas e apresentações culturais, o evento conta com a realização da APAEB Araci.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Bahia colhe sua segunda melhor safra de algodão na história

10 de set de 2018 às 17:04 | em: Agricultura,Bahia

Foto: Ilustração

A colheita de algodão entra na fase final no oeste da Bahia e traz alegria para os agricultores: será uma das maiores safras já registradas no estado. A Bahia é o segundo maior produtor de algodão do país, atrás de Mato Grosso. Neste ano, a área plantada cresceu em 30%. A produtividade aumentou 3%, chegando a 320 arrobas por hectare. A Bahia está colhendo a sua segunda melhor safra de algodão de todos os tempos – serão 1,2 milhão de toneladas, sendo 520 mil só de pluma. A colheita no estado deve ir até o próximo dia 20; até agora, 80% foi finalizada. Segundo a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), o preço agrada. A arroba é comercializada a R$ 110, R$ 20 a mais que na última safra. De acordo com Lidervan Morais, diretor da Abapa, deve haver um incremento de 20% na área plantada já no próximo ano. Além disso, está em alta a procura pelo algodão brasileiro no mercado internacional.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Elisângela e Rosival participam de assembléia do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar

05 de set de 2018 às 15:45 | em: Agricultura

Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (04), a candidata a deputada federal, Elisângela Araújo, e o candidato a deputado estadual, Rosival Leite, participaram da assembléia do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar. Com objetivo de apresentar os candidatos da Agricultura Familiar no município, a assembléia contou com a presença de lideranças como Edilene Gomes, coordenadora do Sintraf, Adelson Filho, assessor técnico do Sintraf e outros.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

MOC parabeniza um ano de ação da Feira Agroecológica de Retirolândia

04 de set de 2018 às 16:20 | em: Agricultura,Retirolândia

Foto: Divulgação

No último sábado (01) de setembro, a Feira Agroecológica de Retirolândia celebrou seu primeiro ano de existência e história no Semiárido Baiano, um ano de trajetória, com muita luta, resistência e insistência em produzir alimentos naturais, sem uso de agrotóxicos, respeitando a natureza e com base na agroecologia e em uma economia justa e solidária para todos. A Feira que acontece todos os sábados é dotada de cores, sabores e aromas que caracterizam as riquezas produzidas por agricultores e produtores do campo, dessas mãos que alimentam a nação e mais que isso promove saúde e sustentabilidade.

Foto: Divulgação

E o Movimento de Organização Comunitária (MOC) se orgulha de ter percorrido essa caminhada com apoios e ações voltadas para a o fortalecimento da Feira, pois defende e acredita nos direitos do povo em ter autonomia, liberdade, dignidade em um sertão justo para se viver e conviver. Por isso, se fez presente através da técnica Wilza Oliveira no dia em que se festejou esse ciclo.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Ascoob: Conheça as vantagens e facilidades de ser um agricultor familiar

29 de ago de 2018 às 15:16 | em: Agricultura,Brasil,Negócios

Foto: Reprodução

O agricultor familiar é aquele cuja produção é resultado de sua própria força de trabalho ou da mão de obra dos membros de sua família. Sendo assim, ele produz a partir de lotes menores, porém, com uma diversidade produtiva muito maior em relação ao agricultor patronal. E engana-se quem ainda associa a agricultura familiar à produção de subsistência. Hoje, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), ela é responsável por 80% do fornecimento mundial de alimentos, como mais de 570 milhões de produtores rurais dedicados à atividade. No Brasil, não é diferente. A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário estima que 70% da comida que chega às mesas dos brasileiros seja proveniente da agricultura familiar. São mais de 4 milhões de famílias envolvidas. Isso representa nada mais nada menos do que 84% dos estabelecimentos rurais do país. Dada a importância da atividade, o agricultor familiar, hoje, conta com uma série de facilidades.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Elisângela Araújo realiza debate sobre os avanços da Agricultura Familiar

21 de ago de 2018 às 16:02 | em: Agricultura,Bahia

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (20), Elisângela Araújo (CUT), realizou um debate sobre a Agricultura Familiar com agricultores da região de Ichu. Foram discutidos sobre a conjuntura política, avanços da Agricultura Familiar e as perspectivas e os direitos sociais de cada agricultor.

Foto: Divulgação

Além do debate, participou do evento da Agricultura Familiar realizado na cidade de São Domingos. “Em minha trajetória política, sempre defendi a construção de um conjunto de políticas públicas que possibilitem o avanço da Agricultura Familiar. Para isso, é fundamental vivenciar e reconhecer este potencial. Dedicando todo o dia aos agricultores e agricultoras familiares” disse ela.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Rosival e Elisângela participam da Assembleia do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar

13 de ago de 2018 às 16:27 | em: Agricultura

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (10), foi realizada uma Assembleia do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar. Elisângela Araujo (CUT) juntamente com Rosival Leite (Fetraf-BA), participaram da Assembleia, realizando um debate sobre os rumos e perspectivas da agricultura familiar no país com os Agricultores presentes. “Agradecemos imensamente aos companheiros e companheiras pela presença, apoio e carinho. Juntos por uma Bahia e por um Brasil melhor!”, ressaltaram.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Elisângela Araujo realiza debate sobre a Agricultura Familiar

09 de ago de 2018 às 16:11 | em: Agricultura,Bahia

Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (08), a diretora executiva da (CUT), Elisângela Araujo, esteve na comunidade de Baixão em Pilão Arcado, realizando um debate sobre desafios e perspectivas da agricultura familiar no Brasil com lideranças comunitárias. Cerca de 50 lideranças representantes de Associação de moradores, apicultores, pescadores e da União das Associações da região participaram do nosso bate-papo. “Fiquei muito feliz por estar com essa turma e com sua compreensão política. Reafirmamos nosso compromisso de seguir na luta em defesa dos interesses dos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade” disse ela.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

“Agricultura Familiar é quem coloca comida de verdade na mesa dos brasileiros”, diz Elisângela Araújo

30 de jul de 2018 às 16:30 | em: Agricultura,Brasil

Foto: Reprodução

“Não basta apenas reconhecer institucionalmente a data 25 de julho como o Dia Internacional do Agricultor e Agricultora Familiar, é preciso priorizá-la como o principal modelo de produção de alimentos para o nosso país, pois somos nós quem colocamos alimentos de verdade na mesa dos brasileiros. Avançamos muito nos últimos 12 anos, porém ainda há muito o que se fazer pela Agricultura Familiar. Apesar de representarmos, em todo o Brasil, cinco milhões de famílias, 84% de todas as propriedades rurais e gerar um faturamento anual de R$ 55,2 bilhões, os Governos ainda fazem muito pouco pelo setor. Basta olharmos para as prioridades do orçamento público, que destinam R$ 194,37 bilhões para o Plano Safra agropecuário, enquanto disponibiliza apenas R$ 31 bi para a Agricultura Familiar. Acredito que para alcançarmos os objetivos de desenvolvimento sustentável, propostos inclusive pela ONU, é necessário, urgentemente, uma inversão de valores governamentais. Sabemos que a Agricultura Familiar é responsável por 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros, produz alimentos limpos com sustentabilidade e garante a segurança alimentar e nutricional do nosso país, além de contribuir para o combate e erradicação da fome. Portanto, trago essa reflexão para o Dia Internacional do Agricultor e Agricultora Familiar, de que não basta apenas reconhecer a data, mas de mudar essa forma de governo. Precisamos garantir os reais investimentos públicos que atendam a demanda da Agricultura Familiar, a fim de avançarmos cada vez mais e transformar o Brasil em um celeiro de produção de alimentos saudáveis, pois o lugar que ocupamos hoje é de maior consumidor de agrotóxicos no mundo”, Disse Elisângela Araújo, diretora executiva da CUT Nacional.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Assista: Produção orgânica cresce na Bahia com certificação participativa

16 de jun de 2018 às 09:45 | em: Agricultura,Bahia

Foto: Reprodução

A produção orgânica da Chapada Diamantina, na Bahia, cresce ano a ano. Para conseguir o selo orgânico, que ajuda nas vendas, muitos agricultores estão adotando a certificação participativa. Segundo Globo Rural, o agrônomo Érico Sampaio cultiva oito hectares de morango e se diz um apaixonado pela produção sem agrotóxicos. Para tocar o cultivo, ele conta com a ajuda dos filhos, que são estudantes da área de agrárias. Hoje são 20 mil pés, mas a ideia é chegar a 35 mil. Érico vende a caixa de morango por R$ 12, mas o valor poderia ser mais alto se ele já tivesse o selo de conformidade orgânica do Ministério da Agricultura – uma garantia oficial de que o alimento foi produzido de acordo com as regras orgânicas. O problema é que o método de certificação mais comum, feito por auditoria, é caro para os pequenos produtores: cerca de R$ 15 mil por propriedade. É aí que entra a certificação participativa. Nesse modelo, que vem ganhando força no Brasil, o selo orgânico continua sendo concedido pelo Ministério da Agricultura. A diferença é que o trabalho anterior à certificação é feito pelos agricultores e não por uma empresa contratada, o que reduz, e muito, os custos do processo. Confira mais.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Novidade: Agricultor familiar terá crédito para comprar moto no Brasil

19 de maio de 2018 às 08:33 | em: Agricultura,Economia

Foto: Ilustração

Produtores da agricultura familiar terão facilidade de financiamento na compra de motocicletas a partir do dia 01 de julho. Acordo de cooperação técnica para o crédito foi assinado nesta quinta-feira (17), em São Paulo, entre o governo federal e a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e similares (Abraciclo).  Atualmente, quadriciclos, motores de popa e motores estacionários usados para transportar geradores de energia e moagem já são adquiridos pelo produtor rural por meio de linha de crédito especial.  O secretário especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Jefferson Coriteac, informou que a linha de crédito para motocicletas ficará em vigor até o dia 31 de dezembro de 2021. Segundo Coriteac, o governo tomou cuidado para que não ocorram desvios da finalidade no uso das motos. “São motos adaptadas para o manuseio na área rural, tocar o gado, fazer outras atividades”, disse, citando a substituição da tração animal.  De acordo com o secretário, outra finalidade do programa é combater o êxodo rural. “Queremos que o jovem do campo fique no campo. Que seus filhos criem seus filhos, seus netos e que a vida continue no campo”, disse ele.

Financiamento 

O crédito para a compra de motocicletas será disponibilizado pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Mais Alimentos), linha do Banco do Brasil. O financiamento tem prazo de até 10 anos, carência de três anos e taxas de juros que variam de 2,5% a 5,5% ao ano. O secretário especial calcula que aproximadamente 4 milhões de famílias estejam cadastradas do Pronaf.  O montante da linha de crédito será anunciado apenas no lançamento do Plano Safra, no dia 6 de junho. “Manter os R$ 30 bilhões [valor do ano passado], para nós, já é de grande importância. O Ministério da Fazenda, com o problema e a crise pela qual o país passou no ano passado, tinha intenção de reduzir esse valor. Nós estamos brigando para que mantenha. A Fazenda nos garantiu que não vai faltar dinheiro para o Plano Safra”, afirmou Coriteac.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Secretaria de Agricultura de Araci entrega 50 mil mudas de palma e 11 mil frutíferas nesta segunda (30)

30 de abr de 2018 às 08:11 | em: Agricultura,Araci

Rosival Leite participa de debate sobre Agricultura Familiar em Senhor do Bonfim

23 de abr de 2018 às 15:43 | em: Agricultura,Bahia

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (20), um debate sobre Agricultura Familiar foi realizado em Senhor do Bonfim. Rosival Leite, que estava presente no evento, disse que foi debatido sobre conjuntura, políticas públicas para Agricultura Familiar, ações e perspectivas para o ano de 2018. Juntamente com Rosival estavam presentes, vereador Rê do Sindicato, Secretária de Agricultura Damiana, Coordenadora do SINTRAF Luciene, CAAF (Central das Associações), membros da diretoria do SINTRAF e lideranças regionais. Nossa luta continua firme, agradeço de coração a todos e todas presentes na reunião de hoje, estou convicto da parceria e força que terei na região”, disse Rosival.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Produtores do Nordeste vivem desafio por causa do clima após início das chuvas

18 de abr de 2018 às 08:34 | em: Agricultura,Araci,Teofilândia,Tucano

Foto: Ilustração

A agricultura no Nordeste é sempre um desafio. Durante boa parte do ano, tem a seca. E quando vem a chuva, ela é irregular, até dentro de um mesmo município. A Voz do Campo vem recebendo diversos relatos na região sisaleira, em especial para Araci, Tucano e Teofilândia. Fazia tempo que muitos agricultores não usavam a enxada. Quando voltou a chover em janeiro, eles plantaram milho, feijão, melancia e abóbora. Eles pensam”Esse ano foi diferente dos outros, realmente, porque choveu bastante, e os outros só dava uma chuva e pronto, ia embora e acabava”, disse uma agricultora. Muitos se adiantaram e começaram a plantar antes mesmo da chegada das chuvas. A aposta tem dado certo. “A melancia já tá começando a florar, o milho também já tá bem ‘nascidinho’, graças a Deus que a chuva deu para nascer. Tamo esperando mais um pouco de chuva para poder aumentar mais pra gente lucrar”, dizem. Vieram as chuvas e a terra, que antes só fazia poeira, agora está molhada. As chuvas dos primeiros meses deste ano de 2018 ajudaram a transformar a paisagem seca do sertão e também a vida de muitas pessoas. A agricultora Jeciene Souza começou o cultivo ainda em janeiro. Agora os pés de milho já estão crescendo, a melancia está ganhando forma e as primeiras vagens de feijão já foram colhidas. “Que venham mais e mais chuvas pra gente poder plantar e colher o fruto”, diz ela.

Agricultura na região sisaleira

O foco é na plantação de feijão, milho e sisal. O esperado era que as chuvas tivessem vindo menos fortes e mais frequentes. Mas está chovendo. Agora é se apressar para aproveitar o que ainda deve chover nesse mês. As pessoas estão aproveitando o dinheiro que está entrando do Seguro Safra para investir em plantação. Espera-se que este ano tenha muita chuva, dizem os meteorologistas.

As estradas

Os produtores também se preocupam bastante com a situação das estradas. Diversos são os relatos de estradas mal conservadas e destruídas após as chuvas torrenciais na região. As Prefeituras Municipais alegam falta de recursos e dizem quem pretendem esperar a diminuição das chuvas. Fato é, as chuvas tendem a permanecer desta forma por muito tempo. O campo sustenta a cidade com alimentos. O campo precisa se deslocar e se comunicar com a sedes. As estradas precisam de manutenção.

Relembre

Ciclo de seca histórica já acabou e previsão é de muita chuva em 2018, dizem especialistas

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Araci: “A construção de 06 novas barragens é uma conquista para o povo”, diz secretário Anastácio

15 de abr de 2018 às 09:26 | em: Agricultura,Araci

Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Araci, através da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, MOC, APAEB, FETRAF, FATRES, lançou a construção de 06 Barragens de grande porte no município. As obras terão apoio de recursos do Governo do Estado da Bahia, através da SDR – Secretaria de Desenvolvimento Rural / CAR. Segundo o secretário Anastácio Carvalho, as obras iniciarão em breve.

Foto: Divulgação

O secretário de Agricultura do município reforçou a importância da construção destas novas barragens nas comunidades de Tapuio, Resina, Campo Novo , Ribeira 1 e Balaio, trazendo os melhores benefícios possíveis no período de longa estiagem que o município sempre atravessa. “A construção de sei novas barragens é uma conguista para o povo”, disse Anastácio. Ele ainda destacou a importância da parceria que Silva Neto e Keinha têm com o governo do estado, os deputados e todas as entidades envolvidas nesta conquista.

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.