Foto: Reprodução

A judoca Rafaela Silva foi flagrada no exame antidoping nesta sexta-feira (20). Campeã mundial, pan-americana e olímpica, a atleta, de 27 anos, ocupa a quarta posição no ranking mundial e está em busca de uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. A substância não foi divulgada, mas o Instituto Reação, onde ela treina, convocou uma entrevista coletiva para logo mais às 15h, onde explicará o caso. De acordo com o site “GloboEsporte.com”, Rafaela Silva será representada pelo advogado Bichara Neto, que defendeu o nadador Gabriel Santos. O atleta teve detectado clostebol em um teste de urina feito no dia 20 de maio, em São Paulo, e pegou 12 meses de suspensão, mas tenta reduzir a pena. Além de ser tornar a primeira brasileira campeã mundial de judô em 2013, Rafaela Silva conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Neste ano, ela também foi campeã nos Jogos Pan-Americanos de Lima e conquistou a medalha de bronze no Mundial de Judô, disputado em Tóquio. A judoca ainda ajudou a equipe do Brasil a ficar no terceiro lugar dessa mesma competição no Japão.