Prefeita de Santaluz é cassada pela Justiça por prática de abuso do poder político

15 de dez de 2018 às 08:20 | em: Santaluz

Foto: Reprodução

O Tribunal Regional Eleitoral – TRE-BA decidiu que a prefeita Quitéria Carneiro Araújo (PSD) e seu vice Márcio Evangelista de Oliveira (PP), popularmente conhecido como “Marcinho da CLN”, terão seus diplomas cassados por prática de abuso do poder político. Ainda segundo a decisão, ambos terão os direitos políticos suspensos por 8 anos. Trata-se do resultado de uma ação de Investigação Eleitoral. Zenon Nunes (PSD), popular “Zenonzinho”, ex-prefeito do município, também foi condenado. A Sentença é da Juíza da 145ª Zona/Santaluz, Lisiane Souza Alves Duarte. O processo foi movido pela oposição, a Coligação “Renasce a Esperança”, de Joélcio Martins dos Santos. Eles alegam que o então prefeito de Santaluz, “Zenonzinho”, apoiador da chapa vencedora, transferiu a data comemorativa do dia do evangélico para o dia do comício da chapa derrotada nas urnas. A cantora gospel Damares fez um show na cidade de Santaluz e o comício teria sido esvaziado. Alegou-se, portanto, abuso do poder político. A coligação de Joélcio Martins da Silva alega que o evento religioso teve como finalidade favorecer Quitéria e Marcinho na disputa do pleito eleitoral. O evento foi patrocinado pelo Conselho de Pastores locais, no entanto, segundo o Ministério Público, inexiste algumas provas documentais do pagamento de R$ 31 mil pelo show.A cassação ocorreu apenas em primeira instância e não foi pedido o afastamento de ambos. O site A Voz do Campo fez contato com a Quitéria Carneiro e não obteve resposta. Cabe recurso da decisão.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.