Artesão de Santaluz constrói novo sepulcro que vai abrigar restos mortais de Irmã Dulce

27 de ago de 2019 às 08:27 | em: Santaluz

Fotos: Reprodução

Como parte dos eventos da Canonização de Irmã Dulce, a Capela das Relíquias, espaço onde fica o túmulo da beata, na Cidade Baixa, em Salvador, está sendo preparado para receber o novo sepulcro que vai abrigar os restos mortais do Anjo Bom da Bahia.

Fotos: Arquivo Pessoal/Reprodução

A Capela foi fechada no dia 19 de agosto, para realização das obras de requalificação, e será reaberta no dia 18 de setembro, quando uma missa será celebrada no Santuário dedicado à freira baiana, que também está sendo reformado. Feito de granito, o novo sepulcro da primeira santa nascida no Brasil foi construído em Santaluz, por uma equipe liderada pelo renomado artesão Laércio Abreu, que também é o responsável pela confecção do antigo túmulo.

Fotos: Arquivo Pessoal/Reprodução

Foram cerca de 15 dias de trabalho até o novo túmulo ficar pronto e ser levado para a capital baiana, onde está sendo montado pelo canteiro luzense e sua equipe. Reconhecido nacionalmente por seu trabalho com a técnica de cantaria – método de esculpir os cantos das pedras.

Fotos: Arquivo Pessoal/Reprodução

Laércio é um dos filhos do mestre canteiro luzense Boaventura Abreu, que faleceu em 2015, aos 81 anos, deixando como legado trabalhos importantes como a restauração do Mercado Modelo, em Salvador, do Solar Bercó, também na capital baiana, e vários outros projetos que também o tornaram reconhecido nacionalmente. Ventura, como era conhecido, foi homenageado em 2016 com uma exposição realizada em sua cidade natal.

Fonte: Notícias de Santaluz

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva
1

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.