Paciente busca atendimento oftalmológico e município de Araci se recusa a resolver o caso

23 de mar de 2017 às 11:32 | em: Araci,Josy Miranda

Foto: Ilustração

Sabemos que para quem depende do SUS- Sistema Único de Saúde, nunca foi fácil. E o pior fica quando não encontramos respostas pelos questionamentos feitos. Foi dessa forma que a família de seu José Cirqueira, 71 anos, se viu quando foi procurar o SUS do município de Araci para realização de um atendimento oftalmológico e um procedimento de uma cirurgia de catarata. E por querer entender o caso de seu José e de tantos outros sem respostas é que foi feita uma investigação. E fomos buscar esclarecimento junto a Secretaria de Saúde da Cidade. Seu José foi encaminhando para a cidade de Santa Luz, através de um carro disponibilizado pelo município de Araci, acreditando que estava sendo assistenciado. Porém, lá nada foi feito e com os olhos inchados, lacrimejando e com cor. Ele retorna para sua casa sem atendimento após ter passado o dia todo fora. “Já não conseguia entender o que de fato estava acontecendo. Primeiro me mandaram para Santa Luz e nada foi realizado por lá. Não sei se o meu caso é diferente dos outros, eu já tenho glaucoma e o único procedimento que fizeram foi me entregar o colírio que já costumo pegar” afirmou seu José  Cirqueira.
No segundo contato com a secretaria, para o caso de seu José, a solução dada pela foi a visibilidade de transferência de responsabilidade para outro município, ou seja, seu José como tem parentes que moram em Salvador utilizaria o endereço destes familiares para que daí  se conseguisse uma consulta com um oftalmologista e o procedimento cirúrgico.  “Ao voltar à secretaria de Saúde, após passar um dia todo em Santa Luz com fome e sem assistência. Me informaram que nada poderia ser feito e que fizéssemos um cartão do SUS com o endereço de Salvador, já que tenho filhas que moram por lá e que por ali eu fosse buscar atendimento ”, ressaltou seu José.
Em contanto com a Secretaria de Saúde, para esclarecimento do caso, a jornalista Josy Miranda foi informada que os processos de cirurgia de catarata são encaminhados para Santa Luz, mas, no entanto, a secretaria não tem dados de quantos procedimentos são realizados. Já que o controle do município depende mais de um transporte de envio do que um processo realizado.
“Graças a amigos que o caso do meu pai pôde ser resolvido. O que sentimos foi totalmente desrespeito e abandono.  Nós certamente precisamos entender e se colocar no lugar dos outros.  Acima de tudo isso.  E não jogar meu pai de um lado para o outro sem dizer o que pode ou não fazer. E simplesmente não fazem nada, afirmou Vaneide Oliveira – filha de Seu José. Depois de ter passado pelo procedimento, na Clínica Olhar, em Feira de Santana -encaminhado por Marquinhos, seu José também descobre que precisava mudar o colírio que estava usando para o glaucoma, já que aquele estava causando uma reação alérgica.

Obs.: Matéria apurada e produzida pela Jornalista Josy Miranda, onde a mesma teve todo cuidado nas investigações dos fatos.

Como você se sentiu com este conteúdo?
Curti
Curti Amei Feliz Surpreso Triste Raiva

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.